Jeane Alves

Jeane Alves
Vitória de G 1 com Equitana

sábado, 1 de outubro de 2011

Um grande final de semana no EUA

Com cinco provas de G1, hoje,em Belmont, e quatro em Santa Anita, além de, no domingo, mais uma também em Santa Anita, o fim de semana para os verdadeiros turfistas promete e muito.

Em Belmont, o destaque é a Jockey Club Gold Cup (G1), em 2.000m, considerada, por muitos, o grande teste para a Breeder'Cup Classic (G1), no primeiro sábado de novembro. Entre os inscritos, o mais comentado é o três anos (foto 1) Stay Thirsty (Bernardini e Marosia, por Storm Bird), vindo de vencer o Jim Dandy Stakes (G2) e o Travers Stakes (G1), ambos em Saratoga.

Mas a favorita da Breeder's Cup Classic (G1), para muitos experts, Havre de Grace (foto 2), uma Saint Liam e Eastern Brunette, por Carson City, vinda de grande vitória, contra os machos, no Woodward Stakes (G1), preferiu correr só contras as fêmeas no Beldame Invitational Stakes (G1), em 1.800m.

Além destas provas, teremos, por exemplo, na grama, para éguas de três anos e mais idade, o Flower Bowl Invitational Stakes (G1), em 2.000m, com a presença de Stacelita (Monsun e Soignée, por Dashing Blade), vinda de ganhar, em Arlington, o Beverly D. Stakes (G1), não esquecendo que, em 2009, foi ela a ganhadora do Prix de Diane (G1), em Chantilly, e o Joe Hirsch Classic International Stakes (G1), 2.000m, grama, onde o nome de Cape Blanco (Galileo e Laurel Delight, por Presidium), foto 3, invicto em pistas americanas, com seus triunfos na Arlington Million (G1) e no Man O'War Stakes (G1), é a principal atração.

Em Santa Anita, o Lady's Secret Stakes (G1), para éguas de três anos e mais idade, é a atração maior talvez. Três nomes são destacados pelos experts: Blind Luck (Pollard's Vision e Lucky One Bet, por Best of Luck), que, em junho, derrotou a citada Havre de Grace no Delaware Handicap (G2), Ask The Moon (Malibu Moon e Always Asking, por Valid Appeal), duas vitórias seguidas em Saratoga, Ruffian Invitational Handicap G1 e Personal Ensign Stakes (G1), e Zazu (Tapit em Rhumb Line, por Mr. Greeley), ganhadora do Hollywood Oaks (G2) e terceira no Kentuky Oaks (G1). Neste páreo, corre uma brasileira, Great Hot (Orientate e That's Hot, por Seeking The Gold), criação e propriedade da Coudelaria Jéssica.

Ainda tem o Yellow Ribbon Stakes (G1), na grama, com a presença de Dubawi Heights (Dubawi e Rosie's Posy, por Suave Dancer) e o Goodwood Stakes (G1), onde a argentina Miss Match (Indygo Shiner e Miss Simpatia, por Southern Halo), vencedora em Palermo do Gran Premio Selecion (G1), de sua fornada, além de Acclamation (Unusual Heat e Winning in Style, por Silveyville) e Coil (Point Given e Eversmile, por Theatrical).

A prova de G1 em Santa Anita no domingo é para potranca de dois anos, o Oaks Leaf Stakes. Mas, no mesmo dia, haverá, com a presença do brasileiro Imponente Purse (Public Purse e White Tea, por Sunny's Halo), criação de Ulysses Lignon Carneiro e propriedade da Coudelaria Jéssica, ganhador este ano do Sunset Handicap (G3), o Clement L. Hirsch Turf Championship Stakes (G2), onde também aparece inscrito o citado Acclamation que todos dizem será a sua opção, correndo na condição de favorito. Aliás, para muitos, ele é dos sérios candidatos a 'horse of the year".

Prova Especial recorda Gustavo Philadelpho Azevedo

Como vem acontecendo nos últimos anos, o Jockey Club Brasileiro homenageia Gustavo Philadelpho Azevedo, grande advogado, turfista, diretor do JCB, homem de fina cultura e famoso pelo seu papo especial, um dos fundadores e diretores da Associação Carioca de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida do Rio de Janeiro.

Também foi um dos mais antigos criadores do Estado do Rio de Janeiro com o seu Haras Rio dos Frades, na estrada Teresópolis-Friburgo, onde foram criados corredores com nível clássico como, entre outros, Ayacuho, Lugareño, Piccadily Circus, além de Darsena, mãe do campeão do GP Brasil (G1), de 1977, Daião, entre outros.


Em sua edição 2011, a carreira reúne sete concorrentes, de três anos e mais idade, sem vitória de grupo no último, em 1.400 metros na pista de grama. São eles:

Iso Inconteste (Stud Palurape), Fita Azul (Stud Santa Tereza), Frege (Stud Correas), Gorino (Stud Amigos da Barra), Vincent (Stud Rio Dois Irmãos), Public Rock (Gabriela Flores Machado) e Godsmustbecrazy (Haras Doce Vale).

Venâncio Nahid comenta os clássicos

Colecionador de títulos, Venâncio Nahid possui inscrições nas duas principais carreiras deste fim de semana e mostrou-se animado com as oportunidades.

No sábado, o treinador apresenta Victoria Beach (Stud Santa Rosa de Lima) na Prova Especial Mário Jorge de Carvalho. A filha de Torrential e Bambina Mia, por Skywalker, irá encarar seis concorrentes na carreira:

“Ela vem para uma distância melhor, onde train é mais intenso, e está muito bem. Em trabalhos, apresentou hemorragias leves, por isso optamos pelo uso do Lasix e, como é uma égua “pesada”, acredito que irá agradecer a medicação. Em corrida normal, vai chegar brigando pela vitória.” Comentou o popular “Nenem”.

Já na Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo, que acontece no domingo, Venâncio será o responsável por Vincent (Stud Rio Dois Irmãos). Filho de Gilded Time e Venice Blue, por Roy, o castanho reapareceu em sua última apresentação:

“Está tinindo! Ficou parado por um período, pois sofreu uma fratura no joelho, mas está curado. Vem de vitória em uma boa marca e está corrida fez muito bem a ele. Respeito muito os animais que vão leve, mas o Vicent já frenquentou as primeiras turmas, então tem bastante chance no páreo.” Finalizou o atual campeão da estatística

Grande Prêmio Paraná 2011 - Programa


Jeca


A Comissão de Turfe divulgou hoje o Programa em Branco para o dia máximo do Turfe Paranaense. Composta por doze páreos, a Reunião tem início previsto para as 13:45h e término as 19h30.

O páreo do Grande Prêmio Paraná será disputado na oitava prova do programa. Foram inscritos dez animais: Dourado, Bistrô di Silver, Jéca, Haraquiri, Valet Park, Direct Reason, Uno Campione, Time to Love, Visible Wind e Tricky Indy.

Neste mesmo dia serão disputados os Clássicos “Primavera”, no quinto páreo; “Ciro Frare”, no sexto; e “Governador do Estado”, no sétimo; a Prova Especial “Silvio Batista Piotto” será realizada no quarto páreo.

Garanta seu ingresso na Área VIP! Informações: (41) 3075-2121.

Confira a Programação Informativa:

1º PÁREO - 1.100 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 13h45 - (T-01A) - TRIFETA

1 - DRINALFA - 1-56

2 - ANNA CELLERIX - 2-56

3 - JOINVILER COUER - 3-56

4 - LA HICKMANN VISTA - 4-56

5 - ROYAL BEAUTY - 5-56

6 - OLYMPIC FOXY - 6-56

7 - BEM POR FORA - 7-56

8 - VICTORY AND GLORY - 8-56

9 - VITORIOSMENTE - 9-56

2º PÁREO - 1.100 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 14h15 - (T-10) - TRIFETA

1 - SULTÃO (P1) - 1-57

2 - SEREIA (P1) - 2-55

3 - ZÉ MINEIRO - 3-52

4 - AFORADA - 4-53

5 - SELO GURI - 5-56

6 - DON JUAN FELIPE - 6-55

7 - SPANDALI BALLET - 7-55

3º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 14h45 - (T-10) - TRIFETA

1 - HERR VICTOR - 1-56

2 - FEATURE - 2-53

3 - RESENDE - 3-52

4 - FIGHT FOR LOVE - 4-51

5 - JOY JOY - 5-50

4º PÁREO - 1.400 METROS

R$ 2.500,00 - 750,00 - 500,00 - 250,00 - 125,00

ÀS 15h15 - TRIFETA

PROVA ESPECIAL “SILVIO BATISTA PIOTTO”

1 - CID EL CAMPEADOR 1-56

2 - DASH FLYER - 2-54

3 - NEW MCCOY - 3-56

4 - FABI GAIS - 4-56

5 - VEREKER - 5-56

5º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 10.000,00 - 3.000,00 - 2.000,00 - 1.000,00 - 500,00

ÀS 15h45 - TRIFETA

CLASSICO “PRIMAVERA” (L)

1 - LUSINGA D’AMORE - 1-53

2 - INEXCEDIVEL - 2-60

3 - JURERÊ - 3-60

4 - LICORDOCE - 4-53

5 - USIBELLE - 5-60

6 - CANTABRIGENSIS - 6-60

7 - ICED WHISKY - 7-53

8 - DA-LHE REQUEBRA - 8-53

6º PÁREO - 1.200 METROS

R$ 10.000,00 - 3.000,00 - 2.000,00 - 1.000,00 - 500,00

ÀS 16h15 - TRIFETA

CLÁSSICO “CIRO FRARE” (L)

1 - SPANDALI BALLET - 1-60

2 - DA-LHE SANTARÉM - 2-60

3 - TIGER WOODS - 3-54

4 - AL BROOK - 4-60

5 - UM FOGUETE - 5-60

6 - TENENTE DODGE - 6-60

7 - KAHUNA - 7-60

8 - ALFORRIADO - 8-60

9 - VOGANTE - 9-60

10- SENHOR TUFÃO - 10-60

7º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 13.000,00 - 5.850,00 - 3.250,00 - 1.950,00 - 1.300,00

ÀS 16h45 - TRIFETA

CLÁSSICO “GOVERNADOR DO ESTADO” (L)

1 - LICORDOCE - 1-51

2 - BLUE DI JOB - 2-53

3 - TRAPEZE - 3-60

4 - SELO OLIMPICO - 4-60

5 - VIOLÃO - 5-53

6 - SCRITTORE - 6-60

7 - LET ME FLY AGAIN - 7-60

8 - CHINCHAY - 8-60

9 - SHARK BOY - 9-60

10- TRUCULENTO - 10-53

11- LUSIGNA D’AMORE - 11-51

12- HEATH ROW - 12-60

8º PÁREO - 2.000 METROS

R$ 50.000,00 - 15.000,00 - 10.000,00 - 5.000,00 - 2.500,00

ÀS 17h30 - TRIFETA

GRANDE PRÊMIO “PARANÁ” - (G.1)

1 - DOURADO - 1-52

2 - BISTRO DI SILVER - 2-52

3 - JÉCA - 3-59

4 - HARAQUIRI - 4-59

5 - VALET PARK - 5-52

6 - DIRECT REASON - 6-59

7 - UNO CAMPIONE - 7-59

8 - TIME TO LOVE - 8-59

9 - VISIBLE WIND - 9-52

10- TRICKY INDY - 10-52

9º PÁREO - 1.300 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 18h - (T-10) - TRIFETA

1 - SILVERSMITH - 1-53

2 - RAMATUELLE - 2-51

3 - URIBIA - 3-55

4 - DAYANA STYLE - 4-51

5 - TÁXI AÉREO - 5-52

6 - RUBI ESTRELADO - 6-52

7 - UTAH BOY - 7-53

8 - BARDOSO FIGHTER - 8-53

9 - STORM GLORY - 9-55

10º PÁREO - 1.300 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 18h30 - (T-01) - TRIFETA

1 - FAST GAIS - 1-56

2 - GANGSTER - 2-56

3 - FLIGHT TO DUBAI - 3-56

4 - EVER SPEED - 4-56

5 - DOM VALDO - 5-56

6 - LESTO DI GAMBE - 6-56

7 - DA-LHE PORTO BELO - 7-56

8 - FLORENZO - 8-56

11º PÁREO - 1.500 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 19h - (T-02) - TRIFETA

1 - LANCE GENIAL - 1-56

2 - OPULENCE - 2-54

3 - DURANGO - 3-56

4 - DISTINTO - 4-56

5 - NEW BOLT - 5-56

6 - BLACK PALOMA - 6-54

7 - FULL POKET - 7-56

8 - TROMBADOR - 8-56

9 - DESABUSADO - 9-56

10- COMANDANTE FAHIM - 10-56

12º PÁREO - 1.200 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 19h30 - (T-08) - TRIFETA

1 - ABSOLUTISTA - 1-55

2 - US OPEN - 2-58

3 - BOB TEEN - 3-56

4 - CHORUMELA - 4-55

5 - BOM VIVI - 5-54

6 - CAÇADOR REAL - 6-55

7 - BLUE TREE - 7-55

8 - REINENTO DO NIJÚ - 8-56

9 - CALCIGENOL - 9-57

10- EL TOTCHE - 10-57

11- EXTRA MILE - 11-56

12- ZÉ BALA - 12-57

Tarumã programa para 7 de Outubro

1º PÁREO - 800 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 16h45 - (T-07) - TRIFETA

PICK 3 INICIAL

1 - MANGUERIANO - 1-57

2 - IMORTAL - 2-52

3 - ISSEY CHAMP - 3-55

4 - SLAVE TO WIN - 4-55

5 - SUNDAY MORNING - 5-57

6 - POKER PRINCE - 6-56

2º PÁREO - 800 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 17h15 - (T-01) - TRIFETA

1 - EL CARINHOSO - 1-56

2 - ZUZU PROFILE - 2-54

3 - SABRINA VISTA - 3-54

4 - TALBOT LAKE - 4-54

5 - QUITE CAT - 5-56

6 - BROWSER - 6-56

7 - ESPANHOLA GIRL - 7-54

3º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 17h45 - (T-04) - TRIFETA

PICK 7 - BIG EXATA

1 - SURPRISE’S OWL - 1-55

2 - PARDAL FIGHTER - 2-57

3 - ANNY DI NORDICA - 3-55

4 - SHATRANG - 4-57

5 - BELO GRACE - 5-57

4º PÁREO - 1.300 METOS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 18h20 - (CLAIMING “B”) - TRIFETA

BIG EXATA - SEGUNDO PICK 3

1 - UPON MY SIGNAL - 1-57

2 - TAR TAN TAM - 2-56

3 - GRAN DODGE - 3-56

4 - ELLYSYO - 4-57

5 - PEAK FAMOUS - 5-55

6 - BOEMIO ALEGRE - 6-57

7 - PRIMEIRO COMANDO - 7-56

1= 3.500,00 2= 2.500,00 3= 2.500,00 4= 3.500,00

5= 3.500,00 6= 3.500,00 7= 2.500,00

5º PÁREO - 1.500 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 18h50 - (CLAIMING “A”) - TRIFETA

SEGUNDO PICK 3

1 - CANNONBALL - 1-54

2 - VIVRE LA NUIT - 2-54

3 - XARA’S TCHE - 3-54

4 - FELIP GAIS - 4-56

5 - DINAMAX - 5-54

6 - MAZELTOF - 6-56

1= 4.000,00 2= 6.000,00 3= 6.000,00 4= 6.000,00

5= 6.000,00 6= 6.000,00

6º PÁREO - 1.500 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 19h20 - (T-01) - TRIFETA

1 - ZAHARA - 1-54

2 - DOROTÉA - 2-54

3 - DOCTOR STOKE - 3-56

4 - NEW SPECIALTY - 4-56

5 - WELL ROUGE - 5-56

6 - WHITE GREEN - 6-56

7 - VAN HEIGHTS - 7-56

7º PÁREO - 1.300 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 19h55 - (T-01A) - TRIFETA

OPEN BETTING

1 - DITADURA - 1-56

2 - CONFIDENTIAL LADY - 2-56

3 - EUFORIA KRAQUE - 3-56

4 - FLIPPER GAIS - 4-56

5 - AMABILE - 5-56

6 - TIA CORAL - 6-56

7 - BELA GITANA - 7-56

8 - LINATE - 8-56

9 - DELICADA - 9-56

8º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 20h30 - (T-07) - TRIFETA

PICK 3 FINAL

1 - DOUBLE GATE - 1-58

2 - VIDIZ - 2-58

3 - LONDRINITA - 3-54

4 - VIZINHO - 4-56

5 - Á FLOR DA PELE - 5-58

6 - RAYWAY GLORY - 6-56

7 - BARTHOLDI - 7-58

8 - DILIGÊNCIA - 8-55


9º PÁREO - 1.600 METROS

R$ 1.700,00 - 510,00 - 340,00 - 170,00 - 85,00

ÀS 21h - (T-08) - SUPER QUADRIFETA R$ 7.000,00

1 - BARRA FUNDA - 1-56

2 - PREGA FOGO - 2-58

3 - XUKON - 3-57

4 - PAULO DE LORENA - 4-56

5 - BIOLOGISTA - 5-56

6 - HOY SOY YO - 6-58

7 - JOHNY FIGHTER - 7-56

8 - SOL Y NOCHE - 8-57

9 - SEU MASSITO - 9-57

Pela 91ª vez, o charme de um Arco do Triunfo

Pela 91ª vez, o charme de um Arco do Triunfo - [29/09/2011]

"Ce n’est pas une course, c’est un monument". A expressão em francês, que em nosso dialeto diria “não uma corrida, um monumento”, foi o slogan desenvolvido pelo marketing da France-Galop no ano de 2003 para a respectiva edição do Prix l’Arc De Triomphe (gr.I). E podemos dizer que a iniciativa publicitária consegue refletir, em poucas palavras, tudo o que representa este páreo, não apenas para a França, mas sim para o turfe internacional como um todo.

O embate mais aguardado do ano na Europa carrega consigo algo que poucos páreos, independentemente de bolsas milionárias ou importância, conseguem apresentar: uma grande dose de charme. Aliás, a atmosfera de romantismo, bastante peculiar à França e que não restringe seu alcance aos terrenos de Longchamp, transforma esta corrida no artigo de maior cobiça para muitos proprietários, jóqueis e treinadores. Não obstante, pelo aspecto técnico o “Arco” costuma proporcionar aos turfistas de todo o Planeta, um tira-teima em alto estilo, daqueles parelheiros que defendem a principal virtude do cavalo europeu: o classicismo, na grama e no fundo.

Até o final do Século XIX, os páreos disputados na França ainda eram restritos a cavalos nascidos no país. Contudo, aos poucos a idéia de estabelecer um maior empreendedorismo, através do estreitamento dos laços sociais com o turfe de outros países (além, é claro, de garantir mais visibilidade às corridas francesas), foi amadurecendo, até que, anualmente, começaram a ser realizadas algumas provas que permitiam a participação de “forasteiros”. Depois do Grand Prix de Paris (1863) e do Prix Du Conseil Municipal (1893), o Prix l’Ard De Triomphe foi instituído no ano de 1920 – portanto, o terceiro páreo internacional que passou a constar no calendário francês – e desde então agrega tradição e mais tradição, a cada ano superado.

Desde Comrade, passando por nomes como os de Ribot, Mill Reef, Alleged, Rainbow Quest e Montjeu, até chegarmos em Workforce – o atual ganhador – o “Arco” coroou alguns dos mais expressivos corredores europeus de todos os tempos. O turfe brasileiro, por sua vez, esperou até 1994 para ter o seu primeiro representante no páreo, ano em que Much Better cumpriu elogiada atuação, mesmo tendo finalizado fora do marcador. Há dois anos Hot Six (assim como Much Better, criado pelo Haras J.B.Barros) voltou a levar o PSI brasileiro à mais almejada disputa da Europa. Grandes coudelarias e profissionais também realçam a tradição deste embate, que em 2011 será disputado por 16 animais. Nomes como os do já citado Workforce, So You Think e da atrevida Sarafina, prometem trazer muita emoção à super jornada francesa, que contará ainda com a disputa de outros 6 páreos de grupo I.

Confira abaixo (por ordem de balizamento) os inscritos no “Arco 2001”:

Workforce
So You Think
St. Nicholas Abbey
Silver Pound
Hiruno D’Amour
Nakayama Festa
Sarafina
Snow Fairy
Treasure Beach
Reliable Man
Meandre
Masked Marvel
Shareta
Testosterone
Galikova
Danedram

por Victor Corrêa

HARAS FECHADOS II

HARAS FECHADOS (II)

Os Haras Jahú e Rio das Pedras foram os dois primeiros a serem focalizados. Mas muitos outros estão no mesmo caso.

No município de Teresópolis (RJ), houve uma entusiasmada época em que floresceram mais de 40 pequenos haras.

Aos poucos o insucesso chegou, por variadas razões, principalmente, pela inadequação do solo para a atividade, hoje muito bem aproveitado por Centros de Treinamento e, pelo não acompanhamento do progresso paulista no setor. Enquanto São Paulo promovia cursos, conferências, aulas teóricas e práticas com gente muito habilitada, vindo até do exterior, e dos Estados do Paraná e do Rio Grande do Sul, muita gente para o Posto de Monta de Campinas afluiu, o Rio não participou, ficou à margem do enorme progresso e fora da realidade.

A verdade é que dos mais de 40 haras registrados, hoje só restam cerca de 6 (seis), e com um total de éguas que não chegam a duas dúzias. Mas nem todos se acomodaram com o evidente fracasso, e “adotaram” as terras paranaenses e gaúchas. O resultado é do conhecimento de todos. Foram transferidos o Santa Rita da Serra para o Paraná, e o Santa Maria de Araras primeiro para o Paraná e depois para o Rio Grande do Sul, o Doce Vale, o Nacional diretos para Bagé, o mesmo caminho seguiram de São Paulo o Castelo e o Mondesir. Enfim, uma nova realidade.

Em São Paulo foi uma tristeza. O Haras Santa Anitta, do empresário do ramo têxtil Carlos Telles da Rocha Faria, e o seu filho Carlos Gilberto, ambos domiciliados no Rio Janeiro, mas com haras em terras paulistas, começou a definhar com a morte do pai e acabou caindo nas mãos do filho. O Santa Anitta, que criou ótimos garanhões clássicos e a extraordinária Joiosa, ficava perto do Haras Guanabara, e foi vendido para um neto do Dr. Peixoto de Castro, o Sérgio Palhares, que o mantém vivo, mas desacelerado, com o nome de Haras Itaiassú. O Guanabara, um dos principais da história do turfe brasileiro, berço de animais de altíssimo padrão internacional como, dentre muitos outros, Emerson, Emocion, Escorial, Lohengrin, Dulce, Loretta e muitos outros inesquecíveis, dos irmãos Roberto e Nelson Grimaldi Seabra, foi vendido pelos irmãos para outras atividades, encerrando-se uma gloriosa etapa do turfe brasileiro. A propósito, Roberto e Nelson não tiveram filhos.

O Haras São Miguel Arcanjo, em Campinas, teve uma boa e prestigiada fase, pois o seu garanhão Flying Boy, que nas pistas mostrou-se muito veloz, produziu grande número de velocistas, que eram muito procurados, principalmente, pelos penqueiros. O proprietário do haras era um mineiro muito simpático, sempre de bom humor, amigo de todos, de nome Antonio Alves de Morais. O Moraesinho, como era carinhosamente chamado, gostava de jogo carteado. Além de ótimo jogador, tinha muita sorte. Conta-se que certa vez, despencou de São Paulo para o Guarujá, para onde tinha já ido os seus habituais companheiros das cartas, o seu carro foi abalroado, nada gravíssimo, mas um bom prejuízo em perspectiva. O motorista do caminhão pediu muitas desculpas, e pediu para não ter que arcar com o prejuízo, que iria arrasar com as suas pequenas economias. O bom Moraesinho perdoou, tomou nota da placa do caminhão, e chegando ao Guarujá fez uma forte aposta no jogo do bicho. Ganhou o dinheiro suficiente para arcar com o prejuízo do abalroamento e ainda botou uma grande frente. Esse era Moraesinho, amigo de todos, e quando morreu o São Miguel Arcanjo, nas mãos de um cunhado dele, andou mexendo com cavalos quarto de milha, e acabou fechando.

Ao lado do São Miguel Arcanjo ficava o Haras Morro Grande, do inesquecível Edmundo Pires de Oliveira Dias. Esse importante turfista participou de postos de destaque no Jockey Club de São Paulo e na Sociedade de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida de São Paulo. Era, basicamente, um homem bom, de diálogo, era respeitador e muito respeitado. Montou o Haras Morro Grande de médio padrão turfista, e que ganhava bastante. Uma doença à época incurável não o abateu, o declínio físico não tirou da sua personalidade a boa educação, o bom convívio com todos. Com a morte dele o Morro Grande encerrou as suas atividades.

O Malurica tinha uma área no Posto de Monta do Jockey Club de São Paulo, na qual o ótimo criador Ricardo Lara Vidigal mantinha uma pequena parte do seu plantel, e onde entendeu de fazer uma pista de treinamento particular. Por algum motivo não deu certo, Ricardo acabou por tirar todos os seus poucos animais de lá e vendeu a propriedade. O Haras Malurica, na verdade, ficava na Rodovia Castelo Branco, lá pelos lados de Cesário Lange. Não era um haras muito bem organizado, pois o Ricardo tinha ideias próprias, e com um plantel que tecnicamente não era de primeira linha, mais que com alimentação, manejo ou quaisquer outras práticas, produzia animais fortes, sadios, bonitos e, sobretudo, muito corredores. Com o seu Malurica, que era a junção das duas primeiras sílabas do nome da primeira mulher, não dos filhos dele, com as duas primeiras sílabas do seu próprio nome, ganhou muito mais do que seria lícito admitir, ganhou tudo. Também, Ricardo foi vítima de doença à época incurável e no fim da vida liquidou todo o plantel e fechou para sempre o vitorioso Malurica.

O Haras Tibagi tinha sito batizado com o nome de um corredor que havia dado muitos prazeres nas pistas. Todas as sextas-feiras à tarde ou nas manhãs de sábado, Sebastião e a sua mulher Colette iam de carro do Rio, onde moravam para o haras em Campinas, e voltavam nos fins das tardes dos domingos. Assessorado pelo simpático veterinário José Luiz Pinto Moreira, o “Maquininha”, Sebastião ultrapassou as expectativas de sucesso, que durou muitos anos.

Um desentendimento com o seu bom, mas temperamental vizinho de haras, arrefeceu em muito o seu entusiasmo, o seu prazer e, Sebastião saiu do turfe. Vendeu o haras, que teve mantido o nome, para um dono de Laboratórios e bom criador de Mangalargas. Olinto Marques investiu bem, montou um plantel de excelência, comprava em boas fontes, teve muito sucesso. Mas terminou vencido pela idade, a rigor morreu de velhice. A sua mulher, após tentar manter o alto padrão do haras, acabou desistindo. O Tibagi era um haras muito bom apesar de pequenas dimensões e, tinha um atrativo especial, qual seja, uma ótima casa projetada por Oscar Niemeyer, íntimo amigo de Sebastião Ferreira. Sebastião morreu no Rio de Janeiro, com mais de 90 anos, afastado do turfe havia muitos anos.

por Milton Lodi

Nos bastidores do Tarumã


Diretoria toma posse – Na noite de ontem, foi realizada a festa de tomada de posse da Diretoria do JCP, encabeçada por Cresus Camargo e seu filho “Cresinho”. A Justiça local concedeu ao grupo o comando da entidade até o desfecho da lide judicial envolvendo o episódio das eleições. E, como já dito aqui anteriormente, a sentença é aguardada para os próximos dias – podendo sair, até mesmo, antes do GP Paraná.

Ministério da Agricultura visitou o JCP – Numa operação que vem sendo estendida aos jóqueis clubes e canchas retas do Sul do país, o Ministério da Agricultura visitou, no início desta semana, o Jockey Club do Paraná. O programa de controle e fiscalização também já passou por outras praças turfísticas da região, como o Jockey Club da Fazenda Rio Grande.

Levado Dabréca deve voltar no “Campeão dos Campeões” – Ganhador do GP Turfe Paranaense em Curitiba, e da Prova Especial Jorge Wallace Simonsen em Cidade Jardim, o invicto Levado Dabréca (Red Runner), do Stud Estorillio, poderá inscrito no III GP Campeão dos Campeões, prova que reunirá os melhores “penqueiros” de 2011, em meados de outubro, no Cristal. O crioulo do Haras J.B.Barros, que é treinado por Edgar Araújo, será avaliado ainda após uma última “passada”, e, caso vá competir em Porto Alegre, terá Zeferino Moura Rosa em seu dorso.

Lance Genial mudou de cocheiras – Após empatar com Tchau Girl e vencer o “perdedor” no Tarumã, o promissor Lance Genial (Inexplicable), Haras J.B.Barros/Stud Mistura Fina mudou de cocheiras. O novo treinador deste irmão materno do craque internacional, Hot Six, é Craides da Silva Borges.

Do túnel do tempo – O último GP Paraná disputado no mês de outubro foi realizado há 13 anos, e resultou na vitória de Jack Grandi (do Stud Tevere, em 1998), então o melhor arenático em atividade no turfe nacional. Treinado por José Severino Silva em Cidade Jardim, o filho do também ganhador do GP Paraná, Kigrandi, foi conduzido por Luiz Duarte.

por Victor Corrêa

Abaixo-assinado em Cidade Jardim

Segundo informações concedidas pelo treinador Z. Medeiros, radicado em Sorocaba, o abaixo-assinado dos treinadores de São Paulo teria como intuito de retirar o uso de agarradeiras em provas de turma e claiming, deixando-as exclusivamente para provas da esfera clássica.

Os maiores motivos para a idéia da retirada das agarradeiras é de que sem elas, os custos de manutenção diminuiriam (já que as agarradeiras tem de ser trocadas rapidamente) e a preservação dos cascos dos animais seriam maiores. Preservando assim os cascos dos animais e os “bolsos” dos proprietários.

A ideia já está ganhando vulto na vila hípica por profissionais e proprietários.

Em breve, mais informações.

por: Guilherme Genzini
Colaboração: Iago Borba

Nos bastidores de Cidade Jardim

1 - O novo disco na seta dos 200 metros finais já está sendo implantado e já está praticamente pronto.

2 - O animal Só de Raiva que estava inscrito para correr o segundo páreo desta segunda-feira passada foi retirado no serviço veterinário por apresentar cólica. Estamos torcendo pela sua recuperação.

3 - O útil animal Kerop (Giant Gentleman) alojado em Campinas com o treinador Osmar de Souza, que correu semana passada teve problemas no seu casco e terá que ficar mais de três meses parado. Só depois deste tempo saberemos se o mesmo poderá voltar a correr.

4 - O animal Companheiro Leal de propriedade do Stud Velho Quiproquó, veio a falecer. A causa foi aguamento. Uma pena...

5 - A joqueta Jeane Alves que esteve fortemente resfriada nos últimos dias e mesmo assim pagou “placê” no torneio do Peru, já melhorou e está 100%.

6 - Já está definida a próxima atuação de No More, será no dia quinze de outubro na Prova Especial Siphon para produtos de três e mais anos, em mil metros na pista de grama, o mesmo atuará de parelha com Paternostr.

7 - O Stud Nova Republica do Sr. Cláudio Miragaia, contratou o seu novo supervisor, agora quem assume o cargo é o Sr. Emílio Cabreira. Desejamos boa sorte. E segundo informações do próprio proprietário, o mesmo pretende levar alguns de seus animais para disputar provas na Gávea.

8- Animais adquiridos em claiming:

Olympic Flower para o Sr.Luiz Fernando Dias
Gulga Linda para Leslie F.Harlow Stud
Seu Pereira para o Stud N.F.B.

por Guilherme Genzini

Saúde Equina, por Tony Gusso

ESPARAVÃO ÓSSEO ou OSTEOARTRITE TÁRSICA

A osteoartrite társica ou mais conhecida como esparavão ósseo é a inflamação da articulação társica (curvilhão) que ocorre de forma proliferativa e anquilosante, ou seja, uma diminuição parcial ou total, gradativa e progressiva do movimento desta articulação.

Como causa podemos destacar a má formação óssea congênita, problemas de aprumos ou conformação, problemas nutricionais, os traumas diretos e indiretos que forçam a articulação a fazer movimentos de lateralidade exagerados e ainda, para alguns pesquisadores, os exercícios intensos com tensão excessiva dos ligamentos desta região também podem ser causa esta patologia.

O aspecto visual desta doença se mostra geralmente pelo aumento de volume na parte interna do curvilhão, claudicação de variados graus, dor ao passo e ao trote, movimentos anormais do passo e por fim um desgaste anormal do casco.

Seu diagnóstico se baseia nos sinais clínicos, testes de flexão do membro, conhecido como teste do esparavão e exames radiográficos.

O tratamento consiste basicamente no uso de anti inflamatórios intra articulares e sistêmicos, descanso e ferrageamento adequado. A fisioterapia pode aliviar a dor e ser uma possibilidade de melhora dos sinais clínicos e a cirurgia com a secção de tendão específico e de alguns ligamentos é usada em alguns casos com resultados satisfatórios dando melhor qualidade de vida ao animal.

Consulte sempre seu veterinário e faça seus exames periódicos e compra, pois só desta maneira você estará se protegendo dos problemas pré existentes, evitando assim desgastes pessoais e financeiros.

Dr. Tony Gusso - tonygusso@terra.com.br
Médico Veterinário Especialista em Clínica e Cirurgia de Equinos

CARAZINHO TEM GP DIA 09 E 10 DE OUTUBRO


JOCKEY CLUB CARAZINHENSE
GRANDE PRÊMIO EM HOMENAGEN AO SR: ANILO GOBBI
REALIZAÇÃO: DIAS 09/10 DE OUTUBRO DE 2011.


RESEVADO PARA ANIMAIS GERAÇÃO 2008.


DISTÂNCIA 500 metros
.
PESO P/ INÉTITOS E PERDEDORES. FÊMEAS:48kg/MACHOS:50kg


GANHADORES DE TERNO CONVIDADOS HANDICAP DE 0 À 4kg


GANHADORES DE PENCA CONVIDADOS HANDICAP DE 2 À 6kg


INSCRIÇÃO: R$ 2.000,00
LANCE DE PARTICIPAÇÃO: R$ 2.000,00


PREMIAÇÃO


PROPRIETÁRIO VENCEDOR R$: 20,000.00


TREINADOR VENCEDOR R$: 5.000,00
DEMAIS TREINADORES 4% DAS APOSTAS NO ANIMAL DE SUA RESPONSABILIDADE.


OBS: NÃO SERÁ PERMITIDO O USO DE AGARRADEIRAS.
FRETES POR CONTA DOS PROPRIETÁRIOS.


INFORMAÇÕES
ROSALINO VIEIRA(54)-9614-4555
BINHA(55)-9983-8675
www.canchareta.com
Postado por Jockey Club Carazinhese às 23:

Grande Prêmio Paraná 2009

Tango Uno - Grande Prêmio Paraná 2008

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

CLÁSSICO GOVERNADOR DO ESTADO PROMETE MUITAS EMOÇÕES


Trapeze

7º PÁREO - 1.600 METROS

CLÁSSICO “GOVERNADOR DO ESTADO” (L)

1 - LICORDOCE - 1-51

2 - BLUE DI JOB - 2-53

3 - TRAPEZE - 3-60

4 - SELO OLIMPICO - 4-60

5 - VIOLÃO - 5-53

6 - SCRITTORE - 6-60

7 - LET ME FLY AGAIN - 7-60

8 - CHINCHAY - 8-60

9 - SHARK BOY - 9-60

10- TRUCULENTO - 10-53

11- LUSIGNA D’AMORE - 11-51

12- HEATH ROW - 12-60

CLÁSSICO CIRO FRARE COM EXCELENTE CAMPO

6º PÁREO - 1.200 METROS

CLÁSSICO “CIRO FRARE” (L)

1 - SPANDALI BALLET - 1-60

2 - DA-LHE SANTARÉM - 2-60

3 - TIGER WOODS - 3-54

4 - AL BROOK - 4-60

5 - UM FOGUETE - 5-60

6 - TENENTE DODGE - 6-60

7 - KAHUNA - 7-60

8 - ALFORRIADO - 8-60

9 - VOGANTE - 9-60

10- SENHOR TUFÃO - 10-60

CLASSICO PRIMAVERA CONTA COM LICOR DOCE


CLASSICO “PRIMAVERA” (L)

1 - LUSINGA D’AMORE - 1-53

2 - INEXCEDIVEL - 2-60

3 - JURERÊ - 3-60

4 - LICORDOCE - 4-53

5 - USIBELLE - 5-60

6 - CANTABRIGENSIS - 6-60

7 - ICED WHISKY - 7-53

8 - DA-LHE REQUEBRA - 8-53

PROVA ESPECIAL “SILVIO BATISTA PIOTTO” UM DOS DESTAQUES DA DOMINGUEIRA DO GP PARANÁ

PROVA ESPECIAL “SILVIO BATISTA PIOTTO”

1 - CID EL CAMPEADOR 1-56

2 - DASH FLYER - 2-54

3 - NEW MCCOY - 3-56

4 - FABI GAIS - 4-56

5 - VEREKER - 5-56

Grande Prêmio Paraná 2011 - Campo da Prova


HARAQUIRÍ

GRANDE PRÊMIO “PARANÁ” - (G.1)

1 - DOURADO - 1-52

2 - BISTRO DI SILVER - 2-52

3 - JÉCA - 3-59

4 - HARAQUIRI - 4-59

5 - VALET PARK - 5-52

6 - DIRECT REASON - 6-59

7 - UNO CAMPIONE - 7-59

8 - TIME TO LOVE - 8-59

9 - VISIBLE WIND - 9-52

10- TRICKY INDY - 10-52

Pedroca leva trinca “afiada” para a festa



Licordoce: inscrição só será decidida nesta quinta-feira

Um dos mais vitoriosos treinadores em atividade no Brasil, e que até o ano passado se encontrava radicado justamente no Hipódromo do Tarumã, o treinador Pedro Nickel Filho se fará presente ao Grande Prêmio Paraná (gr.I) do próximo dia 9 de Outubro, onde tentará o pentacampeonato do páreo. Já vitorioso na carreira máxima do turfe paranaense com Soft Gold (1995 e 1996), Baccarat (2002) e Dá-lhe Grison (2004), Pedroca desta feita estará representado pelo potro Tricky Indy, do Stud Gold Black.

Vindo de escoltar Andros no GP Ricardo Lara Vidigal (gr.III), em Cidade Jardim, Tricky Indy conta até aqui com uma vitória em 5 apresentações, já tendo se mostrado um animal diferenciado em pista de areia. Crioulo do Haras Ponta Porã, o filho de P.T. Indy é um irmão materno da ganhadora de grupo I, Renânia.

O treinador, em conversa com a reportagem do Raia Leve, ainda revelou que as fêmeas Licordoce e Lusinga D’Amore – ambas pertencentes ao Stud Basonbul – também serão inscritas no meeting paranaense. Enquanto a segunda já tem definida a sua participação no Clássico Primavera (L) – o páreo das éguas – Licordoce (já ganhadora clássica em Cidade Jardim) só terá decidida a sua inscrição na manhã desta quinta-feira, no encerramento das inscrições.

“Vamos estudar em qual dos clássicos será mais proveitoso inscrever a Licordoce, e amanhã pela manhã tomaremos a decisão”, explicou o profissional, que, apesar de deixar em aberto a “papeleta” de Licordoce, ratificou a vinda da crioula do Haras J.B.Barros para o festival em Curitiba.

por Victor Corrêa

EDIÇÃO DE OURO levou o II GP de Potros Porto de Itapoá


EDIÇÃO DE OURO levou o II GP de Potros Porto de Itapoá Sc, nos dias 23,24,25/09/2011 na distância de 500 metros, ele que é filho do More Style x Secretaria Loira (Ghadeer), macho alasão de propriedade do sr Ademir Taroco e Valdir Sasso (Ararangua Sc), treinador F. Souza (Fabinho) e Muntado por Alex, criação HARAS SO BRILLIANT



Comandaram no leilão Gordinho, Beto Feltran, Tarouco.

Parte Informatizada: Alessandro e Matheus

Tesouraria: Gabriel

Participaram 05 nobres parcerias com seus popilos: confiram o passeio acesse o video: http://www.youtube.com/watch?v=KvSdVBStY0A

1. Dá-Lhe Providencia – Joarez Santin e Clemente Moleta – Representando a Casa.

2. Edição de Ouro – Ademir Taroco e Valdir Sasso – Representando a cidade de Ararangua Sc

3. Tujumirim – Zé Estevão e Franck – Representando Siqueira Campos Pr

4. Vangelo – Altair Domingo, J. Cesar e Stud Tobias – Representando Faz. Rio Grande Pr e São Paulo SP

5. Fire Dancer – Stud Mandrake – Curitiba – Pr

Jogou favorita a potranca Tujumirim, seguido do potranco Edição de Ouro, formando os dois cabeças de terno.

RESULTADO DOS PÁREOS:

Páreo: 1º Vangelo, 2º Tujumirim – confiram o video http://www.youtube.com/watch?v=R_GUrVwmPII -
Páreo: 1º Edição de Ouro, 2º Fire Dancer, 3º Dá-lhe Providência – confiram o video http://www.youtube.com/watch?v=FCYmqhsqEjI
PÁREO FINAL:

Final: 1º Edição de Ouro (Ararangua Sc), 2º Vangelo (Faz. Rio Grande Pr)- confiram o video: http://www.youtube.com/watch?v=O6ZQ1qWBHOU

TOTAL DE APOSTAS R$ 124300,00

Realização Só Retas Produção e Eventos

Nos bastidores da Gávea

O cavalo Stockholder de criação do Haras São José da Serra, agora pertence à Coudelaria Barcelona. O valor não foi informado, porém está aos cuidados de D.Guignoni. O bom cavalo possui 3 vitórias na pista de areia e recentemente havia corrido pela primeira vez os 2.100 metros areia, e foi excelente segundo para Nozze de Figaro, numa prova de GIII.

A joqueta Marcelle Martins já volta assinando 10 montarias nessa semana, após ter sofrido uma queda no matinal da Gávea. Embora ela tenha sido consultada por um médico, disseram que ela tinha luxação no pulso e no cotovelo, mas houve uma troca de exames (raio-x). Ela saiu do hospital engessada, e a outra pessoa que havia de fato fraturado o pulso, saiu batendo palmas.

Marcos Mazini, este sábado estará em São Paulo. Onde irá montar See the Stars (ARG) do Haras Nacional no GP Diana (2000 metros grama). Segundo Léo Reis, ela encontra-se tinindo e estará entre as primeiras.

O cavalo Olympic Man, do Haras Regina deverá correr os 1.600 metros, areia. Onde deverão correr os melhores milheiros da Gávea. Entre eles: Kito Hope, Nebbione, Tiff, Loulé e etc.

Chegaram na Gávea, oriundos do Sul: Olympic Pryze (C.Rodrigues), Pride Runner (A.Machado Filho) e Bird Wineer (JA.Lopes)

Os cavalos do Haras Jugica, Xandú e Coronópolis, mudaram de treinador e estão subindo para a Serra. Os animais ficarão aos cuidados de JA.Lopes.

A forte parelha do Stud Palurape (Tenente Dodge e Kahuna) terão como jóqueis no velocidade do Paraná respectivamente H.Fernandes e M.Mazini.

Jéca do Haras Rio Iguassú (Paulo Pelanda), correrá o GP Paraná e terá a direção de Altair Domingos. Sem dúvidas será o cavalo a ser batido.

Haraquari, também deverá correr o GP Paraná. Defenderá a farda do Stud Amigos da Barra e seu jóquei deverá ser R.Salgado.

Que Classe do Haras Santa Maria de Araras ganhou firme. Mostrando franca evolução, bela direção de Jean Pierre e preparo nota dez de R.Morgado Neto. Serviço veterinário de Alexandre Dornelles.

por Leandro Mancuso

SP: fim de semana de luxo agita Cidade Jardim

Programação das mais atrativas foi organizada pela Comissão de Turfe do Jockey Club de São Paulo para o próximo fim de semana. Com o prosseguimento das Tríplices Coroas e uma prova graduada na areia, o respectivo conjunto de reuniões deverá atrair a atenção de turfistas de todo o Brasil.

No sábado, o Grande Prêmio Diana (gr.I), em 2.000 metros na grama, para potrancas de 3 anos, marca a 3ª Prova da Tríplice Coroa. Com todas as competidoras deslocando 56 quilos, alinharão, de dentro para fora no partidore, Dinovo, In The Stars, Ultimate Heights, See The Star, Vanua Levu, Caindo Na Real, Alta Vista, Choreograph, Great Valor, London Moon, Infinito Desejo, Old Tune e Bee Movie.

No mesmo dia, será disputado o Grande Prêmio Jockey Club de São Paulo (gr.I), em 2.000 metros na grama, para produtos de 3 anos, que marca a 2ª Prova da Quádrupla Coroa de Cidade Jardim. Veraneio, Gipsy Bullet, Que Fenômeno, Zezeu, Kará de Birigui, É Do Iguassu, Que Espetáculo, Vent Nord, Jogo do Bem e Inca Ruler são os concorrentes, por ordem de balizamento, com todos deslocando 56 quilos.

Já no dia seguinte, o destaque fica por conta do Grande Prêmio Pres. Antonio Correa Barbosa (gr.II), em 2.200 metros na areia, para produtos de 3 e mais anos. Bom de Luta (59-1), Hurry Ski (59-2), Andros (51-3), Take The Money (59-4), Qua Qua Qua (51-5), Jogo de Birigui (59-6), Nozze di Figaro (57-7) e Vulcano Danz (59-8) são os competidores assinalados no lote.

A “domingueira” ainda reserva a disputa do Clássico Pres. Mario Ribeiro Nunes Galvão (L), em 1.800 metros na grama, para éguas de 4 e mais anos. Por ordem de balizamento, estarão presentes Let’s Kiss, Jolie Mimi, Ventana, Diva Poderosa, Umniyah, Paris-It, Ermenegilda, Wendy do Faxina, Adrya di Job, Grand I Ask, Estrela Mágica e Sra. Dondoca. Todas carregarão 59 quilos.

por Victor Corrêa

José Luiz Aranha e Letícia Junqueira são os convidados de sábado da Mesa do Turfe

O treinador José Luiz Aranha, com 4 animais inscritos na programação de Cidade Jardim - Missil, Ultracolor, Pré-Sal e Dutchess - é um dos convidados do programa Mesa do Turfe deste sábado, dia 1º.

Líder da atual temporada em São Paulo no quesito eficiência ( 30,77 % ), Zé Aranha fornecerá ao público apostador importantes dicas sobre seus pensionistas e seus adversários.

A outra convidada é a equoterapeuta Letícia Junqueira, que vem desenvolvendo importante trabalho, desde o final de agosto, nas dependências do Jockey Club de São Paulo, com atividades lúdicas e para crianças portadoras de necessidades especiais.

Com apresentação de Jair Balla e comentários de Renato Barros e Lucas Menezes, a Mesa do Turfe é levada ao ar, ao vivo, aos sábados e domingos, às 12h30, pelo canal 13 da Net digital, pelas antenas parabólicas digitais e pelo site

Henderson Fernandes montará em Cidade Jardim no sábado


Grande destaque da última temporada no turfe carioca e ganhador do G.P. Brasil 2011 (gr.I), com Belo Acteon, o jóquei Henderson Fernandes virá montar Bee Movie (Gorylla), do Stud Gaeta, no G.P. Diana (gr.I), uma das atrações da sabatina paulista.

Bee Movie vem de 7º lugar no G.P. Henrique de Toledo Lara, à 5 1/4 corpos da ganhadora Desejo Infinito

Miguel Bustos, Jockey

M Mohana, Joqueta

Grande Prêmio Paraná 2011

Em 09 de Outubro , no Hipódromo do Tarumã, em Curitiba, será realizado o Grande Prêmio Paraná, tradicional prova do calendário clássico brasileiro e que tem, em sua galeria de vencedores, grandes campeões.

Disputado, primeiramente, no antigo Hipódromo de Guabirotuba, passou, depois, a ser corrido no Hipódromo do Tarumã, inaugurado em 10 de dezembro de 1955. Num momento histórico de recuperação, após a ameaça de ter as corridas paralisadas, a carreira do próximo domingo cresce em importância, pois, certamente marcará a volta por cima de um turfe fundamental para o cenário brasileiro.

Vamos conhecer um pouco da história do turfe paranaense.

No início, as canchas retas predominavam.

Como em outros estados brasileiros, as corridas de cavalos no Paraná, começaram nas chamadas canchas-retas e se constituíam em grande atrativo. No dia 29 de novembro de 1873, o extinto jornal “Dezenove de Dezembro” publicava a seguinte matéria: “Convido os habitantes desta cidade, de todas as nacionalidades para uma reunião que deve ter lugar amanhã na casa da Câmara Municipal, ás 16 horas, a fim de tratar de fundar um clube de corridas de cavalos”. O chamado era feito por Luiz Jácome de Abreu e Souza, que já era conhecido por suas iniciativas no Rio de Janeiro, em 1865. Dias depois, em 2 de dezembro de 1873, era fundado o então “Club de Corridas” sob a presidência do Major Manoel Marcondes de Sá, e posteriormente chamado “Club de Corridas Paranaense”. No dia 29 de Janeiro de 1874 foi inaugurado o “Prado Jácome” no lugar onde hoje está o Hospital Psiquiátrico Nossa Senhora da Luz, com sua pista totalizando 1.700 metros, pouco mais de uma milha. No dia 31 de janeiro teve no lugar uma programação inaugural.

As corridas de cavalos continuaram a fazer sucesso e já se pensava na construção de um outro hipódromo.

O Clube de Corridas Paranaense continuou promovendo suas reuniões no Prado Jácome, que na década de 1880 passou a ser chamado Prado Curitibano, até os últimos anos daquele século. No início do novo século as exigências do público eram por melhores instalações, a sociedade passou a trabalhar na construção de um novo prado. Foi na presidência de Ernesto de Campos Lima, em 1898, que se deu início as obras do novo hipódromo. Com a presença do Governador Santos Andrade, no dia 25 de junho de 1899, o presidente Ernesto de Campos Lima, inaugurava o Prado Paranaense, que mais tarde passou a ser chamado Hipódromo do Guabirotuba.

O começo da era Tarumã.

Em 1950, Linneu Ferreira do Amaral era o presidente do Clube e foi trocado o terreno onde estava instalado o Jockey Club Paranaense, no bairro Guabirotuba, pelo atual, localizado no Tarumã. Ali foi construído o atual hipódromo, inaugurado em 10 dezembro de 1955, sob a presidência do Sr. Pedro Alípio Alves de Camargo. O primeiro GP Paraná foi disputado na distância de 3.000 metros e vencido por Salomão, um gaúcho, filho de Confesso e Salameira, dirigido por R.Arede e treinado por Nereu Miltzarek.

Um time de craques ao longo do tempo.

Desde aquela época, desfiaram pelo Hipódromo do Tarumã uma galeria de craques como Guaraz, Ferino, Away, Canavial, Gavroche, El Asteróide, Grão de Bico, Riadhis, Big Lark, Clackson, Kigrandi, Innamorato, Baccarat e muitos outros. As instalações do Hipódromo do Tarumã, contam com duas pistas de areia, uma para corridas e outra para trabalhos, com eficiente sistema de iluminação e moderno totalizador eletrônico. A grande proximidade entre Curitiba e São Paulo faz com que exista um forte intercâmbio entre os hipódromos, sendo numerosos os animais que competem no eixo Tarumã/Cidade Jardim.

A importância do GP Paraná para o turfe brasileiro.

Prova mais importante do turfe paranaese, o GP Paraná, este ano, estará completando seu 64º aniversário. Prova de Grupo I, em 2.400 metros, já revelou campeões. Ao longo dos anos, teve momentos marcantes, como a presença de Martha Rocha, a Miss Brasil, no ano de 1954. É considerada histórica a reta de 1957. Os animais Canavial e John Araby realizaram uma disputa sensacional, com o resultado conhecido apenas no photochart, quando foi revelada a vitória de Canavial, montado por Luiz Rigoni. Na última década, três de seus vencedores foram exportados, sendo dois para os Estados Unidos (Innamorato e Mr.Pleasantfar) e um para Dubai (Baccarat). Desde 1942 até o ano de 2004, apenas um Grande Prêmio não pode ser realizado, em 1963, quando um forte surto de gripe eqüina atingiu os animais.

Que em 9 de outubro , a festa seja completa, com sucesso de público e apostas. O turfe paranaense merece voltar a brilhar.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Clássico Antônio Ricardo é o destaque no Cristal

Hoje, o Jockey Club do Rio Grande do Sul realiza sua reunião de dez páreos, com início programado para às 15 horas. O destaque da jornada fica por conta da quarta prova, com a disputa do Clássico Antônio Ricardo, em 1.200 metros, na pista de areia, para produtos de 3 anos, em justíssima homenagem ao grande jóquei Antônio Ricardo, pai do craque Ricardinho.

Viola de Prata (Mensageiro Alado), 3 anos, criação do Haras Balada e propriedade do Stud Duplo Ouro, tem retrospecto que a credencia a ser força destacada, vem de chegar em 2º no velocidade do Protetora, fazendo um corridão, é ligeira e vai leve, tem tudo para pegar a ponta e chegar assim ao disco.

Thunder Bay (Durban Thunder), 3 anos, Haras Ponta Porã/ Stud Ferragus, debuta vindo de Cidade Jardim com duas vitórias no cartel, andava atuando em parceria de respeito, é brigador e será dos primeiros no final. Hombre Rei (Inexplicable), 3 anos, Haras Maluga/ Stud Duplo Ouro, vem fazendo boas atuações e está em progresso, tem sua parcela de chance.

A seguir, comentários e indicações. Boa sorte!

1º Páreo: Cédula Verde esta virando sofredora, mas tudo indica que vai ir para a foto da vitória aqui, a turma agrada e esta bem colocada na distância para atropelar a tempo de levar a melhor. Mil Pratas na ultima correu menos do que sabe, surge como o nome para a dupla. Astros e Estrelas é irregular, mas a parceria agrada para uma boa corrida, é a diferença da dupla. Desejada Tiger sempre tem algum comentário, e vem deixando a desejar, tem patas para surpreender. Spiletta fica como bomba.

2º Páreo: La Monroe deu uma refrescadinha e voltou na ponta dos cascos ganhando bonita corrida, esta tinindo, é ligeira podendo mais uma vez decidir na largada. Fazendo a Festa retorna bem mexida, já mostrou que tem corrida nas patas, se não sentir a inatividade vai ser osso duro, é inimiga. Trouble Girl vai leve e vem chegando por perto numa dessas vai ser a primeira, pode ser hoje. Hello Jack é atropeladora, se acontecer briga entre as mais velozes pode chegar a tempo no disco. For Victory, começa tranzendo boa ficha de Cidade Jardim para a enturmação, se pegar bem a pista de areia pode derrotar as mais visadas.

3º Páreo: Hi-Five vem mostrando progressos a cada corrida, na última foi 2º, confirmando é das forças. Valmayor fez um corridão na estréia, esta em evolução repetindo tem ampla chance de ser o primeiro. Sublime Blue foi ao Amorim e venceu, retorna sendo levado com esperanças, já correu com realce em parceria aparentemente mais encorpada, pode bolachar. Silver Arrow nas ultimas mostrou boas melhoras, vem terminando por perto, se descuidarem pode ser a surpresa. Signore Omaggio não deve ser esquecido.

5º Páreo: Sweet Lhoy deu show na estréia, ganhou aos esbarros, se repetir tem tudo para se manter invicta. Invernada Grande vem confirmando atuações, na passada foi favorita e formou a dupla conferindo sempre, deve chegar lutando pela posição de honra, tem chance de ferro. Indiana do Ipê é atropeladora, tem boa arrancada na reta esta bem colocada no percurso, pode suplantar as mais visadas. True Cat é ligeira se conseguir folgar e fazer seu ritmo pode dificultar no espelho. Dança do Sol foi mal na passada, mas tem ocorrência veterinária, pode ir a reabilitação com pule gorda.

6º Páreo: Rápido e Certeiro é ligeiro, se tiver vida fácil na ponta, pode não ser alcançado, é um dos principais nomes. Ton Lua na anterior correspondeu as expectativas e venceu bonita corrida, a parceria é similar, continua com boas possibilidades. O veterano Blessed Nugget quase explodiu na passada, mostrou boas melhoras, fazendo a mesma corrida vai chegar lutando pelas primeiras posições, pode ser o dividendo compensador. Sampa City depois de boa estréia, fez corrida razoável, o páreo era encorpado e não chegou longe, aqui pode ser o primeiro sem susto. Tragueado fica para quem gosta de pule astronômica.

7º Páreo: Xeque Xeque vem fazendo boas corridas, e a melhor ficha da prova pelas ultimas atuações, é o principal nome. Gato Azul ficou um bom tempo sem atuar e agora vem evoluindo a cada apresentação, já é candidato e levar a melhor. Express da Serra começou em prova reforçada e não chegou muito afastado, aqui esta mais a vontade, é outro nome de destaque para chegar no alto do placar. Urbano da Faxina vai com peso pluma, deve ser olhado com carinho, pois pode desbancar os mais comentados. Rio D’ouro pode engordar a trifeta e quadrifeta. Cuari Bravo Junior corre mais do que mostrou na primeira, não deve ser esquecido.

8º Páreo: Sucessora começa em parceria acessível, e esta bem falada nos treinos, deve chegar brigando pela vitória. Perfect Song deu uma refrescada, é de animar nos preparativos, volta bem levada, confirmando as esperanças vai ser das primeiras. Chris Buck vem evoluindo a cada atuação, deve lutar pelas posições remuneradas. Fantasia do Sissi tem balda na largada, em corrida normal é inimiga. Nutrida na última voltou a correr bem, tem patas para atropelar a tempo de ser a primeira, merece cuidado. Gota Cristalina tem bons comentários nos bastidores, não deve ser esquecida. Tarde do Sol parece estar se reencontrando, pode ser a explosão.

9º Páreo: Gallardo nas duas ultimas mostrou boas melhoras, tem sido ligeiro, se folgar e galopar pode parar somente depois do disco. Susumo anda correndo pouco, mas tem categoria para chegar no alto do placar, tem livro de ocorrência na passada, é inimigo. Doctor’s Brooklin depois de boa estréia, ficou devendo na passada, pelo jeito não correu o que sabe, deve ir a reabilitação. Quinteros Mann tem sempre bastante jogo, e vem terminado nas proximidades, qualquer hora vai vencer, pode ser hoje. Guarda tem mostrado regularidade, vai com a descarga do aprendiz, Big Hardy vem de fazer um corridão se repetir pode bolachar com pule alta. Olympic Feltran tem dias que corre bastante, deve ser olhado com cuidado.

10º Páreo: Ptgualicho desta feita parece ter tudo favorável, andava atuando em páreos mais reforçados, esta bem na distância e baliza, deve fechar a reunião. Oito de Espadas voltou a correr bem, na ultima venceu bonita corrida, repetindo vai brigar pelo triunfo. Olympic Gatsby na estréia foi 4ª na milha do Protetora, aqui em parceria mais acessível, tem chance de ferro. Uking é corredor, esta sendo preparado com carinho para este compromisso, vai se misturar no final. Fever Again vai leve e tem confirmado nas ultimas, se bobearem pode superar os mais falados. Istmo não é de repetir, se estiver no dia bom, pode ser o dividendo compensador. King’s Joy, parou para reparos, volta bem preparado, é atropelador, se acontecer briga entre os ligeiros, pode ter sua tarefa facilitada, merece atenção.

INDICAÇÕES:

1º Páreo: Cédula Verde (5) – Mil Pratas (2) – Astros e Estrelas (3)
2º Páreo: La Monroe (4) – Fazendo a Festa (1) – Trouble Girl (6)
3º Páreo: Hi-Five (2) – Valmayor (7) – Sublime Blue (3)
4º Páreo: Viola de Prata (6) – Thunder Bay (5) – Hombre Rei (4)
5º Páreo: Sweet Lhoy (6) – Invernada Grande (1) – Indiana do Ipê (5)
6º Páreo: Rápido e Certeiro (7) – Ton Lua (6) – Blessed Nugget (1)
7º Páreo: Xeque Xeque (6) – Gato Azul (7) – Express da Serra (8)
8º Páreo: Sucessora (5) – Perfect Song (10) – Chris Buck (4)
9º Páreo: Gallardo (4) – Susumo (5) – Doctor’s Brooklin (3)
10º Páreo: Ptgualicho (1) – Oito de Espadas (8) – Olympic Gatsby (6)

abertura: Rodrigo Pereira
comentários e indicações: Marcelo Santana
Transcrito do Site Raia Leve

Hoje mais um Leilão Super Training no Rio

será realizado no Tattersall do Jockey Club Brasileiro, mais uma versão do “Leilão Super Training”, reunindo animais dos Haras Regina, Santa Maria de Araras, TNT, Stud Quintela, Cafelândia, Correas, Pixote, Enfante Gate e Convidados.

Dentre os produtos destaque para os clássicos TIRO DE GUERRA (3 vitórias e 3° GP Nova Monteiro – G3, Derby Paranaense – G3); MIMA (2ª P.E. Tirolesa); SWINGING RHAPSODY (2 vits, 3ª P.E. Cidade de Terezópolis); OLYMPIC HAWK (4 vits., P.E. Nelson Pereira, 2ª Clás. Imprensa, 4ª Salagado Filho – G3); TAKE ME OUT (2 vits, 5° Clás. João Sampaio – L); URSO POLAR (1 vit., 5° Clás. Sandpit – L); OLYMPIC TORRENTIAL (2 vits, 3° Clás. Alô Ticoulart Guimarães – L, GP Derby Paranaense – G3) e MELLONI (6 vits, 2° GP Pres. Vargas – G3, 4° GP Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida – G3).

O lote, incluí ainda algumas fêmeas com interessantes pedigrees para a reprodução como: VAROA (Wild Event), MIMA (Mastro Lorenzo), NATALINA (Redattore), SWINGING RHAPSODY (Hibernian Rhapsody), FLAMENGUISTA (First American), VALLEYVIEW (Wild Event), ZÉFINHA (Torrential), LADY LUNA (Spring Halo), OLYMPIC DRAW (Know Heights), MODA CIGANA (Nedawi), VILVE PLATTE (Know Heights), NANA VELOZ (Fritz) e TRUE EXÓTICA (True Confiedence).

O leilão será financiado em 12 parcelas e será transmitido ao vivo pela internet através dos sites: www.appsvirtual.com.br e www.turfeproducoes.com.br.

Gávea lembra Mario Jorge de Carvalho

Mario Jorge de Carvalho, grande médico (ortopedista e traumatologista), sócio do Jockey Club Brasileiro e turfista, foi diretor do Hospital dos Acidentados, considerado modelar, onde os jóqueis eram tratados em caso de quedas e fraturas, por exemplo.

O hospital era muito usado também por outros esportes, como futebol, inclusive, Mario operou o craque Quarentinha, grande destaque do Botafogo na época. Tratou também Luiz Rigoni, que declarou inúmeras vezes sua gratidão pelo médico, após seu terrível acidente no dorso de Porfio, em plena reta final, um páreo antes do GP Brasil de 1953.


No próximo sábado, dia 01 de outubro, o Jockey Club Brasileiro volta a realizar a Prova Especial Mario Jorge de Carvalho. Seis competidoras, de três anos e mais idade, estão inscritas na versão 2011 da carreira, que será disputada em 1.600 metros na pista de grama. São elas:

Cache-Nez (Stud Seralucia), É Da Hora (Stud Prata e Rubi), Jade (Stud Estrela Energia), Damara Khan (Stud Amigos da Barra), Mee (Stud LECCA) e Victoria Beach (Stud Santa Rosa de Lima).

Quatorze alinharão no grid do Arco do Triunfo, neste domingo, em Longchamp

O campo do Prix de l"Arc de Triomphe (gr.I), € 4,000,000 de bolsa, em 2.400 metros, grama, prova central deste domingo, dia 2, em Longchamp, na França, recebeu 14 confirmações.

Em busca do bicampeonato consecutivo, Workforce alinhará no grid, em companhia de So You Think (sua presença depende do estado da pista de grama), St Nicholas Abbey, Silver Pond, Hiruno D"Amour, Nakayama Festa (2º em 2010), Sarafina (3ª em 2010), Snow Fairy, Treasure Beach, Seville, Reliable Man, Shareta, Testosterone e Galikova.

A domingueira em Longchamp contará também com as disputas do Prix du Cadran, Prix de L"Abbaye, Prix Marcel Boussac, Prix Jean-Luc Lagardere, Prix de la Foret e Prix de l"Opera , todas de grupo I.

Cancha Reta - Feijó - Amapá

História do Turfe

MÁRIO ROZANO...DE TURFE UM POUCO...]


Corridas pela televisão...

Nas últimas duas décadas, a relação que existia entre o público que acompanhava as corridas de cavalo das arquibancadas dos nossos hipódromos praticamente despareceu. Na Gávea, um dos seus pavilhões é utilizado por uma multinacional para captar apostas e promover corridas, de vários hipódromos do mundo, concorrendo diretamente com Jockey Club Brasileiro, mediante um acordo de cooperação, que deve oferecer contrapartidas vantajosas (?) a entidade, aparentemente.

Mas será que este intercambio não provoca a abstração do público às corridas que acontecem no mesmo momento e no mesmo ambiente, e mais, é compensador para o Jockey Club?

Talvez para o público não o seja, pois tem um aspecto que provoca sério desfalque na carteira. Ou não perceberam ou não estão interessados. Cabe esclarecer, ou pelo menos tentar, é simples: as corridas do exterior não detém os atrativos da análise dos páreos ao vivo, no prado, pode-se avaliar “in loco”, minuciosamente os animais no paddock e no passeio; conversar com os profissionais; observar as reações dos enigmáticos turfistas, que escondem o seu palpite, a barbada de cocheira, e por aí segue. Com este handicap, a possibilidade dos apostadores freqüentarem o guichê com maior assiduidade, possui percentual elevado, não tenho dúvidas.

Tem outro aspecto, e ao que parece vem sendo sonegado nos últimos anos ao público - que ao lado do cavalo é protagonista neste cenário -, é a falta de atenção ao turfista do prado. E este, traz consigo uma situação interessante com a sua presença constante: o tesoureiro da entidade vai sorrir no final da jornada.

A princípio este exercício fica no terreno da teoria, porque na prática as coisas nem sempre são como desejamos que fossem, ou são, e passam impercebíveis por olhares de outrem, mirando ao largo algo que não alcançamos.

Antes do advento das agências com transmissões ao vivo, os hipódromos tinham seu público cativo, desde as matinais a última salvadora pule do encerramento, que também não era a garantia de um retorno motorizado ao lar ou ao bar. O que era uma saudável procura do vencedor, pouco ocorre hoje em dia. Não resta dúvida que era um evento atraente para muitos saudosistas e solitários sobreviventes dessa digna estirpe em extinção.

Olhando fotografias – que ainda não estão amareladas, até porque o scanner se encarrega desta tarefa - aquelas pessoas no anonimato da platéia; apostadores e público, torciam pelos seus favoritos de pé, com a atenção exclusiva na pista, ao vivo e sem monitores. Tudo por una cabeza...

Privilégio era situar-se na altura da entrada da reta, no espelho, nos primeiros degraus ou junto à cerca, e como todos, vibrar com o desenrolar de braços levantados, e todos gritando sem parar; ao mesmo tempo e, contra todos!
Convenhamos, eram poucos que levavam binóculos nas especiais, e estes se rasgavam sem fôlego com a carreira, quase por contágio, sem temer com a individualização do aparato.

Esta situação se potencializava em páreos cheios e parelhos, aonde a cada momento à frente do pelotão vinham trocando notas em alto tom, ora o Violino do Rigoni, ora a magia oculta do Feiticeiro; e o Bequinho, que assumia o freio do Dendico; bem mais distantes, para os atentos aficionados Sul pelo Prata, o mano a mano Artigas/Leguisamo. Redivivos com a dupla Ricardo/Juvenal dos 80 -, e assim desciam pelo direto até cruzarem o disco final.

Que tempos aqueles dos pavilhões! No sinal dos 100 metros, em posição, com a bandeira hasteada de torcedor, quase professoral o brado era letal – Lá vem o Juvenal! E não era uma estrelar, um seis anos perdedores, subia a rampa dos vencedores com a glória e os aplausos de notável ganhador.

Veio então um período de completa incerteza, as novas tecnologias avançavam no culto ao sucesso imediato e rentável de uma aposta absurda, quer pelo investimento, como por uma rentabilidade obscura para todos, com a exceção que acompanha a razão.

A tecnologia mudou tudo. A maioria hoje está sentada com ar condicionado ligado. Agora a corrida é na tela. Os ídolos e seus fãs estão restritos as polegadas. A prerrogativa de escolher a melhor aposta, quer dizer, o monitor mais adequado é total: 22, 32, 42 e até 52. E o replay? Este é um caso totalmente a parte, digno de teses e teorias, com direito a inúmeras interpretações e conclusões. Para completar, tem a câmara lenta, em vários estágios.

Claro que, tudo mudou, é improvável que os mais viajados voltem aos locais que estão colados na mala de lona, que guardada aguarda ser reciclada. A mochila substituiu a mala, com bastante conforto, apesar de algumas dores nas costa. Imaginaram se não houvessem mochilas?

Novos tempos, a televisão e a internet acabaram com as incertezas iniciais. Hoje se sabe mais sobre as corridas recolhido ao conforto da sala de estar do flat ou do escritório de trabalho, basta ter um lapdoc, um tablet ou smartphone e o cuidado de não apostar em um deles por engano – do que nas madrugadas dos aprontos.

As imagens ao vivo e distante dos hipódromos colocou o turfista dentro da carreira, de tal maneira que ele pode, inclusive, interagir, emitir opiniões e fazer prognósticos. Os entendidos em turfe crescem na mesma proporção que a tecnologia avança, evidentemente que, saber qual a diferença entre o psi e o marchador, é uma questão secundária, afinal, todos não são cavalos?

A mesma técnica que revolucionou o espetáculo de uma carreira ao vivo ofereceu ao espectador o conforto e facilidade de visualização dos momentos quadro a quadro, o desenrolar de uma disputa está a apenas alguns centímetros. Até é possível supor que surja um Le Pera para encantar com uma dose de romantismo, não estou enganado, é fora de época, deve ser um cantor de sertanejo, afinal é a moda.

Fica uma pergunta, com estes recursos de tecnologia disponíveis, que possibilita assistir ao vivo as corridas nos principais hipódromos do mundo, porque o turfe nacional não consegue se integrar e vender as suas corridas para o seu público? Ah! Pelo monitor é claro...
Mário Rozano

Mary Sol Ferreyra, Andrea Marinhas, Gabriela Goicochea e Carolina Zapata

Grande Prêmio Paraná 2011 dia 09 de Outubro é o Grande Dia

Alucard - Grande Prêmio Paraná 2007

GRANDE PREMIO PARANÁ 1969 Sweepstake

To Honor and Serve venceu o Pennsylvania Derby


Pennsylvania Derby (G2) foi de To Honor and Serve

Corridos no ultimo sábado no Hipódromo de Parx, os 1.700m do Pennsylvania Derby (G2), para produtos de três anos, foram vencidos (foto Parx) por To Honor and Serve (Bernardini e Pilfer, por Deputy Minister), direção de Jose Lezcano, treinamento de William Mott e propriedade da Live Oak Plantation, terceiro no Florida Derby (G1), vencido por Dialed In (Mineshaft e Miss Doolittle, por Storm Cast0.

Ele deixou a mais de dois corpos na segunda colocação Ruler On Ice (Roman Ruler e Champagne Glow, por Saratoga Six), de George e Lori Hall, com Garreth Gomez up e treinado por Kelly Breen, recente quarto colocado no Travers Stakes (G1) de Stay Thirsty (Bernardini e Marozia, por Storm Bird) e campeão, mais do que surprendente, do Belmont Stakes (G1).

Quase de quatro corpos, em terceiro, terminou Rattlesnake Bridge (Tapit e Prall Street, por Cherokee Run), proprieade de Mill House, direção de John Velasquez e preparo e Kiara McLaughlin, exatamente o segundo no citado Travers Stakes (G1).

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Jeane Alves mais uma brilhante vitória


o nono páreo do ultimo domingo em Cidade Jardim marcou mais uma brilhante vitória, Zagoll, da Joqueta Jeane Alves

Arco do Triunfo é lembrado pelo JCB

Domingo, em Longchamp, será corrida a prova mais famosa e importante do mundo para produtos de três anos e mais idade: o Prix de l'Arc de Triomphe (G1). O Jockey Club Brasileiro, por isso, resolveu dar aos seus trinta e seis páreos comuns do conjunto de reuniões de sexta, sábado, domingo e segunda, nomes dos ganhadores desta grandíssima carreira de 1974 para cá, a saber:

Allez France (1974)
Star Appeal (1975)
Ivanjika (1976)
Alleged (1977/78)
Three Troikas (1979)
Detroit (1980)
Gold River (1981)
Akiyda (1982)
All Along (1983)
Sagace (1984)
Rainbow Quest (1985)
Dancing Brave (1986)
Trempolino (1987)
Tony Bin (1988)
Carrol House (1989)
Saumarez (1990)
Suave Dancer (1991)
Subotica (1992)
Urban Sea (1993)
Carnegie (1994)
Lammtarra (1995)
Helissio (1996)
Peintre Célèbre (1997)
Sagamix (1998)
Montjeu (1999)
Sinndar (2000)
Sahkee (2001)
Marienbard (2002)
Dalakhani (2003)
Bago (2004)
Hurricane Run (2005)
Rail Kink (2006)
Dylan Thomas (2007)
Zarkava (2008)
Sea The Stars (2009)
Workforce (2010)

A lembrar que Trempolino, Peintre Célèbre, Sagamix e Sinndar serviram no Brasil. E que, destes homenageados, Allez France e Saumarez são filhos de ganhadores do Arco (Sea Bird e Rainbow Quest, respectivamente), assim como Carnegie (Detroit) e Sea The Stars (Urban Sea) têm mães campeãs da grandíssima carreira internnacional.

Provas Especiais serão as principais atrações do JCB

A próxima programação do Hipódromo da Gávea é composta por 38 páreos, divididos em quatro reuniões (sexta-feira (9), sábado (10), domingo (10) e segunda-feira (9)). As principais atrações do programação carioca serão duas provas especiais, ambas na grama.

Sábado será o dia das éguas de 3 anos e mais idade, que abordarão a distância de 1.600 metros. A Prova Especial Mário Jorge de Carvalho, na grama, reunirá seis concorrentes. São elas, com seus pesos e balizas: CACHE‑NEZ 57 (1) / É DA HORA 58 (2) / JADE 58 (3) / DAMARA KHAN 57 (4) / MEE 58 (5) e VICTORIA BEACH 60 (6).

No domingo, sete produtos de 3 anos e mais idade foram anotados na Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo, 1.400 metros, grama. São eles: ISO INCONTESTE 60 (1) / FITA AZUL 55 (2) / FREGE 62 (3) / GORINO 60 (4) / VINCENT 60 (5) / PUBLIC ROCK 51 (6) e GODSMUSTBECRAZY 62 (7).

Resoluções da CC do JCB

SECRETARIA DA COMISSÃO DE CORRIDAS
JOCKEY CLUB BRASILEIRO
BOLETIM OFICIAL Nº 31 de 27 de SETEMBRO de 2011
RESOLUÇÕES DA COMISSÃO DE CORRIDAS

Referentes ao programa de 19 de SETEMBRO de 2011

a) Suspender o aprendiz V.BORGES (DESEJADO FIGHTER), de 04/10/11 até 11/10/11, por causar prejuízo que alterou o resultado do páreo (Art.159);

b) Multar o aprendiz H.M.OLIVEIRA (ÚNICA RAIA) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

c) Multar o jóquei M.MAZINI (COLONY NORMAND) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

d) Multar o aprendiz I.GAIER (LAVA JATO) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

e) Multar o aprendiz I.GAIER (EXOTIC BLOOD) em R$37,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

f) Multar o aprendiz I.GAIER (NOITES DE RONDA) em R$50,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

g) Multar o jóquei R.SALGADO (HYDRUS) em R$125,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

h) Multar o jóquei H.FERNANDES (QUERIDO MON) em R$88,00, reincidente em omissão de ocorrência (Art.145);

i) Proibir de correr o animal TEM VIRTUDE, até 19/10/11, por apresentar hemorragia pulmonar grau V (Regulamento de Furosemida);

j) Proibir de correr os animais LADY BEAUTY e SON NORMAND, até 19/10/11, por apresentarem hemorragia pulmonar grau V, podendo no entanto ser inscrito no período, se medicados com furosemida (Res. da CC de 12/11/01);

k) Determinar que os animais QUIET NIGHT, SUGAR BABY, ACELERATED e BELA BUCK, retirados por problema veterinário, só possam ser inscritos a partir do dia 03/10/11 (Resolução da CC de 06/11/09);

l) Advertir o treinador V.PAIM (QUERIDO MON), pela balda na partida de seu pensionista (Art.107);

m) Advertir o treinador F.PEREIRA FILHO (LA NOUBA), pela indocilidade de seu pensionista (Art.107).

Referentes ao programa de 23 de SETEMBRO de 2011

a) Multar o jóquei D.DUARTE (BLACK DRAGON) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

b) Multar o aprendiz L.S.MACHADO (DA LHE IMPERADOR) em R$37,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

c) Multar o aprendiz I.GAIER (NIXON IN CHINA) em R$50,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

d) Multar o aprendiz I.GAIER (BAMBINA D’FIORE) em R$87,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

e) Multar o aprendiz I.MULLER (CAJOLERIE) em R$88,00, reincidente em tirar os pés dos estribos (Art.125 parágrafo 1º);

f) Determinar que os animais SHYPAN, JUST LET ME PASS, CASAGRANDE, SELO FRANCES e BON BINI, retirados por problema veterinário, só possam ser inscritos a partir do dia 10/10/11 (Resolução da CC de 06/11/09);

g) Advertir o treinador J.C.SAMPAIO (BAUME MERCIER), pela balda na partida de seu pensionista (Art.107).

Referentes ao programa de 24 de SETEMBRO de 2011

a) Suspender o aprendiz I.GAIER (BOA DIREÇÃO), de 04/10/11 até 11/10/11, por atraso para pesar (Art.61 D);

b) Suspender o jóquei C.LAVOR (TIFF), por 01 (uma) reunião, por prejudicar competidores no percurso (Art.140);

c) Suspender o jóquei S.SANTOS (VIVA LA VIE), por 02 (duas) reuniões, por prejudicar competidores na partida (Art.140);

d) Multar o aprendiz V.BORGES (THE BEST BLACK) em R$88,00, reincidente em atraso para o cânter (Art.131 parágrafo 3º);

e) Multar o aprendiz I.GAIER (YES IPE) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

f) Multar o jóquei H.FERNANDES (UNO SOLO) em R$37,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

g) Multar o jóquei H.FERNANDES (BOTÃO DE OURO) em R$62,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

h) Multar o jóquei M.MAZINI (SIGNAL UP) em R$88,00, reincidente em omissão de ocorrência (Art.145);

i) Determinar que os animais RAMBO CHAMP, ENERGIA DANCE, CASSINO VERDE, REQUENA, OLYMPIC HAWK e BAKLAVA, retirados por problema veterinário, só possam ser inscritos a partir do dia 10/10/11 (Resolução da CC de 06/11/09).

Referentes ao programa de 25 de SETEMBRO de 2011

a) Suspender o jóquei J.COELHO (UNIQUE FEMME), por 02 (duas) reuniões, por prejudicar competidores no percurso (Art.140);

b) Multar o jóquei D.DUARTE (JASMIM RED ) em R$176,00, reincidente em atraso para o cânter (Art.131 parágrafo 3º);

c) Multar o jóquei R.SALGADO (FERUCCI MIO) em R$12,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

d) Multar o jóquei R.SALGADO (PRINCESA GABI) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

e) Multar o aprendiz V.BORGES (VITALISTA) em R$25,00, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

f) Multar o jóquei JEAN PIERRE (QUE CLASE(ARG)) em R$37,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

g) Multar o aprendiz I.GAIER (LADY LULLY) em R$62,50, por excesso de peso na repesagem (Res. da CC de 31/08/09);

h) Multar o treinador M.FERREIRA (PRINCESA GABI) em R$22,00, por mau arreamento (Art.47 C);

i) Multar o jóquei V.GIL (TANA’S KISS) em R$88,00, reincidente em tirar os pés dos estribos (Art.125 parágrafo 1º);

j) Multar o aprendiz V.BORGES (VIGY) em R$88,00, reincidente em tirar os pés dos estribos (Art.125 parágrafo 1º);

k) Proibir de correr o animal UNICA GAÚCHA, até 25/10/11, por apresentar hemorragia pulmonar grau V, podendo no entanto ser inscrito no período, se medicado com furosemida (Res. da CC de 12/11/01);

l) Determinar que os animais JUST KIDDING e ANA JEL, retirados por problema veterinário, só possam ser inscritos a partir do dia 10/10/11 (Resolução da CC de 06/11/09);

m) Advertir o treinador C.OLIVEIRA (UNDERGRADE), pela indocilidade de seu pensionista (Art.107).

Em 27 de SETEMBRO de 2011

a) Deferir os pedidos de matrícula de jóquei de Alexandre Correia da Silva (A.CORREIA), Michaelsuel Paixão de Oliveira (M.OLIVEIRA) e Patricio Barroso Braga (P.BARROSO), para o Ano Hípico 2011/2012;

b) Indeferir os pedidos de matrícula de jóquei de José Edvando Camilo Mouta (J.MOUTA), Lucas da Silva Carpes (L.CARPES), Luiz Antonio Gonçalves (L.GONÇALVES), Luiz Antonio Rocha Carvalhal (L.A.ROCHA) e Walmir Benedito Ferreira de Lima (W.LIMA);

c) Multar os treinadores R.SOLANES (OLYMPIC EVENT), AD.MENEGOLO (CAROL’S STREET(USA)) e JULIANA DIAS (RELINCHO FAMOSO) em R$60,00, por falta da solicitação de entrada (item 1.10 do Regulamento para Entrada, Alojamento e Saída de Cavalos das Vilas Hípicas)

TBS: Leilão do GP Paraná traz delegação uruguaia

Capitaneados pelo treinador paranaense Ricardo Colombo, há muito radicado no Uurguai, um grupo de turfistas daquele país deverá aportar em Curitiba para participar dos festejos da prova máxima paranaense, e em especial para acompanhar o 28o Leilão Especial do GP Paraná, este ano tendo com atração especial a Oferta Total do Haras Belmont.

O agente uruguaio Victor Azambullo tambem deverá vir a Curitiba, ele que em 2010 arrematou por preço record nacional para machos em treinamento o potro Abstrato (US$123,000), que a seguir foi exportado para Dubai.

"Este leilão já vendeu na véspera 4 ganhadores da prova da Milha - Annister, Blue Deep, Cyllarus e News Man - e todo ano faz sucesso. Com os lotes do Belmont o interesse é muito maior, e além destes há produtos qualificados, muitos inscritos em clássicos, de nomes como Valente, Regina e Amigos da Barra. O leilão tem poucos lotes, somente 36, mas tem muita qualidade", declarou Eduardo Buffara, da TBS.

Os catálogos estão disponíveis nos 4 hipódromos oficiais e podem ser visualizados tambem nos sites www.agenciatbs.com.br e www.turfeproducoes.com.br (ambos transmitirtão o evento ao vivo), além do ícone "leilões" aqui mesmo no RAIA LEVE.

MADALENA, PROGRAMA CLÁSSICO MARCO SIRE CORTEZ

PROGRAMA CLÁSSICO MARCO SIRE CORTEZ
1° Pareo – 1000 Mts 13:00 hs.
PRÊMIO QUESIA RUBINHO
1 SENHOR KIROV 55
2 DAUNTLESS EMBLEM 52
3 ALTO PARANA 55
4 XAROPE 50

2° Pareo – 1700 Mts 13:40 hs.
DAISE CATARINA FIGUEIROA CORTEZ
1 OLYMPIC XARÁ 53
2 ZILOMAG 52 EST
3 ALLIANCE DEPIGUA 50
4 ALL-ROUND DEPIGUA 52
5 SKARAMUSKA 53

3° Pareo – 1100 Mts 14:20 hs.
P.E SOS MÃO/IDEMAL
1 VOO SOLO 55
2 TREM BÃO 56
3 ABMAEL 57
4 GORY 56

4° Pareo – 1300 Mts 15:00 hs.
PRÊMIO SOCIL/AGROUTIL
1 EFFUSE 55
2 URUTAGO 55
3 NO AMERICAN 52 EST
4 CABO DE AÇO 55
5 GAUCHO MAN 55 EST
6 NOCHERO 52 EST
7 EI VOCÊ 50 EST

5° Pareo – 1500 Mts 15:40 hs.
PRÊMIO MARCO SIRE CORTEZ FILHO
1 ZUCCO 55
2 SEASON THUNDER 55
3 PERSONALIDADE 50
4 SENTIMENTO 55
5 TOLL FREE 52
6 KEY BOARD 52

6° Pareo – 1400 Mts 16:20 hs.
PRÊMIO MARCIO SANTOS CORTEZ
1 MARECHAL FREE 51 EST
2 BIZÃO NEGRO 55
3 DON STRIPES 55
4 DIA SONHADO 55
5 CAMPUS DRIVE 55
6 UDALOI DA FAXINA 50
7 FILHO DO SUCESSO 55

7° Pareo – 2200 Mts 17:00 hs.
CLASSICO MARCO SIRE CORTEZ
1 ILANO 55
2 RECIFE 55
3 XIPÃO 56
4 MENOTTI 56
5 NUNCA NESTE PAIS 56
6 PUBLIC STATES 54

Programa Sujeito a Modificações

GP Paraná: delegação carioca segue tomando corpo


Um Foguete tem colocação em grupo I
Na próxima quinta-feira, serão organizados pela Comissão de Turfe do Jockey Club do Paraná, os programas da semana máxima do turfe paranaense. O Tarumã deverá sediar disputas na sexta-feira (7/10) e no domingo (9/10), e, mesmo antes das definições das respectivas jornadas, alguns nomes provenientes de outras delegações já começam a confirmar presença na festa em Curitiba.

Há pouco, a reportagem do Raia Leve apurou junto ao treinador Adélcio Menegolo, que o Haras Anderson será representado no Clássico Prefeito Municipal de Curitiba (L), o páreo de “velocidade”, pelo castanho Um Foguete (Dodge). Menegolo deverá ainda inscrever Utah Boy (Gilded Time) em páreo de chamada comum.

No mesmo embate dos “sprinters”, o Stud Palurape estará duplamente representado, através de Tenente Dodge (Dodge) e Kahuna (Inexplicable), ambos frequentadores da primeira turma de velocistas – na areia – da Gávea. Já na “milha” do Clássico Governador do Estado (L), será Shark Boy (Roi Normand) o defensor da coudelaria. O trio é treinado por Manoel Renato Lopes.

Também se ventila a possibilidade de Alforriado (Inexplicable), do Stud Amigos da Barra, encarar os 1.200 metros da já citada prova de velocidade, não se excluindo, logicamente, outros animais treinados no Rio de Janeiro que poderão dar as caras no Tarumã.

por Victor Corrêa

Cavalo em foto

CARAZINHO GP DIAS 01,02 E 03 DE OUTUBRO


O Jockey Club Carazinhense. COMUNICA ainda que teremos nos dias 01 e 03 DE OUTUBRO, GRANDE PRÊMIO EM HOMENAGEM A SEARA DA CANÇÃO NATIVA,(PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAZINHO) na distância de 450 metros. E nos dias 02 e 03 de Outubro,GRANDE PRÊMIO SR: JORGE SOBROSA, na distância de 500 metros. PARA MAIORES DETALHES SOLICITAR INFORMAÇÕES JUNTO AOS ORGANIZADORES

Gugu Dada , foto 10

Fort Bird Grande Prêmio Paraná 2005

Grande Prêmio Paraná 2011 - Dotações

Dotações Grande Prêmio Paraná
GRANDE PRÊMIO “PARANÁ” - (G.1) - JOCKEY PLAZA SHOPPING CENTER

Em 09 de Outubro de 2011

Distancia: 2.000 metros.

Dotações: Bolsa:R$ 112.200,00 - sendo: R$ 50.000,00 - 15.000,00 - 10.000,00 - 5.000,00 - 2.500,00.

INSCRIÇÃO: R$ 5.000,00 (cinco mil reais), sendo: R$ 1.500,00 em pules de vencedor e R$ 3.500,00 em ADDED aos Proprietários

Classe; Produtos de 3 e mais anos.

Pesos: Tabela II (3=52 - 4+=59).

CLÁSSICO “GOVERNADOR DO ESTADO” - (L) - (CONRAD CASSINO)

Em 09 de Outubro de 2011.

Distancia: 1.600 metros.

Dotações: Bolsa:R$ 34.476,00 - sendo: R$ 13.000,00 - 5.850,00 - 3.250,00 - 1.950,00 - 1.300,00.

INSCRIÇÃO: R$ 1.300,00 (Hum mil e trezentos reais), sendo: R$ 500,00 em pules de vencedor e R$ 800,00 em ADDED, aos Proprietários.

Classe: Produtos de 3 e mais anos.

Pesos: Tabela II (3=53 - 4+=60).

CLÁSSICO “CIRO FRARE” - (L) - (Patrocínio DIVESA AUTOMÓVEIS LTDA)

Em 09 de Outubro de 2011.

Distancia: 1.200 metros.

Dotações: Bolsa:R$ 22.440,00, sendo: R$ 10.000,00 - 3.000,00 - 2.000,00 - 1.000,00 - 500,00.

INSCRIÇÃO: R$ 1.000,00 (Hum mil reais), sendo: R$ 500,00 em pules de vencedor e R$ 500,00 em ADDED, aos Proprietários.

Classe: Produtos de 3 e mais anos.

Pesos: Tabela II (3=54 - 4+=60).

CLÁSSICO ” PRIMAVERA” - (Patrocínio da A.C.P.C.C.P.) - (L)

Em 09 de Outubro de 2011.

Distancia: 1.600 metros.

Dotações: Bolsa R$ 22.440,00, sendo: R$ 10.000,00 - 3.000,00 - 2.000,00 - 1.000,00 - 500,00.

INSCRIÇÃO: R$ 1.000,00 (Hum mil reais), sendo: R$ 500,00 em pules de vencedor e R$ 500,00 em ADDED, aos proprietários.

Classe: Éguas de 3 e mais anos.

Pesos: Tabela II (3=53 - 4+=60).

PROVA ESPECIAL “SILVIO BATISTA PIOTTO ” - (Patrocínio PIOTTO Transporte de Eqüinos)
Em 09 de Outubro de 2011

Distancia: 1.400 metros.

Dotações: Bolsa:R$ 5.610,00 - sendo: R$ 2.500,00 - 750,00 - 500,00 - 250,00 - 125,00.

INSCRIÇÃO: R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), em pules de vencedor.

Classe: Produtos de 3 anos, INÉDITOS.

Pesos: Tabela I.

Obs.: As inscrições para as provas da SEMANA DO G.P. “PARANÁ” G.1, serão encerradas dia 29/09/11, Quinta-feira, às 10:00 horas e os compromissos de montarias dia 30/09/11, Sexta-feira, até às 10:00 horas. Nesta ocasião deverão ser recolhidos os valores correspondentes a INSCRIÇÃO. Esses pagamentos deverão ser feitos em dinheiro ou cheque de emissão do proprietário ou treinador, na Comissão de Corridas ou em nome do JCP, (Banco Bradesco AG.1705-1 c/c-2400-7).

(*) Em caso de parelha, haverá um desconto de 50% sobre o valor da inscrição do segundo animal.

Informações e inscrições, na Comissão de Turfe, fone (41) 3075-2121 - 3075-2110 - 3075-2108 ou 3075-2109

NEGRONI - GP PARANÁ 1974


NEGRONI - GP PARANÁ 1974

Alsindi é a vencedora do Oh So Sharp Stakes (G3), em Newmarket

Os 1.400m do Oh So Sharp Stakes (G3), para potrancas de dois anos, corridos em Newmarket,na ultima sexta feira, pertenceram a Alsindi (foto Newmarket, ela é a de fora), treinada por Clive Brittain, dirigida por Tom Queally e proprieadade de Saeed Manana. Alsindi é ujma filha de Acclamation e Needles and Pins, por Falsliyev), que assim permance invicta em duas apresentações.

Com William Buick up, preparo de John Gosden e defensora das cores da Princesa Haya da Jordânia, o segundo lugar, a pescoço, ficou com Questing (Hard Spum e Chercheuse, por Seeking The Gold), vinda de terceira no Prestige Stakes (G3), vencido por Regal Realm (Medicean e Regal Riband, por Fantastic Light), e quarto no May Hill Stakes (G2), de Lyric of Light (Street Cry e Suez, por Green Desert).

Em terceiro, terminou, a meio corpo, Nayarra (Mick Channon, treinador, Richard Hughes, jóquei, Príncipe A.A. Faisal, proprietário), uma Cape Cross e Massarra, por Danehill), quarta no citado Prestivge Stakes (G3).

Esta prova de grupo homenageia a esplêndida Oh So Sharp (Kris e Oh So Fair, por Graustark), que, para as cores do Sheik Mohammed Bin Rashid al Maktoum, levantou os One Thousand Guineas Stakes (G1), o Oaks Stakes (G1), o St. Leger Stakes (G1), tendo sido ainda segunda no King George VI and Queen Elizabeth Diamond Stakes (G1), para Petoski (Niniski e Sushila, por Petingo), e na Benson and Hedges Gold Cup (G1), para Comanche Run (Run The Gantlet e Volley, por Ratification).

Daddy Long Legs foi a vencedora do Royal Lodge Stakes


Royal Lodge Stakes (G2), em Newmarket, é de Daddy Long Legs

Corrido no ultimo sábado em Newmarket, a milha do Royal Lodge Stakes (G2), para potros de dois anos, foi vencida por Daddy Long Legs (foto Newmarket), um Scat Daddy e Dreamy Maiden, por Meadowlake, do trio Tabor-Smith-Mrs.Magnier, preparo de Adrian O'Brien e direção de Colm O'Donoghue.

Quase corpos atrás, a segunda colocação ficou com Tenth Star (Niarchos Family-Mrs.Magnier-Tabor-Smith), também preparado por Adrian O'Brien, com William Buick up. É um filho de Dansili e Alpha Lupi, por Rahy, vindo de terceiro no Tyros Stakes (G3), vencido por Remember Alexander (Teofilo e Nausicaa, por Diesis).

Outro pensionista de Adrian O'Brien (montado por Jimmy Spencer), do trio Mrs. Magnier-Tabor-Smith, a meio corpo, foi o terceiro: Wrote (High Chaparral e Desert Classic, por Green Desert).

O tempo foi de 1:37:77.

Lightening Pearl vence o importante Cheveley Park Stakes


O importante Cheveley Park Stakes (G1) foi de Lightening Pearl

Para poder correr os 1.200m do Cheveley Park Stakes (G1), no ultimo sábado do em Newmarket, seus proprietários, o Pearl Bloodsotck Ltd, tiveram que pagar uma taxa extra. E valeu a pena. Lightening Pearl (Marju e Jioconda, por Rossini), foi a vencedora (foto Newmarket) na condução de Johnny Murtagh e preparada por Gary Lyons. Ela vinha de levantar o Round Tower Stakes (G3).

A segunda posição ficou, a meio corpo, com Sunday Times (William Buick up, treino de Peter Chapple-Hyam, propriedade de Mr. Allan Belshaw), uma Holy Roman Emperor e Forever Times, por So Factual, que vinha de fracassar no Lowther Stakes (G2), dominado por Best Terms (Exceed and Excel e Sharp Terms, por Kris).

Pouco menos de dois corpos depois, em terceiro, Angels Will Fall (Charles Hills, treinador, Robert Winston, jóquei, Mrs. E. O'Leary, propriedade), uma filha de Acclamation e Coconut Squeak, por Bahamian Bounty), ganhadora do Princess Margaret Stakes (G3).