Jeane Alves

Jeane Alves
Vitória de G 1 com Equitana

sábado, 30 de julho de 2011

Grande Prêmio Roberto e Nelson Grimaldi Seabra 2011 Balizas


Rubia Street

Grande Prêmio Roberto e Nelson Grimaldi Seabra 2011 - Grupo I - Balizas

1 PARIS IT - STUD ARUBA
2 RENÂNIA - HARAS TANGO
3 EAKINS - MARIO MARQUEZ /TIAGO CASTELLANO
4 TIME TO FLY - HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
5 MURMANSK (IRE) - HARAS FAZENDA BOA VISTA
6 VICTORIA BEACH - STUD SANTA ROSA DE LIMA
7 ADRYA DI JOB - EDUARDO ASSALI ACHOA
8 HUNKA-HUNKA - HARAS DOCE VALE
9 GOROROBA DO IPÊ - CLÁUDIO MARQUES / FLÁVIO MEIRELLES
10 AROMA PERFEITO (USA) - STUD YELLOW RIVER
11 RUBIA STREET - STUD MO BAY
12 GRAND I ASK - GIANNI FRANCO SAMAJA
13 VIRGO DANCER - STUD COLINA VERDE
14 LAPIDAR - STUD PERFORMANCE
15 INCHANTILLON - STUD ALVARENGA

Grande Prêmio Presidente da República 2011 - Balizas


SCOTISH BOY

Grande Prêmio Presidente da República 2011 - Grupo I - Balizas

1 ÚLTIMO FURO - HARAS ANDERSON
2 JOE DIESEL - STUD GLOBO
3 FAST FEET - STUD ROBERTO GABIZO DE FARIA
4 TSONGA - STUD TNT
5 THUNDERDOME LUIZ - STUD TNT
6 CONCLUSIVO - HARAS REGINA
7 IRMÃOZINHO - HARAS SÃO QUIRINO
8 SCOTISH BOY - HARAS REGINA
9 SALUTE (ARG) - HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
10 OLHAR DE CAMPEÃO - THE DAUGHTER´S STUD
11 PLENTY OF KICKS - STUD SÃO FRANCISCO DA SERRA
12 IMPÉRIO DE BIRIGUI - STUD BORDA DA MATA
13 IMPERADOR VOLTOU - STUD ALVARENGA

Grande Prêmio Major Suckow 2011 - Balizas


Ximburé

Grande Prêmio Major Suckow 2011 - Grupo I - Balizas

1 SOL DE ANGRA - STUD PERFORMANCE
2 DESEJADO THUNDER - STUD ALVARENGA
3 QUASI MODA - HARAS CAMPESTRE
4 XIMBURÉ - STUD PALURAPE
5 BERLINO DI TIGER - STUD SAMPAIO
6 CHEVALLIER - STUD MANDRAKE
7 SWEET ROAR - COUDELARIA JÉSSICA
8 NO MORE - HARAS FREE WAY
9 BARÃO DE CEVADA - HARAS THE BEST

Grande Prêmio Brasil 2011 - Balizas


Jéca

Grande Prêmio Brasil 2011 - Balizas

1 ANAKIN - STUD RIO DOIS IRMÃOS
2 SAL GROSSO - STUD TNT
3 NENEM DO PAPAI - HARAS BRAVO LIMA
4 ANOTHER SHOW - STUD ALVARENGA
5 AKÁ RIGUÊ - STUD DHARMA
6 JÉCA - HARAS RIO IGUASSU
7 TOO FRIENDLY - HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
8 BELO ACTEON - STUD H & R
9 PERICHOLE - STUD ESTRELA ENERGIA
10 UNA BELEZA - HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
11 TÔNEMAÍ - STUD LECCA
12 UNO AMORE MIO - NEW PARTNER´S STUD
13 I WANT THE GLORY - STUD FARDA AMIGA

Chris Nilsson

Moryba corre grupo II no domingo em Saratoga


Moryba corre grupo II no domingo em Saratoga

O Hipódromo de Saratoga, nos EUA, será palco neste domingo, da disputa do Fourstardave Handicap (gr.II), US$ 150,000 de bolsa, para produtos de 3 e mais anos, em 1.700 metros, areia.

Largando pela baliza 6 e com Rajiv Maragh "up", o cavalo brasileiro Moryba (Hard Buck), Haras São Jose E Expedictus / Correas Thoroughbreds, Inc. , ganhador do G.P. Brasil (gr.I), em 2010, alinhará no grid ao lado de Beau Choix,Turallure, Blues Street, Paris Vegas, Sidney's Candy e Voodoo Swinge.

João Moreira é um show em Cingapura



João Moreira vencendo com Arowana Dot Com em uma de suas quatro vitórias de sexta feira, 29/07.

I. BARBOSA (CAFÉ) VOLTA AS ATIVIDADES DE TREINADOR NA MADALENA.


Café: de volta para o Stud Asa Branca.


O treinador Inaldo Barbosa (I.Barbosa), mais conhecido como Café, está de volta a atividade de treinador no Jockey Club de Pernambuco. Afastado por um longo período das funções de treinador, Café assumiu a cocheira do Stud Asa Branca onde ele já trabalhou e conquistou memoráveis vitórias na década de 90. Nos últimos anos, Café vinha se dedicando ao trato de cavalos de sela, mas após o convite de um dos titulares do Stud Asa Branca Marquinho Baltar, para que ele voltasse ele não resistiu e logo, logo estará com o seu nome de volta ao programa oficial do Jockey Club de Pernambuco. Aos 60 anos de idade, Café começou a trabalhar como cavalariço aos nove anos nas cocheiras do Dr. Irineu de Pontes Vieira. Trabalhou também com o treinador Juvenor Martins pai do treinador Jairo Martins e com Belarmino Pereira. Ao completar 21 anos, Café seguiu caminho para o turfe carioca onde trabalhou com os treinadores Valter Eliano e Antonio P. Silva, aonde chegou a desenvolver a função de segundo gerente dos Stud’s Risca Fura e Sambalá.

De volta ao Recife em 1985, Café assumiu o treinamento dos animais do Haras Pernambuco, e ao longo do tempo também treinou para os Stud’s Asa Branca, 7 Irmãos, Lobão e outros que ele diz não conseguir lembrar. No retorna as atividades, Café está cuidando da potranca Belle Jens de criação do Haras Depiguá geração 2009 filha de Midniht Prince e Hat Jeans. Café é pai do jóquei Yago Cordeiros.
´
por Chico Mendonça

Parabatibum encerra campanha e será enviada à reprodução



A alazã Parapatibum, de criação e propriedade do Haras Old Friends, detentora de 4 vitórias em 9 apresentações, tendo inclusive, vencido o G.P Barão de Piracicaba, 1ª Prova da Tríplice Coroa de fêmeas, e também, o Clássico Luiz Oliveira de Barros (L).

Filha de Nedawi, na clássica Miss Kin (Laramie), estava inscrita no G.P Nelson e Roberto Grimaldi Seabra, porém, já foi retirada. A Boa corredora, após a disputa do G.P OSAF, em Maio, quando finalizou na 2ª colocação para Grand I Ask, sofreu um contratempo e infelizmente, acabou tendo que ser dada por fim precocemente a campanha da pupila de Julio e Julinho Camargo, com decisão conjunta a seu treinador Selmar Lobo e sua competente equipe.

O garanhão a ser utilizado nesta temporada, se coberta, ainda não foi definido.

por Ivan Jeronimo

Luccica Fortuna ,Fracasso sem motivo aparente


Fracasso sem motivo aparente – A qualificada Luccica Fortuna (Tiger Heart), criada pelo Haras Santarém e defensora do Stud Avanti Tricolori, não acusou nenhuma anormalidade ou problema nos exames realizados após a sua exibição no Clássico Emerald Hill (L), onde rendeu bem aquém do esperado. Tudo segue normalmente com a pensionista de Márcio Ferreira Gusso que, no entanto, não será inscrita no GP Barão de Piracicaba (gr.I).

por Victor Corrêa

Up Hill King estréia domingo na Madalena


Up Hill king: Alazão de José Hilton de Arruda.

de propriedade do Turfista José Hilton arruda , estréia no domingo na Madaleba, Up Hill King – Macho alazão, de 26/07/2004, filho de Exili King (USA) e Lança de Guerra, criação do Haras Palmerini, propriedade de José Hilton Arruda.

Campanha.

56 Apresentações sendo 27 na Gávea, 29 Cidade Jardim.
6 Vitórias 3 na Gávea, 3 Cidade Jardim.
28 Colocações 13 Gávea, 15 Cidade Jardim.

vitórias

01 PREMIO SNOW CROWN(ARG) – 1964, Gávea, 13/05/2011, 1300, AE
01 PREMIO PRÊMIO DUBAI, Cidade Jardim, 21/11/2009, 1400, AE

01 CLAIMING JET POINT, Gávea, 07/01/2008, 1600, AP
01 CLAIMING GAS PILOT – 1992, Gávea, 21/04/2008, 1300, AP
01 CLAIMING CACIPORÉ TORRES (SP), Cidade Jardim, 12/10/2009, 1100, AE
01 PREMIO JULIER, Cidade Jardim, 24/01/2010, 1100, AE

por Chico Mendonça

João Moreira deu show em Cingapura


João Moreira - Ninetyfive Power

João Moreira, com quatro vitórias, deu show nesta sexta feira, em Cingapura.
.

Grande Prêmio Brasil, divulgada a 2ª parcela do ADDED


GP Brasil (G1)

1 AKÁ RIGUÊ (Nedawi) STUD DHARMA
2 ANAKIN (Dancer Man) STUD RIO DOIS IRMÃOS
3 ANOTHER SHOW (Suspicious Mind) STUD ALVARENGA
4 BELO ACTEON (Acteon Man) STUD H & R
5 I WANT THE GLORY (Roi Normand) STUD FARDA AMIGA
6 JÉCA (Inexplicable) HARAS RIO IGUASSU
7 NENEM DO PAPAI (Ojotabe) HARAS BRAVO LIMA
8 PERICHOLE (Fahim) STUD ESTRELA ENERGIA
9 SAL GROSSO (Our Emblem) STUD TNT
10 TÔNEMAÍ (Wild Event) STUD LECCA
11 TOO FRIENDLY (Signal Tap) HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
12 UNO AMORE MIO (Signal Tap) NEW PARTNER´S STUD
13 UNA BELEZA (Signal Tap) HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

Grande Prêmio João Paulino Nogueira, divulgada a 2ª parcela do ADDED

GP José Paulino Nogueira (G3)

1 ENERGIA DAVOS (Torrential) HARAS ESTRELA ENERGIA
2 FUTURE LOVE (Public Purse) HARAS NACIONAL
3 LE KINOPLEX (Crimson Tide) STUD SÃO FRANCISCO DA SERRA
4 LE STRESA (Nedawi) STUD PALURAPE
5 NOT TO TELL YOU (Baby Speed) STUD VALE DAS VIDEIRAS DO RIO
6 OLYMPIC PANTANAL (Eyjur) HARAS REGINA
7 VENDEL (Know Heights) HARAS ANDERSON
8 VIENTO DEL SUR (Northern Afleet) STUD AZUL E BRANCO
9 ZEFERINO (Nedawi) STUD BIG FEELING

Grande Prêmio João Paulino Nogueira, divulgada a 2ª parcela do ADDED

GP José Paulino Nogueira (G3)

1 ENERGIA DAVOS (Torrential) HARAS ESTRELA ENERGIA
2 FUTURE LOVE (Public Purse) HARAS NACIONAL
3 LE KINOPLEX (Crimson Tide) STUD SÃO FRANCISCO DA SERRA
4 LE STRESA (Nedawi) STUD PALURAPE
5 NOT TO TELL YOU (Baby Speed) STUD VALE DAS VIDEIRAS DO RIO
6 OLYMPIC PANTANAL (Eyjur) HARAS REGINA
7 VENDEL (Know Heights) HARAS ANDERSON
8 VIENTO DEL SUR (Northern Afleet) STUD AZUL E BRANCO
9 ZEFERINO (Nedawi) STUD BIG FEELING

Cidade jardim, Ivan Jeronimo comenta e indica para as carreiras deste sábado, 30/07

1º Páreo: Sra. Dondoca "despenca" de turma e desta feita, desferrada e na grama "estalando" será o principal nome a ser batido. Dip Lick não vem correndo o que sabe e, se relembrar os "velhos" tempos poderá escoltar nossa indicada, contando ainda com o bom reforço de Swell Time. Argenta Fors é o "tertius"

2º Páreo: O "forasteiro" Taititu, confirmando sua última apresentação em solo paranaense, quando sagrou-se vitorioso e em boa marca, dificilmente sairá derrotado nesse "deserto" de valores. Violão Para a dupla. Double Black, agora inscrito direnamente em pista de areia, deve ser lembrado.

3º Páreo: Deslocando apenas 50Kgs, e mesmo contra os "marmanjos", No Excuses é boa pedida por aqui. Vencedora neste ano da Prova Especial Off The Way, consolação do Osaf, a pupila de Milton Signoretti corrida na expectativa, e com provável briga, irá aparecer nos metros derradeiros. Nuestro Hermano ainda não reencontrou o ápice de sua forma. Really Special depois.

4º Páreo: Outro animal que cai de turma e normalmente, se também corrido na expectativa pode passar o "recibo" é Rent. Meu Pai, vem da Gávea onde mostra total preferencia pela relva, nesse campo, está bem colocado e é pegiroso. Olho em O Lampada, que sempre assusta com bons rateios.

5º Páreo: Em sua última apresentação, Quickstep não estava 100% e mesmo assim, fez corrida notória. Desta feita, mais "aguerrido", o pupilo de J.S.Silva poderá ir a forra com Ibope Certo, que é seu maior rival. Jay Fighter é muito perigoso. Vino Bianco também não deve ser esquecido.

6º Páreo: Em prova onde os paulistas corridos "carecem" um pouco sem retrospecto, Troculento surge como uma das melhores indicações da tarde. Imperatore, com régia filiação para a areia e treinamento de Alexandre Correia, que anda em ótima faze, não deve ser "sacado" fora dos bilhetes. Top Falcon deve melhorar também nesse tipo de tereno.

7º Destaque para Brentley (Jerry Special), de criação do Haras Truc e pertencente ao Stud Magi & Benevides, que mesmo vindo de fraca atuação em prova de grupo, agora correndo de lasix pela primeira vez, deve vencer. Puro Galope (Nedawi), de criação do Haras Old Friends Ltda e de propriedade do Stud Granadeiro, é o adversário a ser batido pelo nosso indicado. Chegando sempre perto em provas clássicas pode dar susto no final. Ó de Filó (Torrential) fica como o "tertius".



8º Páreo: Overestimate é algo encabulada e agora, em distância um pouco maior, pode conseguir abandonar o perdedor. Opulence tem filiação um pouco mais voltada para a areia, mesmo assim, é perigosa. Convém se cuidar com Faca amolada e Venice Girl, esta, que qualquer hora, estoura com pule alta.

9º Páreo: Páreo desdobrado do anterior, Fara Novarese, também já vencedora no Tarumã, tem bom pedigree para a relva e pode conseguir seu batismo vitorioso na "paulicéia". Frutella, que sempre alterna entre boas e más atuações, não tarda a passar o vencedor na frente. Sul Love estréia com possibilidades.

10º Páreo: Em queda para o claiming, Graduado, que já figurou até com certo destaque em páreos mais reforçados merece o favoritismo por aqui. A parelha do Alvarenga, apesar de fracas atuações, aparece como boa opção para "engordar" as exatas. Histrion Secret e Expresso Prateado a seguir.

11º Páreo: Páreo muito cheio, sujeitos a "chuvas e trovoadas". Joyrzaro vem de boas atuações e por aqui, pode vencer proporcionando excelente rateio. A parelha Mr.King e Mr. Angra, mais é claro, pelo segundo que estreou perdendo "ali". Desktop, Garden Keeper e Doctor Stoke para a quadrifeta.

Indicações (Pista Programada):

1º Páreo: Sra. Dondoca (2) – Dip Lick/Swell Time (1) – Argenta Fors (3)
2º Páreo: Taititu (3) – Violão (4) – Double Black (5)
3º Páreo: No Excuses (5) – Nuestro Hermano (6) – Really Special (2)
4º Páreo: Rent (1) – Meu Pai (6) – O Lampada (2)
5º Páreo: Quickstep (3) – Ibope Certo (2) – Jay Fighter (5)
6º Páreo: Truculento (6) – Imperatore (5) – Top Falcon (2)
7º Páreo: Brentley (9) – Puro Galope (11) – Ó de Filó (11)
8º Páreo: Overestimate (6) – Opulence (4) – Faca Amolada (7)
9º Páreo: Fara Novarese (5) – Frutella (6) – Sul Love (9)
10° Páreo: Graduado (9) - Undergrade/Dom Leno (2) - Histrion Secret (6)
11° Páreo: Joyrzaro (2) - Mr.King/ Mr.Angra (1) - Desktop (6)

Indicações (Mudança de Pista):

1º Páreo: Argenta Fors (3) - Tamaracá (4) – Damascus Cat (5)
2º Páreo: Taititu (3) – Violão (4) – Double Black (5)
3º Páreo: Really Special (2) - Lirio do Campo (4) - Nuestro Hermano (6)
4º Páreo: Quick Think (5) - Rent (1) – Sampa City (3)
5º Páreo: Quickstep (3) – Ibope Certo (2) – Jay Fighter (5)
6º Páreo: Truculento (6) – Imperatore (5) – Top Falcon (2)
7º Páreo: First Mc Coy (8) – Jai Baba (4) – Emblema Real (6)
8º Páreo: Candle Light (3) - Opulence (4) - Overestimate (6)
9º Páreo: Fara Novarese (5) – Primavera Florida (8) - Frutella (6)
10° Páreo: Expresso Prateado (7) - Histrion Secret (6) - Undergrade/Dom Leno (2)
11° Páreo: Doctor Stoke (12) - Mr.King/ Mr.Angra (1) - Desktop (6)

por Ivan Jeronimo

Brentley é força na melhor prova em Cidade Jardim


Brentley terá Aderlândia Alves em seu dorso

Final de semana exclusivo para o turfe paulista, o Jockey Club de São Paulo traz bons páreos para nossos amigos turfistas.

Começando por hoje, sábado, onde teremos 11 páreos com início às 14h30m, a prova de maior destaque da tarde fica por conta do sétimo páreo, onde produtos de 4 anos se enfrentam nos dois quilômetros da pista de grama. Páreo bem encorpado com bons animais.

Destaque para Brentley (Jerry Special), de criação do Haras Truc e pertencente ao Stud Magi & Benevides, que mesmo vindo de fraca atuação em prova de grupo, agora correndo de lasix pela primeira vez, deve vencer. Puro Galope (Nedawi), de criação do Haras Old Friends Ltda e de propriedade do Stud Granadeiro, é o adversário a ser batido pelo nosso indicado. Chegando sempre perto em provas clássicas pode dar susto no final. Ó de Filó (Torrential) fica como o "tertius".

por Ivan Jeronimo / Raia Leve
foto - Paulo Bezerra Jr./Divulgação JCSP

Grande Prêmio João Adhemar e Nelson Almeida Prado, divulgada a 2ª parcela do ADDED


PRÓ MEMORIA

GP João Adhemar e Nelson Almeida Prado (G3)

1 FIO DE SEDA (First American) MARLENE FERNANDES SERRADOR
2 MLEE. BLANCHE (Redattore) STUD AZUL E BRANCO
3 PRO MEMÓRIA (Dubai Dust) STUD MICHELLE E PRISCILLA
4 SEE THE STAR (ARG) (Distorted Humor) HARAS NACIONAL
5 SOY PURSE (Public Purse) STUD ALVARENGA
6 ULTIMATE HEIGHTS (Know Heights) STUD TNT
7 UTOPIE D´AMORE (Know Heights) STUD TNT

Acabou a Greve no Jockey Club Brasileiro

Profissionais decidem inscrever na semana do "Brasil"

Como já havia sido decidido anteriormente na reunião da qual resultou a total paralisação das corridas da Gávea esta semana, a Associação dos Profissionais do Rio de Janeiro recomendou a todos os seus membros que, em vista da decisão obtida na Justiça com respeito ao pagamento integral do seguro saúde pelo Jockey Club Brasileiro, inscrevam normalmente os cavalos para a próxima semana do GP Brasil, prova máxima do turfe brasileiro.

Segundo a Associação, entretanto, permanecem sem nenhuma perspectiva de solução os graves problemas resultantes da retomada indiscriminada das cocheiras e das casas das vilas hípicas por parte da presidência do Jockey Club Brasileiro, com a tentativa de expulsão dos comodatários, profissionais, e suas famílias, algumas delas ali residentes há várias gerações.

Tão grave quanto, é a inadmissível decisão de extinguir a Caixa Beneficente dos Profissionais do Turfe, que, além de colocar vários profissionais em situação desesperadora, vai elevar o custo do trato mensal, prejudicando, conseqüentemente, os proprietários de cavalos de corrida, diminuindo o número de animais disponíveis para a formação das quatro reuniões semanais de corridas, e extinguindo centenas de empregos gerados pela atividade.

A demonstração de maturidade e equilíbrio dos profissionais do Rio de Janeiro, de inscrever na semana do GP Brasil, não deve servir, porém, para que o turfe do Rio de Janeiro se iluda sobre a permanência desta crise histórica, desencadeada unicamente pela presidência do clube, com suas estapafúrdias decisões sobre retomada indiscriminada de cocheiras, corte de planos de saúde, expulsão dos comodatários, sejam eles profissionais, proprietários de cavalos ou sócios ilustres do JCB, e a extinção da Caixa Beneficente dos Profissionais do Turfe.

Tais problemas permanecem não resolvidos. Ninguém se iluda. E são eles, resultantes unicamente de decisões ditatoriais, destituídas do mais comezinho bom senso, que estão na base do ambiente de total revolta que hoje envenena o turfe do Rio de Janeiro, bem assim, das dezenas de ações judiciais que são movidas contra a instituição e a figura do seu presidente todos os dias.

E todas elas, diga-se de passagem, acolhidas pela Justiça do país. Está faltando tudo, seja liderança, seja bom senso, seja principalmente equilíbrio emocional, à atual presidência do Jockey Club Brasileiro.

O que daí vier a acontecer de ruim com o turfe da Gávea, é fruto exclusivamente disso e do clima de repúdio que seus atos produziram entre sócios ilustres do clube, proprietários de cavalos de corrida, comodatários de cocheiras das vilas hípicas, e a unanimidade dos profissionais do turfe do Rio de Janeiro.

transc. Raia Leve

Grande Prêmio Presidente da República, divulgada a 2ª parcela do ADDED


Fast Feet

GP Presidente da República (G1)

1 CONCLUSIVO (Néleo) HARAS REGINA
2 FAST FEET (Redattore) STUD ROBERTO GABIZO DE FARIA
3 IMPERADOR VOLTOU (Roi Normand) STUD ALVARENGA
4 IMPÉRIO DE BIRIGUI (Hard Buck) STUD BORDA DA MATA
5 IRMÃOZINHO (Hibernian Rapsody) HARAS SÃO QUIRINO
6 JOE DIESEL (Christine´s Outkaw) STUD GLOBO
7 OLHAR DE CAMPEÃO (Hard Buck) THE DAUGHTER´S STUD
8 PLENTY OF KICKS (Crimson Tide) STUD SÃO FRANCISCO DA SERRA
9 SALUTE (ARG) (Pure Prize) HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
10 SCOTTISH BOY (Dodge) HARAS REGINA
11 THUNDERDOME LUIZ (Wild Event) STUD TNT
12 TSONGA (Our Emblem) STUD TNT
13 ÚLTIMO FURO (American Gipsy) HARAS ANDERSON

Grande Prêmio ABCPCC DIVULGADA a 2ª parcela do ADDED


Yes Pedroca

GP ABCPCC (G2)

1 AGASIAS (Fahim) STUD MARISA STAR
2 BOM DE LUTA (Burooj) STUD GRANDE VITESSE
3 CHUCHU BELEZA (Suspicious Mind) STUD CARIOCA DA GEMA
4 DECRIRE (Nedawi) ARISTEU FRENZEL RODRIGUES
5 GRAPETTE REPETE (Know Heights) HARAS DOCE VALE
6 MORCOTE (Golden Voyager) STUD ARARÉ
7 URCATH (Know Heights) STUD YATASTO
8 VULKAN (Nugget do Faxina) HARAS FAXINA
9 WONDERFUL FAXINA (Astor Place) HARAS FAXINA
10 YES PEDROCA (Hibernian Rapsody) HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

Grande Prêmio Major Suckow, divulgada a 2ª parcela do ADDED


Barão da Cevada

GP Major Suckow (G1)

1 BARÃO DE CEVADA (Voando Baixo) HARAS THE BEST
2 BERLINO DI TIGER (Tiger Heart) STUD SAMPAIO
3 CHEVALLIER (Red Runner) STUD MADRAKE
3 DESEJADO THUNDER (Durban Thunder) STUD ALVARENGA
4 NO MORE (Vacilador) HARAS FREE WAY
5 QUASI MODA (Christine´s Outkaw) HARAS CAMPESTRE
6 SOL DE ANGRA (Put it Back) STUD PERFORMANCE
7 SWEET ROAR (Durban Thunder) COUDELARIA JÉSSICA
8 XIMBURÉ (Wondertross) STUD PALURAPE

Grande Prêmio Major Suckow 2ª parcela do ADDED


Barão da Cevada

GP Major Suckow (G1)

1 BARÃO DE CEVADA (Voando Baixo) HARAS THE BEST
2 BERLINO DI TIGER (Tiger Heart) STUD SAMPAIO
3 CHEVALLIER (Red Runner) STUD MADRAKE
3 DESEJADO THUNDER (Durban Thunder) STUD ALVARENGA
4 NO MORE (Vacilador) HARAS FREE WAY
5 QUASI MODA (Christine´s Outkaw) HARAS CAMPESTRE
6 SOL DE ANGRA (Put it Back) STUD PERFORMANCE
7 SWEET ROAR (Durban Thunder) COUDELARIA JÉSSICA
8 XIMBURÉ (Wondertross) STUD PALURAPE

Grande Prêmio Roberto e Nelson Grimaldi Seabra, divulgada a 2ª parcela do ADDED


Lapidar

GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra (G1)

1 ADRYA DI JOB (Job Di Caroline) EDUARDO ASSALI ACHÓA
2 AROMA PERFEITO (USA) (Royal Academy) STUD YELLOW RIVER
3 EAKINS (Red Runner) MARIO MARQUEZ /TIAGO CASTELLANO
4 GOROROBA DO IPÊ (Caro Tordilho) CLÁUDIO MARQUES / FLÁVIO MEIRELLES
5 GRAND I ASK (Yagli) GIANNI FRANCO SAMAJA
6 HUNKA-HUNKA (Wild Event) HARAS DOCE VALE
7 INCHATILLON (Inexplicable) STUD ALVARENGA
8 LAPIDAR (Mastro Lorenzo) STUD PERFORMANCE
9 MURMANSK (IRE) (Dalakhani) HARAS FAZENDA BOA VISTA
10 PARIS-IT (Astor Place) STUD ARUBA
11 RENÂNIA (Redattore) HARAS TANGO
12 RUBIA STREET (Honey Street) STUD MO BAY
13 TIME TO FLY (Roi Normand) HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
14 VICTORIA BEACH (Torrential) STUD SANTA ROSA DE LIMA
15 VIRGO DANCER (Fantastic Dancer) STUD COLINA VERDE
* PARAPATIBUM (Nedawi) NÃO CONFIRMOU

Tolu é a atração da Mesa do Turfe deste sábado

Tolu estará na "Mesa" deste sábado !
O treinador Antonio Luiz "Tolu" Cintra Pereira confirmou presença e será a grande atração do programa Mesa do Turfe deste sábado.

Campeão da temporada 2010/2011 em Cidade Jardim, o destacado profissional conta com 8 inscrições na sabatina paulista ( dois estreantes) e o público turfista poderá conferir suas preciosas dicas e informações.

Com apresentação de Jair Balla e comentários de Renato Barros e Lucas Menezes, a Mesa do Turfe é levada ao ar, ao vivo, às 12h30, pela TV Jockey - canal 13 da Net Digital - pelas antenas parabólicas digitais e pelo site www.jockeysp.com.br.

Neste sábado, a partir das 12h, será realizado o sorteio das balizas das 4 provas de grupo I da semana do G.P. Brasil, com transmissão ao vivo pela TV Jockey.

Não perca !

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Cidade à venda nos EUA custa o mesmo que apartamento de três quartos em São Paulo

Com cerca de R$ 1,25 milhão é possível comprar um apartamento de três quartos em um bairro confortável de São Paulo. Com o mesmo valor, dá para ser dono de uma cidade inteira nos Estados Unidos.

Uma idosa chamada Twila Merrill pôs à venda sua propriedade de 46 acres, na Dakota do Sul. De brinde, o comprador leva a cidade de Scenic, que está dentro das posses da mulher.

A cidade conta com apenas oito habitantes e corre o risco de desaparecer do mapa. Seus bares, restaurantes, sua escola e cadeia estão desativadas.

Mas nem sempre foi assim. Scenic era uma pequena cidade do interior americano, como outra qualquer. “Os fazendeiros tinham grandes famílias e todos viviam aqui. No entanto, o emprego começou a desaparecer e o povo começou a deixar a cidade”, contou Leo Stangle, um dos remanescentes de Scenic, ao jornal Rapid City Journal.

Nem mesmo a dona da cidade vive em Scenic. Como está doente, Twila mora em Rochester, Minnesota. E, exatamente por isso, sua filha, LeeAnn Keester, convenceu a mãe a se ver livre de tudo.

“Tenho tantas lembranças das lojas e do bar. Trabalhei em todos os lugares aqui e cresci neste lugar. É triste ter de vender e vou sentir muita falta daqui. Espero que o comprador aproveite bem”, disse LeeAnn.

No entanto, não está tão fácil assim vender a cidade. Cerca de 700 carros passam pelo lugar todos os dias, mas poucos param. Menor ainda é o número de interessados.

Por isso, o preço da cidade, que já foi de US$ 3 milhões, caiu para “somente” US$ 800 mil

Uol Noticias

Ateus querem tirar cruz do Memorial do World Trade

Grupos ateus dos EUA anunciaram ação judicial para exigir a retirada de cruz feita com destroços do 11/09 do Memorial e Museu World Trade Center. Eles também querem que o símbolo católico seja retirado da exposição em homenagem às vítimas. A informação é do site "The Slatest"

Para esses grupos, a inclusão de cruzes viola a Constituição dos EUA por promover publicidade a uma única religião, o Cristianismo, em detrimento de outras. Eles afirmam que é uma forma de divulgação religiosa que não pode ser imposta pelo Estado.

Em resposta, a World Trade Center Memorial Foundation defendeu os monumentos, citados como "símbolos de conforto espiritual para milhares de trabalhadores que atuaram no resgate de vítimas do (chamado) Ground Zero."

A entidade disse que objetos de outras religiões também poderiam ser incluídos no memorial

Transc. Fl Sp

Opinion Poll vence o Goodwood Cup


A tradicional Goodwood Cup (G2) foi de Opinion Poll, da Godolphin
28/7/2011 - 12:20:31



As cores da Godolphin, envergadas por Frankie Dettori, se impuseram em um eletrizante final nos 3.200m da Artemis Goodwood Cup (G2), através (foto Goodwood) do cinco anos Opinion Poll (Halling e Ahead, por Shirley Heights), que tem como entraineur Mahmood Al Zarooni. O cavalo vinha de secundar Fame and Glory (Montjeu e Gryada, por Shirley Heights), nos 4.000m da Ascot Gold Cup (G1), que não correu hoje, e, no ano passado, foi o campeão dos 3.300m da Lndsale Cup (G2), em York.

A apenas cabeça, o segundo lugar ficou com outro defensor da Godolphin, Lost In The Moment (Danehill Dancer e Streetcar (In The Wings), mas preparado por Saeed bin Suroor. Seu jóquei foi William Buick.

O terceiro, pescoço atrás, terminou o nove anos Blue Bajan (Montjeu e Gentle Thoughts, por Darshaan), com Daniel Tudhope up, treinamento de David O'Meara e de propriedade de John Hollowood.

Fechando o quarteto que possibilitou toda a emoção final, dirigido pelo nosso Silvestre de Souza, a focinho de Blue Bajan, chegou o quatro anos Foaled (Dubawi e Kiltubber, por Sadler's Wells), do Sheik Hamdam Bin Mohammed Al Maktoum e preparado por Mark Johnston.

O tempo foi de 3:23:85.

Meeznah venceu o Lillie Langtry Stakes


Lillie Langtry foi uma mulher e atriz famosa na Inglaterra e nos Estados Unidos no século XIX e início do XX. Foi até vivida por Ava Gardner em um belo western assinado por John Huston que, no Brasil, recebeu o nome de "Juiz Roy Bean, o Homem da Lei".

Pois bem, em Glorious Goodwood, em seu Ladie's Day, tem uma prova de G3 para éguas de três anos e mais idade nos longos 2.800m, em sua homenagem.

Corrida nesta ultima quinta feira, teve ela como vencedora (foto Goodwood) a quatro anos Meeznah (Dynaformer e String Quartet, por Sadler's Wells), dirigida por Frankie Dettori, em grande jornada, treinada por David Lanigan e defensora das cores deSaif Ali & Saeed H. Altayer.

Ela chegou dois corpos e meio à frente da representante de Sua Alteza Aga Khan, a três anos Shankardeh (Azamour e Shalamantika, por Nashwan), dirigida por Christophe-Patrice Lemaire e treinada por Mikel Delzangles, que vinha de terceiro, em Saint-Cloud, nos 2.400m do Prix de Malleret (G2).

A terceira posição, quase três corpos depois, ficou com a quatro anos Motrice (Motivator e Entente Cordiale, por Affirmed), com Sebastian Sanders up, preparada por Mark Prescott e defensora das cores de Kirsten Rausing, mesma colocação que ela obteve nesta prova no ano passado.

O tempo foi de 2:57:61.

Big Bross estréia Untal na Madalena


Untal é do Stud Big Boss

o Stud Big Boss , reforçando seu plantel na Madalena, faz estreiar neste próximo domingo Untal – macho castanho de 08/09/2005, filho de Burooje (GB) e Grande One, criação do criação do Haras Garces Castellano, proprietário Stud Big Boss, treinador J.A.Barros.

Campanha.

18 Apresentações, 15 Cidade Jardim, 3 Tarumã.
3 Vitórias. 2 Cidade Jardim, 1 Tarumã.
12 Colocações.10 Cidade Jardim, 2 Tarumã.

Vitórias.

01 CLAIMING EU TAMBÉM – 2006, Cidade Jardim, 23/04/2011, 2000, GM
01 PREMIO, Tarumã, 17/07/2009, 1600, AE

01 PREMIO GRAN DODGE, Cidade Jardim, 25/10/2010, 2400, GF


por Chico Mendonça

É do Iguassu, o “nome” do GP Ipiranga


É do Iguassu, o “nome” do GP Ipiranga – Líder de geração no Paraná, É do Iguassu (Romarin), de criação e propriedade do Haras Rio Iguassu, venceu, em boa lei, o Clássico Pres. Vicente Renato Paolillo (L), que marcou o último teste para o GP Ipiranga (gr.I), que abre a Tríplice Coroa de Produtos, no mês de setembro, em Cidade Jardim. Em mais uma vitoriosa inscrição de Ademar de Barros Pereira, É do Iguassu, que foi conduzido por Ângelo Márcio Souza (outro revelado no Tarumã) agora é a “bola da vez” para a conquista da já citada corrida de graduação máxima

por Victor Corrêa

JCSP quer dar parte de chácara para quitar IPTU

Chácara do Jockey, hoje palco de festivais, pode ser negociada para acabar com dívida
Para se livrar de uma dívida de R$ 207 milhões de IPTU, o Jockey Club de São Paulo pretende negociar com a prefeitura uma área na Vila Sônia (zona oeste) conhecida como Chácara do Jockey.

O terreno de 150 mil m2 já havia sido decretado de utilidade pública pelo município para fins de desapropriação. A ideia é implantar um parque público ali.

Segundo o presidente do Jockey, Eduardo Azevedo, 62, o clube vai aderir ao PPI (Programa de Parcelamento Incentivado), o que deve baixar a dívida para R$ 80 milhões, após dedução de juros e multas. A expectativa de Azevedo é que o valor seja quitado na negociação com a prefeitura de 80% do terreno da chácara. Hoje o local sedia festivais de música.

SEDE SOCIAL

Para elevar a arrecadação do Jockey Club, Azevedo diz que há planos de atrair mais sócios, com a construção de áreas para negócios. A ideia é adaptar o espaço onde é hoje a arquibancada social para a construção de salas de reuniões e de conferências.

"Queremos fazer um clube de negócios dentro do Jockey, conservando todo o estilo arquitetônico", diz Azevedo. O Jockey é tombado pelo patrimônio histórico estadual e qualquer alteração deve ser aprovada pelo órgão.

Além disso, há outros projetos para tornar o Jockey um "clube classe AAA" em sua sede social, que fica na Cidade Jardim (zona oeste). Um deles é instalar spa, academia, cabeleireiro e outros equipamentos em área de cerca de 1.800 m2.

Outro projeto é o de construir uma piscina de 15 m x 14 m e aumentar o número de quadras de tênis de três para oito. "A piscina que temos hoje parece de condomínio."

Com isso, o clube quer chegar a ter 6.000 sócios pagantes. Hoje são 1.200.

As mudanças devem ser aprovadas pelos sócios em assembleia, mas a expectativa é que o projeto comece a ser implementado ainda neste ano. Os títulos são vendidos a R$ 5.000, além de taxa de transferência de R$ 25 mil.

O acesso de não sócios para assistir às corridas continuará livre.

Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Alta Vista, confirmada no “Barão”


Alta Vista

Foco de bastante atenção nos matinais realizados nesta quarta-feira, no Hipódromo do Tarumã, em Curitiba, a excelente Alta Vista, de criação do Haras Cifra e propriedade do Stud Galope, produziu um exercício visando a disputa do GP Barão de Piracicaba (gr.I), que, no próximo mês de agosto, abrirá a Tríplice Coroa de Éguas em São Paulo.

Luiz Duarte veio à capital paranaense especialmente para trabalhar a líder de geração em Cidade Jardim, e, segundo informações do treinador Amilton Aquino de Farias, o desempenho de Alta Vista foi dos melhores. “Foi melhor até do que nós imaginávamos para este trabalho. O Duarte se adaptou muito bem à potranca e gostou do que teve em suas mãos. E, assim, decidimos por voltar com ela no GP Barão de Piracicaba”, explicou Farias.

Vencedora do GP João Cecílio Ferraz (gr.I) em São Paulo, além de outros 3 páreos (sendo 2 graduados), Alta Vista, pertencente à primeira geração de Amigoni e neta do nacional Belo Colony, só perdeu em única oportunidade até aqui – quando escoltou a Old Tune no GP Margarida Polak Lara – Taça de Prata (gr.I), em sua mais recente exibição

por Victor Corrêa

Irati tem GP em 500 Metros, 30,31 de Julho e 01/08

Neste final de semana todos estão convidados a participar do Grande Prêmio na linda cidade de Irati Pr, dias 30,31,/07 a 01/08/2011 na distância de 500 metros, com 07 animais confirmados:

Confiram a relação dos animais confirmados para este gp:

Zé Bala – Irati Pr
Curucaca – Irati Pr
Estrela de Ouro – Irati Pr
Jiripoca – Imbituva Pr
Melhor Impossivel – Irati Pr
Uga Uga – Itapoá Sc
Tordilho – Imbituva Pr
Passeio dos animais prevista para as 17:00 hs do dia 30/07 seguido do jantar e arremates a partir das 20:00hs.

Para maiores informações: (42) 9974 0155 Gustavo Likes

Soretas

Hastapopoulos é o melhor na Copa ABCPCC e Conde Vic é bi no Governador do Estado

Disputado na tarde de ontem, 28/07, nos 1.609 metros da pista de areia encharcada do Hipódromo do Cristal, em Porto Alegre, o Grande Prêmio Copa ABCPCC - Copa Regional (gr.III), apresentou a surpreendente vitória, de ponta a ponta, de Hastapopoulos que, sob a tocada precisa de C.Machado e treinamento caprichado de H.P.Machado, cruzou o espelho com 2 corpos de vantagem sobre Hermano Lô, no tempo de 1:38.80

Speed War finalizou em 3º, Huellas de Arena chegou em 4º e Tirano Fly encerrou o reduzido lote.

De criação do Haras Capela de Santana e propriedade do Stud Final, Hastapopoulos é um 3 anos, filho de Ibero e Socialite (Choctaw Rige), que conta agora com duas vitórias em 4 saídas.

No Grande Prêmio Governador do Estado, handicap reservado à animais de pelagem tordilha, a vitória coube à Conde Vic, agora bi campeão desta prova.

Com M.B.Costa no comando das rédeas, o pupilo de H.P.Machado resistiu aos ataques de Príncipe dos Mares, para cruzar o disco de sentença 2 corpos à frente, na marca de 1:39 cravados.

Com 14 vitórias em 41 atuações, Conde Vic é um 6 anos, filho de Top Size e Iracema Bela (Roi Normand), de criação do Haras Di Cellius e propriedade de Flávio Obino Fº & Luiz Fernando Cirne Lima

transc. JCSP

Deirdre Panas

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Gipsy Bullet corre o Ipiranga

Outro animal que representará o turfe local no referido páreo será Gipsy Bullet (Romarin), de Paulo Rodolfo Fischer. Após finalizar numa boa quarta colocação no Clássico Pres. Vicente Renato Paolillo (L), onde arrematou bastante próximo do ganhador É do Iguassu, o pupilo de Márcio Gusso irá encarar a carreira de grupo I, nesta que será apenas a sua segunda tentativa na distância da milha

por Victor Corrêa

VÔO SOLO É O FAVORITO NA MELHOR PROVA DE DOMINGO, 31/07, NA MADALENA


Senhor Kirov, do Stud Big Boss, promete dificultar a vida de Vôo Solo mais uma vez


O Jockey Club de Pernambuco promoverá no próximo domingo, 31/07/2011, a 2ª.corrida da Temporada 2011/2012, em que se encontram inscritos vinte animais, divididos em quatro páreos, sendo três estreantes: Untal, 6 anos e uma vitória de turma e uma de claiming em Cidade Jardim/SP, além de mais uma vitória no Tarumã/PR; Up Hill King, filho de Exile King (USA) em égua Minstrel Glory (USA), 7 anos e seis vitórias na Gávea/RJ e em Cidade Jardim/SP, sendo três de claiming; e Ilmar, um First American (USA) em égua Ghadeer (FRA), 5 anos e nove vitórias, sendo seis de claiming, que impressiona pela evolução em sua campanha.

Os páreos terão início às 14:30 e término programado para as 16:30, com promessa de muitas emoções para mais uma agradável tarde de turfe. Venha e traga a sua família, pois Domingo é Dia de Jockey e o Turfe é a Sua Melhor Diversão.
A seguir, as indicações de cada páreo. Boa sorte!

TEMPORADA 2011/2012
PROGRAMA DA 3ª CORRIDA
DOMINGO, 31/07/2011

1º Páreo – 1500 mts.- 14:30 Hs.
1- UNTAL 52 1 EST
2- PERSONALIDADE 53 2
3- UP HILL KING 52 3 EST
4- SENTIMENTO 58 4
5- EFFUSE 55 5
Indicações: Sentimento – Personalidade (4-2)
Sentimento vem de boa corrida na turma de cima e é a indicação que se impõe nesta prova de abertura. Personalidade, que vem de apertar Zucco, cada dia corre mais, e pode endurecer a parada. Dos estreantes, Up Hill King já derrotou inclusive Phyllípos, recentemente na Gávea/RJ e Untal, que prefere a relva e as distâncias mais alentadas, ficam para os caçadores de pules altas.

2º Páreo – 1600 mts.- 15:10 Hs.
1- VALET DI JOSEFINE 58 1
2- LIKE LORAN 58 2
3- PHYLLÍPOS 58 3
4- SEASON THUNDER 55 4
5- DEUZEITO 55 5
Indicações: Phyllípos – Like Loran (3-2)
Phyllípos, da forma como venceu na estreia, vai à repetição, apesar do aumento da distância. Like Loran, que já enfrentou turmas mais encorpadas, fica para a formação da dupla. Os demais ajudam a equilibrar o páreo, tendo a sua parcela de chance.

3º Páreo -1600 mts.- 15:50 Hs.
1- FILHO DO SUCESSO 55 1
2- ILMAR 52 2 EST
3- TANGO 55 3
4- MILWALKER 52 4
5- DON LOPES 55 5
Indicações: Ilmar – Don Lopes (2-5)
É aguardada com expectativa a estreia de Ilmar. Um animal que fez campanha de claimings, mas quando abriu corrida, enfrentava de igual para igual alguns dos melhores milheiros da areia da Gávea/RJ. Carrega o crivo da equipe do São José dos Bastiões e ficará com a nossa indicação para a ponta. Para a dupla, Don Lopes, caindo de enturmação. Tango vem de bela vitória contra Dauntless Emblem, subiu de turma e enfrenta uma parada dura desta feita. Pode surpreender. Filho de Sucesso, correndo as suas coisas, fica para os caçadores de pules altas.

4º Páreo – 1200 mts.- 16:30 Hs
1- DAUNTLESS EMBLEM 52 1
2- VÔO SOLO 58 2
3- VUFT 54 3
4- SENHOR KIROV 55 4
5- O MELHOR 52 5
Indicações: Vôo Solo – Senhor Kirov (2-4)
Vôo Solo pegou pela proa na última nada menos que Abmael, que igualou o recorde da distância de 1.000 metros, e Trem Bão, exigiu empenho do tordilho. Agora, numa turma mais camarada, é a força, apesar de ser o top weight da ocasião. Para a dupla, ficaremos entre Senhor Kirov e Dauntless Emblem, que voltou de para correndo um pouco menos. Vai à reabilitação.

Dicas do Dr. Marcação:
A Barbada do Programa: 4º.P: Vôo Solo (2)
A Melhor Dupla: 3º.P: Ilmar – Don Lopes (2-5)
As Melhores Alternativas: 1º.P: Up Hill King (3); 2º.P: Like Loran (2); 3º.P: Don Lopes (5); 4º.P: Dauntless Emblem (1)
A Acumulada Combinada: 1º.P: Sentimento (4); 3º.P: Ilmar (2); 4º.P: Vôo Solo (2)

poR Fabio Camara

Berlino Di Tiger na ponta dos cascos para o Suckow


Berlino Di Tiger na ponta dos cascos para o Suckow

Recente vencedor do Copa Velocidade ABCPCC (G3), em São Paulo, superando Desejado Thunder (Stud Alvarenga), Berlino Di Tiger virá no "último furo" para a disputa do Grande Prêmio Major Suckow (G1).

Filho de Tiger Heart e Rainha da Bateria, por Torrential, o alazão criado pelo Haras Curitibano, que vem de três triunfos a fio, deverá embarcar para a Gávea na próxima quinta-feira, dia 4 de agosto, logo após seu apronto final, que deve acontecer no máximo na terça que antecede o o importante clássico.

Sérgio Dornelles, treinador do potro, está empolgado com a evolução do defensor do Stud Sampaio:

“Ele só faz melhorar. A cada trabalho impressiona mais. Claro que o páreo é forte, Desejado Thunder é um animal brilhante e agora corre em casa, mas meu potro está tinindo, muito bem mesmo, e espero uma boa disputa pela vitória.” Disse.

Berlino Di Tiger terá a condução do jóquei Ivaldo Santana e será a única inscrição do treinador S. Dornelles no meeting do GP Brasil.

GOOD TIGER

FEATURE venceu a Prova Especial “DINO BERTOLDI



FEATURE venceu a Prova Especial “DINO BERTOLDI”
Foi disputada na última sexta-feira a Prova Especial “Dino Bertoldi”, destinada a éguas de três ou mais anos. Participaram da prova cinco competidoras.

Fading Wave largou melhor, tentando assumir a primeira colocação ao lado de Jurerê e Mary Lou. Aos 1.400m, Fading Wave chegou a abrir alguns corpos de vantagem para as demais competidoras. Serra Pelada e Feature, seguiam, nesta ordem, nas últimas colocações. Durante a grande curva, todos os animais ficaram muito próximos. Na entrada da reta de chegada, Feature aproveitou o fôlego que estava reservado e avançou por fora, dominando a carreira. Ela abriu grande vantagem e a partir dos 300 metros finais já tinha a vitória garantida. A briga ficou, então, para a segunda colocação, entre Mary Lou e Serra Pelada. A poucos metros da chegada, Serra Pelada atropelou e completou a dupla, seguida de Mary Lou, Fading Wave e Jurerê. Os 1.600 metros foram percorridos em 1′41”2 minuto.

Feature, de propriedade e criação do Stud A.M.L., foi pilotada por B. Ardiles e é treinada por L. R. Feltran.

Nos bastidores do Tarumã


Alta Vista vencendo o seu grupo I

Foco de bastante atenção nos matinais realizados nesta quarta-feira, no Hipódromo do Tarumã, em Curitiba, a excelente Alta Vista, de criação do Haras Cifra e propriedade do Stud Galope, produziu um exercício visando a disputa do GP Barão de Piracicaba (gr.I), que, no próximo mês de agosto, abrirá a Tríplice Coroa de Éguas em São Paulo.

Luiz Duarte veio à capital paranaense especialmente para trabalhar a líder de geração em Cidade Jardim, e, segundo informações do treinador Amilton Aquino de Farias, o desempenho de Alta Vista foi dos melhores. “Foi melhor até do que nós imaginávamos para este trabalho. O Duarte se adaptou muito bem à potranca e gostou do que teve em suas mãos. E, assim, decidimos por voltar com ela no GP Barão de Piracicaba”, explicou Farias.

Vencedora do GP João Cecílio Ferraz (gr.I) em São Paulo, além de outros 3 páreos (sendo 2 graduados), Alta Vista, pertencente à primeira geração de Amigoni e neta do nacional Belo Colony, só perdeu em única oportunidade até aqui – quando escoltou a Old Tune no GP Margarida Polak Lara – Taça de Prata (gr.I), em sua mais recente exibição.

Confira abaixo mais notícias vindas dos “bastidores do Tarumã”.

Fracasso sem motivo aparente – A qualificada Luccica Fortuna (Tiger Heart), criada pelo Haras Santarém e defensora do Stud Avanti Tricolori, não acusou nenhuma anormalidade ou problema nos exames realizados após a sua exibição no Clássico Emerald Hill (L), onde rendeu bem aquém do esperado. Tudo segue normalmente com a pensionista de Márcio Ferreira Gusso que, no entanto, não será inscrita no GP Barão de Piracicaba (gr.I).

Comissão e treinadores reunidos – Estiveram em reunião no início desta semana os treinadores radicados no Jockey Club do Paraná e a Comissão de Turfe da entidade. O principal motivo do encontro seria um debate sobre as dificuldades encontradas na tentativa de se formar uma programação para esta sexta-feira (não haverá corridas em Curitiba esta semana).

É do Iguassu, o “nome” do GP Ipiranga – Líder de geração no Paraná, É do Iguassu (Romarin), de criação e propriedade do Haras Rio Iguassu, venceu, em boa lei, o Clássico Pres. Vicente Renato Paolillo (L), que marcou o último teste para o GP Ipiranga (gr.I), que abre a Tríplice Coroa de Produtos, no mês de setembro, em Cidade Jardim. Em mais uma vitoriosa inscrição de Ademar de Barros Pereira, É do Iguassu, que foi conduzido por Ângelo Márcio Souza (outro revelado no Tarumã) agora é a “bola da vez” para a conquista da já citada corrida de graduação máxima.

E por falar em Ipiranga... – Outro animal que representará o turfe local no referido páreo será Gipsy Bullet (Romarin), de Paulo Rodolfo Fischer. Após finalizar numa boa quarta colocação no Clássico Pres. Vicente Renato Paolillo (L), onde arrematou bastante próximo do ganhador É do Iguassu, o pupilo de Márcio Gusso irá encarar a carreira de grupo I, nesta que será apenas a sua segunda tentativa na distância da milha.

por Victor Corrêa

Requinto vence o Molecomb Stakes


Para produtos de dois anos, foi corrida a última graded race do dia em Goodwood: os 1.000m do Molecomb Stakes (G3).

Requinto (Dansili e Damson, por Entrepeneur), foto Racint Post, treinado por David Wachman, dirigido por Wayne-Martin Lordan e pertencente ao trio Tabor-Smith-Mrs. John Magnier, foi o firme ganhador com mais de um corpo sobre o segundo colocado. Foi a sua terceira vitória e ele vinha de ganhar em Tipperary, o quilômetro do Tipperary Stakes L.).

Burwaaz (Excceed and Excel e Nidhaal, por Obervartory), defensor das cores do Sheik Hamdam Al Maktoum, foi o segundo com Richard Hills up e preparado por Edward Dunlop.

A terceira colocação, pescoço atrás, ficou com Charles The Grxeat (Holy Roman Emperor e Jojeema, por Barathea).

O tempo foi de 57:51.

Marginal venceu GP de São Gabriel


Deu MARGINAL na final do GP em homenagem a MARIA COIMBRA e MILTON MARQUES, Marginal é propriedade do Sidinei e Parceria (Rosario do Sul), seu treinador é o Romulo e foi pilotado pelo Mateus.


Cancha Reta

Tortura em Julgamento

Seis testemunhas relataram nesta quarta-feira (27), no fórum João Mendes, centro de São Paulo, as torturas que Carlos Alberto Brilhante Ustra, coronel reformado do Exército, teria cometido durante a ditadura militar. Os depoimentos foram colhidos durante audiência sobre a morte do jornalista Luiz Eduardo Merlino, em processo movido pela família da vítima contra Ustra.

Merlino morreu em julho de 1971, quando estava com 23 anos. Na época, o jornalista trabalhava no "Jornal da Tarde" e militava no POC (Partido Operário Comunista). A versão dos militares para sua morte foi de que ele teria cometido suicídio, ao se jogar contra um caminhão na BR-116, no município de Jacupiranga (SP).

As testemunhas foram arroladas pela família Merlino para provar que Ustra pessoalmente torturou e matou o jornalista no Destacamento de Operações de Informações do Centro de Operação de Defesa Interna (Doi-Codi) do 2º Exército, na capital paulista, onde centenas de militantes foram presos e dezenas, mortos --Ustra comandou o Doi-Codi entre 1969 e 1973.

A ação, movida pela irmã do jornalista, Regina Maria Merlino Dias de Almeida, e sua ex-companheira, Angela Mendes de Almeida, tem como objetivo o reconhecimento, pelo Estado brasileiro, de que o coronel foi torturador, assim como já ocorreu no Tribunal de Justiça de São Paulo em 2008, após ação da família Teles. No mesmo ano, a defesa do TJ-SP conseguiu extinguir uma ação de mesmo caráter movida pela família Merlino. A ação atual prevê o pagamento de R$ 5.000 em indenização por danos morais.

A audiência de hoje foi fechada para a imprensa. Somente os familiares da vítima e os advogados das partes presenciaram os depoimentos. Foram ouvidos o ex-ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos Paulo Vanucchi, o escritor e jornalista Joel Rufino dos Santos e os companheiros de partido de Merlino, Otacílio Cecchini, Eleonora Menicucci de Oliveira, Laurindo Junqueira Filho e Leane de Almeida.

Depoimentos
Segundo a jornalista Tatiana Merlino, sobrinha de Luiz Eduardo e filha de Regina, que acompanhou a audiência, Vanucchi relatou que viu o momento em que Merlino foi colocado, todo machucado, em uma escrivaninha, que estava em frente às celas do Doi-Codi, com a perna azulada, aparentando estar gangrenada. O ex-ministro afirmou que o jornalista foi torturado pelo próprio Ustra.

De acordo com Tatiana, Leane de Almeida disse que também foi torturada pessoalmente por Ustra e que as sessões de espancamento contra ela só terminaram com a chegada de Merlino, que passou a ser o alvo dos militares. A militante afirmou ainda que viu o momento em que Merlino, aparentemente morto, foi colocado dentro do porta mala de um carro dos militares.

Eleonora de Oliveira contou na sessão que foi torturada junto com Merlino, ela na cadeira do dragão (cadeira elétrica), ele no pau de arara (barra de ferro em que o torturado fica pendurado e é submetido a outras agressões). Os militares teriam cometido as torturas simultaneamente para cruzar as informações arrancadas das vítimas. Ainda segundo a jornalista, o militante Laurindo Junqueira relatou que foi submetido ao mesmo método.

Otacílio Cecchini afirmou ter visto a mesma cena que Vanucchi, quando Merlino apareceu com a perna azulada. Segundo Tatiana Merlino, Cecchini contou, em seu depoimento, que estava sendo torturado por Ustra quando o coronel recebeu uma ligação do Exército, dizendo que a perna de Merlino teria que ser amputada e perguntando se a família do jornalista deveria ser avisada. O militar teria dito que não.

Por fim, Joel Rufino dos Santos disse ter ouvido de um torturador que não amputaram a perna de Merlino e deixaram o jornalista morrer, informou Tatiana. Ricardo Prata Soares, a última testemunha de acusação, mora no Rio Grande do Norte e será ouvido por carta precatória –quando um juiz do local colhe o depoimento e envia a transcrição para o tribunal onde o processo está sendo julgado.

As testemunhas arroladas pela defesa de Ustra, que também serão ouvidas por carta precatória, são o presidente do Senado, José Sarney, o ex-ministro Jarbas Passarinho, um coronel e três generais da reserva do Exército brasileiro, Gélio Augusto Barbosa Fregapani Paulo Chagas, Raymundo Maximiano Negrão Torres e Valter Bischoff.

Em reportagem publicada hoje pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, o advogado Paulo Esteves disse que Sarney foi arrolado para falar da Lei da Anistia, que ele ajudou a aprovar em 1979, e não sobre as acusações contra Ustra. Na mesma reportagem, a assessoria do senador disse que ele não irá depor e que o convite é uma estratégia da defesa para protelar uma definição sobre o caso.

Tatiana Merlino afirmou que a estratégia da defesa é equivocada, já que a Lei da Anistia ---que isenta presos políticos e militares de crimes cometidos durante a ditadura --só se aplica à esfera penal, e não na cível. “Queremos que ele seja reconhecido como torturador. A ação é indenizatória, mas se a gente ganhar, não queremos nenhum tostão. Vamos doar o dinheiro para uma entidade de direitos humanos”, diz.

Versão de Ustra
Apontando pelos perseguidos políticos como uma das figuras mais cruéis dos anos de chumbo, Ustra já se defendeu publicamente das acusações em várias ocasiões. Em 2009, o coronel divulgou uma carta intitulada “O Bode Expiatório”, que foi reeditada no início deste mês. No documento (que pode ser acessado aqui), Ustra nega as torturas e diz que agiu dentro da lei.

Sobre Merlino, o coronel diz que a morte foi fruto de um suicídio. “[Merlino] foi transportado em um automóvel para o Rio Grande do Sul, a fim de ali proceder ao reconhecimento de alguns contatos que mantinha com militantes. Na rodovia BR-116, na altura da cidade de Jacupiranga, a equipe de agentes que o transportava parou para um lanche ou um café. Aproveitando uma distração da equipe, Merlino, na tentativa de fuga, lançou-se na frente de um veículo que trafegava pela rodovia. Se bem me lembro, não foi possível a identificação do veículo que o atropelou. Faleceu no dia 19.jul.1971, às 19h30, na rodovia BR-116, vítima de atropelamento

por Guilherme Balza

Frankel. Racing Post dá 137 de rating a Frankel após o seu show hoje em Goodwood



O Racing Post já anunciou ter dado 137 libras para o fenomenal Frankel (Galileo e Kind, por Danehill), após a sua impressionante vitória esta tarde no Sussex Stakes (G1), sendo apenas uma libra abaixo a que o RP deu, nesta mesma época da temporada, a Sea The Stars, que foi de 138, desde que começou a fazê-lo.

Já se anuncia que o handicapper inglês responsável pelos ratings, Dominic Gardiner-Will, representando a BHA, deverá dar, por suas próprias palavras, ou 134 ou 135 para o potro de Khalid Abdullah. Com isso, ele passa a ser o melhor cavalo do mundo da atualidade para ele, deixando para trás a velocista ausrtraliana, Black Caviar que, dos australianos, recebeu 130.

Seu treinador, Sir Henry Cecil, depois de anunciar que possivelmente Frankel só deverá correr mais uma vez este ano (a milha do Queen Elizabeth Stakes, G1, em Ascot, no dia 15 de outubro) e que ainda não está decidido se ele continuará em campanha aos quatro anos, declarou que não é somente o melhor cavalo que ele jamais treinou como o melhor que ele viu correr.

A lembrar que, entre outros cavalos e éguas por ele treinados, lemos os nomes de Oh So Sharp, Bosra Sham, Wollow, Ardross, Indian Skimmer, Slip Anchor, Reference Point, Diesis, Kris, Diminuendo, Snow Bride e Old Vic.

Mandjula encerra campanha


Vencedora de cinco provas, em 17 apresentações, incluindo os GPs Adayr Eiras de Araújo – Taça Onze de Julho (G2) e Euvaldo Lodi (G3), Mandjula (foto) teve sua campanha oficialmente encerrada.

A alazã sofreu um contratempo no tendão e será levada para a reprodução. Filha de Roi Normand e Sea World, por Midnight Tiger, Mandjula defendeu as cores do Stud LECCA nas pistas e foi criada pelo Haras São José e Expedictus, onde servirá como reprodutora.

Por Celson Afonso – Foto: Davi Oliveira

São José dos Bastiões estreia Ilmar na Madalena


Ilmar: É do Stud São José dos Bastiões

com 9 vitórias entre Gávea e Cidade Jardim estréia no próximo domingo na Madalena o anima Ilmar – macho castanho de 11/09. 2006, filho de First American (USA) e Louquinhaporti. Criação do Haras Simpatia. Proprietário Stud São José dos Bastiões treinador Sérgio Paiva.

Campanha.

29 Apresentações,15 Gávea, 14 Cidade Jardim.
9 Vitórias, 6 Gávea, 3 Cidade Jardim.
12 Colocações, 8 Gávea, 4 Cidade Jardim.

01 PREMIO JOE BRAVO (2008), Gávea, 14/02/2011, 1500, AB
01 PREMIO EMERALD HILL – 1978, Gávea, 13/03/2011, 1500, GM
01 CLAIMING PONS(ARG) – 1928, Gávea, 06/05/2011, 1600, AB
01 CLAIMING NAYARA GOLD – 2006, Cidade Jardim, 05/12/2009, 1400, AP
01 CLAIMING TALK IT OVER – 2008, Cidade Jardim, 03/01/2010, 1400, AP
01 CLAIMING REI CHACO, Cidade Jardim, 16/10/2009, 1200, AP
01 CLAIMING HULA HOOP, Gávea, 27/09/2010, 1500, AP
01 CLAIMING ZAGA, Gávea, 01/11/2010, 1300, AP
01 CLAIMING FRANCISCO BRAGA (MUSICA), Gávea, 19/11/2010, 1400, Al

por Chico Mendonça

Cristal Indicações e Comentários para as carreiras de hoje, 28/07

1º Beauty More traz ótima campanha na bagagem e deve vencer. Apostador na última se envolveu em uma luta suicida e agora deve chegar entre os primeiros. Top Twister e Ignitus também podem sonhar com o topo do placar. Virgilio Danz é bom nome nas trifetas.

BEAUTY MORE – APOSTADOR (2-5) TOP TWISTER – IGNITUS

2º Big Inalcançável e Hiper Genial devem decidir a parada por aqui. Unabambina Danz tem trabalhos animadores e pode surpreender as favoritas. Tarde do Sol, Fantasia do Sissi e Águia Máxima surgem como bons azares.

BIG INALCANÇÁVEL – HIPER GENIAL (1-8) UNABAMBINA DANZ – TARDE DO SOL

3º Duke Herói entra em pista na condição de favorito, mas muito longe de ser barbada. The Falcon é dotado de ótima velocidade e pode prender de pau a pau. Ninja do Sul é tido alta conta e sua parceria esta confiante na vitória. Atrevido pegou boa baliza e pode vencer com pule boa. Olho no canter de Alemão e A Magic.

DUKE HERÓI – THE FALCON (5-4) NINJA DO SUL – ATREVIDO

4º Príncipe Dos Mares é cavalo de muita categoria e contará com nossa indicação. Conde Vic é especialista na distância e pode conquistar o bi-campeonato desta prova. Il Giornalino também vai para a pista com amplas possibilidades de vitória. Ton Lua não sentindo o longo período de inatividade pode surpreender. Blessed Nugget e Chairman vão correr na espera de um milagre.

PRÍNCIPE DOS MARES – CONDE VIC (5-6) – IL GIORNALINO – TON LUA

5º Hermano Lô é o atual líder da geração e com certeza será um osso duro de roer. Speed War e Tirano Fly são inimigos temíveis. Huellas de Arena vai correr acomodada e no final pode se apresentar.

HERMANO LÔ – SPEED WAR (1-2) TIRANO FLY – HUELLAS DE ARENA

6º Turumbamba retorna tinindo da Tablada e acreditamos que venderá caro a derrota. Teves mesmo retornando de cura deve ser encarado como inimigo. Makiko folgando na frente pode endurecer a parada. Ricrut Famous aprontou muito bem e sua vitória não seria surpresa. Juvêncio é outro que é muito veloz e que vai apreciar a distância. Olho vivo em Young Peter e Axio.

TURUMBAMBA – TEVES (6-10) MAKIKO – RICRUT FAMOUS

7º As estreantes Walf Panther e Miss Fast não sentindo as emoções de estréia devem chegar brigando pela vitória. Sociedade Anônima deu uma refrescada e volta tinindo. Elenor esta sempre por perto e qualquer hora dessas vai vencer. Princesa Cuadreira e Samba das Bahia retornam do Amorim melhoradas e são opções aos engatados. Jaboticaba e Linda Vigilante podem engordar as trifetas.

WALF PANTHER – MISS FAST (4-2) SOCIEDADE ANÔNIMA – ELENOR

8º Spring Thunder chega pronto da Tablada e com fama das melhores. Craque Frontin na última custou a entregar o ouro, e desta feita pode parar só depois do disco. Sião é outro que retorna melhorado e que pode vencer. Negro de Aço tem raça de ligeiros e deve ser analisado com carinho. Olho vivo em Quick Runner e Sonho Real, pois ambos terão um “train” de carreira favorável.

SPRING THUNDER – CRAQUE DE FRONTIN (3-9) SIÃO – NEGRO DE AÇO

9º Guarda é o puro retrospecto e deverá chegar lutando pelo lugar mais alto do placar. Silverinha procede das retas e pode largar e apagar a vela. Urbino Danz é inimigo mesmo em distância desfavorável. Desert Tiger largando bem tem que ser respeitado. Climaco e Uragano Danz surgem como azares viáveis.

GUARDA – SILVERINHA (4 -1) URBINO DANZ – DESERT TIGER

Nos bastidores da Gávea

1 - Esse final de semana não teremos corridas na Gávea, fato esse inédito. A paralisação das corridas fez valer a união dos profissionais do turfe em busca dos seus direitos, como a Caixa Beneficente e pelo Plano de Saúde. Esperamos que as reivindicações sejam atendidas, senão a coisa irá tomar outro rumo.

2 - Verde-Mar, cavalo do Stud Estrela Energia, ganhou mais uma na Suécia, com direção de Romar Barros e preparo de Fabricio Borges. O ex-aprendiz da Gávea D.Barros solicitou matrícula naquele país e deverá estrear logo em território europeu.

3 - O jóquei L.Abreu está trabalhando na Alemanha, onde deverá montar para um grande proprietário de lá.

4 - Se tudo correr bem, devemos ter um GP Brasil com bom número de páreos, e muitos animais do PR e SP.

5 - Errata: Na semana passada havia escrito que Top Art irá correr de lasix, mas ele não irá com a medicação, pois não é permitido no "Cidade maravilhosa".

6 - As surpresas do GP Brasil foram as inscrições de Nenen do Papai e I Want The Glory. Gostaria de parabenizar os proprietários pela ousadia. A ambiçao caminha com o sucesso, boa sorte aos animais.

7 - Tônemaí, de propriedade do Presidente Lecca, correrá o GP Brasil. Será que vai ser vaiado ou aplaudido no cânter?

8 - Notícia boa foi ver a inscrição do Haras Faxina no clássico de fundistas. Terá a parelha Vulkan e Wonderfull Faxina, e os jóqueis serão A.Queiroz e C.Lavor, com preparo de A.Goulart.

9 - A aprendiz Marcelle Martins vem melhorando a cada corrida, venceu com Truck Fast na sexta feira, no ótimo preparo de M.R.Lopes, que repicou seu pupilo e obteve êxito mesmo forçando turma.

10 - Universal Gipsy, de propriedade do Stud Alvarenga, e preparo nota 10 de Alcides Morales, venceu e convenceu, ganhando numa marca incomum nos dias de hoje, baixando de 1:12 nos 1200 metros.

11 - Corsario Force, treinado por C.Oliveira, ganhou mais uma corrida para a simpática farda do Stud Seralucia. Cristiano vem monstrando ótimo desempenho e aproveitamento, e para quem não sabe ele é flho de Adail Oliveira.

12 - Charlevoix ganhou a Prova Especial Groove, que por feliz coincidência era montado também por J.Leme e treinado por C.Morgado Neto. Jorge Leme esteve perfeito no dorso do defensor do Stud Rio Calçado.

13 - Bem Jogada ganhou aos esbarros, a filha de Implexo, treinada pela simpática Cristina Resende largou e acabou com dreção de M.Cardoso, mas parece que ninguém leu o programa, pois ela foi muito mal jogada nas apostas.

14 - Lapidar e Sol de Angra terão a direção de Dalto Duarte na semana máxima do GP Brasil.

15 - Quadriball, do Stud FBL, será pilotado por Tiago Josué Pereira no Taça Cidade Maravilhosa.

16 - Naturalizado, um dos cavalos mais bonitos nos matinais, enfim confirmou seus excelentes trabalhos, numa bela direção de C.G.Netto, e preparo de D.Netto, fazendo a alegria do titular do Fazenda e Haras Harmonia.

17 - O aprendiz A.F.Mattos passará a 1ª categoria na semana máxima, e assim sendo, também poderá montar pesos especiais, handicaps e clássicos.

18 - T.J. Pereira chega ao Brasil dia 2 de Agosto, desembarcando em Porto Algre, e chega no Rio dia 4 , às 10 horas. Tiago estará no Brasil na semana máxima, confirmando assim as suas montarias.

por Leandro Mancuso

JCB - Novo e surpreendente aumento de prêmios

JCB - Novo e surpreendente aumento de prêmios - [27/07/2011]


Está no site do Jockey Club Brasileiro: o presidente Costa Carvalho resolveu, surpreendentemente, da noite para o dia, dar um novo aumento de prêmios dos páreos comuns da Gávea a partir de agosto. Nada contra. Aumentos de prêmios são sempre bem-vindos.

Não só bem-vindos, como reveladores de três aspectos do comportamento da atual administração do Jockey Club Brasileiro. A saber:

1º) O de que toda instituição dirigida de forma autocrática, só reage diante das pressões legítimas da opinião pública, interna e externa. Lamenta-se, apenas, que tenha tido que ocorrer a paralisação das corridas esta semana, para que isso se tornasse evidente.

2º) O de que recursos para dar, não somente este, mas muitos outros aumentos de prêmios, além de recuperar inteiramente o hipódromo, existem de forma abundante no caixa do clube.

Segundo o próprio presidente informou na AGO de aprovação de suas contas, cancelada por decisão da Justiça do país, o Jockey Club Brasileiro tem R$ 14 milhões (equivalentes a US$ 9.150,000) em caixa. Verdade ou não, já que as contas continuam pendentes de aprovação, é uma quantia de respeito.

3º) Que, diante dessa verdadeira fortuna, não se justifica, de nenhuma forma, cortar cerca de R$ 26.000,00 mensais do seguro saúde dos profissionais do turfe, fechar sua Caixa Beneficente, continuar tomando indiscriminadamente as cocheiras de treinadores e comodatários sem pôr nada no lugar, e muito menos colocar na rua da amargura as dezenas de famílias que ali vivem, algumas delas, há nada menos que quatro gerações.

Os proprietários de cavalos de corrida do Rio de Janeiro agradecem a “súbita” generosidade do presidente do clube, que suaviza a perversa relação hoje existente entre prêmios e o custo do trato mensal dos animais.

A ACPCPSI, entretanto, continuará em sua luta para ver os 1.945 boxes das cocheiras da Gávea totalmente ocupados, as vilas hípicas preservadas, o movimento geral de apostas (MGA) gerenciado no sentido de sua expansão, os profissionais convenientemente assistidos, todos os empregos garantidos, e o turfe do Rio de Janeiro, voltando, afinal, a caminhar por suas próprias pernas.

Este é o compromisso dos proprietários de cavalos de corrida do Rio de Janeiro.

ACPCPSI
Diretoria

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sandra Houben

ANGELICA WESTIN

Movimentos sociais pedem afastamento de juiz que investiga assassinato de casal no Pará

Movimentos sociais e parentes de José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo Silva, assassinados em maio último no sudeste do Pará, querem o afastamento do juiz responsável pelo processo que apura a morte do casal de extrativistas.

As organizações pedem que o juiz Murilo Lemos Leão, da 4ª Vara Penal de Marabá (PA), seja substituído ou que o processo seja federalizado.

Durante as investigações, o juiz negou por duas vezes o pedido de prisão preventiva de três suspeitos, que depois foram apontados pela Polícia Civil como responsáveis pelas mortes: o fazendeiro José Rodrigues Moreira, suspeito de ser o mandante do crime, e os possíveis executores Lindon Jonhson Silva Rocha e Alberto Lopes do Nascimento.

Mesmo depois da conclusão do inquérito policial, o pedido de prisão ainda não foi acatado.

“Ao negar a decretação da prisão dos acusado por duas vezes, o juiz contribuiu para que eles fugissem da região. Agora, mesmo que seja decretada, a prisão do grupo se torna ainda mais difícil”, assinalam organizações, em nota.

Entre as entidades que assinam o manifesto, estão a Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Se o Judiciário do Pará não aceitar trocar o juiz que conduz o caso, o grupo pretende levar ao Ministério Público Federal o pedido de federalização do processo.

“Na esfera federal, espera-se que a apuração seja mais ampla e que todos os responsáveis sejam devidamente identificados e presos, dando dessa forma a tranquilidade necessária para o prosseguimento da ação penal”, destacam as entidades, na nota.

Silvestre de Souza brilha em Glorious Goodwood




Na primeira prova de grupo da grande semana de Goodwood, conhecida como Glorious Goodwood, brilhou o jóquei brasileiro Silvestre de Souza.

Foi ele quem levou ao vencedor Namibian (Cape Cross e Disco Volante, por Sadler's Wells), preparado por Mark Johnston e de propriedade do Sheik Hamdam Bin Mohammed Al Maktoum, nos 2.400m do Gordon Stakes (G3), para produtos de três anos. Namibian e Silvestre de Souza vinham de ganhar, em Ascot, os 3.200m do Queen's Vase (G3).

Ele cruzou o disco, depois de grande luta (foto Racing Post), com pescoço à frente de Solar Sky (Galileo e La Sky, por Law Society), com Tom Queally uo, treinamento de Sir Henry Cecil e propriedade do Lordship Stud, exatamente o segundo no citado Queen's Vase (G3) e a igual diferença.

O terceiro posto, sete corpos atrás, foi de Egernal Heart (Alhaarth e Hanani, por Hernando), direção de Joe Fanning, do mesmo treinador de Namibian e defensor de Mrs. Joan Kenney.

.

Lages, GP dia 30 e 31 de Julho e 01 de Agosto


Estão alojados e deverão participar do GP Cidade de Lages-SC as seguintes parcerias: Stud Aparicio(Lages), Stud Mandrake(Curitiba), Leolino Alberton(Palmeira das Missões), Coronel e Eloi Queje(Faz. Rio Grande), Stud 13(Tupanciretã), Antonio Nunes(Lauro Muller), Osni Fraga(Ituporanga) e Stud Boi Na Brasa(Lages). A confirmação dos participantes é na Sexta-Feira as 21:00, no Sábado as 17:00 tem a apresentação dos participantes e as 21:00 inicio dos remates no tattersall do Jockey Club, no Domingo as 16:00 inicio das eliminatórias e a final é na Segunda-Feira as 15:00.,

Canchareta

'Ginasta mendigo' é contratado por milionário chinês

Zhang Shangwu, o ‘ginasta mendigo’, acaba de ser contratado como preparador físico do milionário chinês Chen Guangbiao, conhecidos por suas boas ações midiáticas. Zhang é um ex-ginasta chinês que ganhou notoriedade na mídia internacional nas últimas semanas após descobrirem que ele estava morando na rua desde abril, quando acabou de cumprir sua pena por roubo. As informações são do jornal espanhol Marca.

O ex-ginasta, que ficou quatro anos na prisão por roubo de aparelhos em uma escola de educação física e chegou a conquistar bons resultados na infância no esporte, vai ser responsável por ajudar os conhecidos e alguns empregados do milionário chinês a manterem a forma física, segundo informações do jornal chinês “South China Morning Post”, reveladas pelo período espanhol.

Nascido em uma família humilde, o ginasta chegou a treinar com estrelas chinesas da modalidade como Yang Mei, porém um grave lesão no tendão de Aquiles e a falta de oportunidade de cursar uma universidade impediram que Zhang tivesse sucesso no esporte

Cristal, Indicações e comentários para as carreiras de quinta, 28/07

1º Beauty More traz ótima campanha na bagagem e deve vencer. Apostador na última se envolveu em uma luta suicida e agora deve chegar entre os primeiros. Top Twister e Ignitus também podem sonhar com o topo do placar. Virgilio Danz é bom nome nas trifetas.

BEAUTY MORE – APOSTADOR (2-5) TOP TWISTER – IGNITUS

2º Big Inalcançável e Hiper Genial devem decidir a parada por aqui. Unabambina Danz tem trabalhos animadores e pode surpreender as favoritas. Tarde do Sol, Fantasia do Sissi e Águia Máxima surgem como bons azares.

BIG INALCANÇÁVEL – HIPER GENIAL (1-8) UNABAMBINA DANZ – TARDE DO SOL

3º Duke Herói entra em pista na condição de favorito, mas muito longe de ser barbada. The Falcon é dotado de ótima velocidade e pode prender de pau a pau. Ninja do Sul é tido alta conta e sua parceria esta confiante na vitória. Atrevido pegou boa baliza e pode vencer com pule boa. Olho no canter de Alemão e A Magic.

DUKE HERÓI – THE FALCON (5-4) NINJA DO SUL – ATREVIDO

4º Príncipe Dos Mares é cavalo de muita categoria e contará com nossa indicação. Conde Vic é especialista na distância e pode conquistar o bi-campeonato desta prova. Il Giornalino também vai para a pista com amplas possibilidades de vitória. Ton Lua não sentindo o longo período de inatividade pode surpreender. Blessed Nugget e Chairman vão correr na espera de um milagre.

PRÍNCIPE DOS MARES – CONDE VIC (5-6) – IL GIORNALINO – TON LUA

5º Hermano Lô é o atual líder da geração e com certeza será um osso duro de roer. Speed War e Tirano Fly são inimigos temíveis. Huellas de Arena vai correr acomodada e no final pode se apresentar.

HERMANO LÔ – SPEED WAR (1-2) TIRANO FLY – HUELLAS DE ARENA

6º Turumbamba retorna tinindo da Tablada e acreditamos que venderá caro a derrota. Teves mesmo retornando de cura deve ser encarado como inimigo. Makiko folgando na frente pode endurecer a parada. Ricrut Famous aprontou muito bem e sua vitória não seria surpresa. Juvêncio é outro que é muito veloz e que vai apreciar a distância. Olho vivo em Young Peter e Axio.

TURUMBAMBA – TEVES (6-10) MAKIKO – RICRUT FAMOUS

7º As estreantes Walf Panther e Miss Fast não sentindo as emoções de estréia devem chegar brigando pela vitória. Sociedade Anônima deu uma refrescada e volta tinindo. Elenor esta sempre por perto e qualquer hora dessas vai vencer. Princesa Cuadreira e Samba das Bahia retornam do Amorim melhoradas e são opções aos engatados. Jaboticaba e Linda Vigilante podem engordar as trifetas.

WALF PANTHER – MISS FAST (4-2) SOCIEDADE ANÔNIMA – ELENOR

8º Spring Thunder chega pronto da Tablada e com fama das melhores. Craque Frontin na última custou a entregar o ouro, e desta feita pode parar só depois do disco. Sião é outro que retorna melhorado e que pode vencer. Negro de Aço tem raça de ligeiros e deve ser analisado com carinho. Olho vivo em Quick Runner e Sonho Real, pois ambos terão um “train” de carreira favorável.

SPRING THUNDER – CRAQUE DE FRONTIN (3-9) SIÃO – NEGRO DE AÇO

9º Guarda é o puro retrospecto e deverá chegar lutando pelo lugar mais alto do placar. Silverinha procede das retas e pode largar e apagar a vela. Urbino Danz é inimigo mesmo em distância desfavorável. Desert Tiger largando bem tem que ser respeitado. Climaco e Uragano Danz surgem como azares viáveis.

GUARDA – SILVERINHA (4 -1) URBINO DANZ – DESERT TIGER

Leilão virtual do Haras Palmerini vai até dia 07 de agosto.

conforme noticiario da midia turfistica e de boletim da agencia Pró Turfe
o término do Leilão Viurtual dos 17 produtos do Haras Palmerini foi prorrogado
para o dia 03 de agosto.

para participar www.horsesales.com.br e os produtos encointram-se nas cocheiras de M F Gusso no Tarumã.

Advogado pagou estadia de ministro do STF

O advogado criminalista Roberto Podval confirmou que pagou ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) José Antonio Dias Toffoli duas diárias em um hotel de cinco estrelas na ilha de Capri, no sul da Itália.

A Folha revelou na semana passada que Toffoli faltou a um julgamento no STF para participar do casamento do advogado no Capri Palace Hotel, cujas diárias variam de R$ 1.400 a R$ 13,3 mil. Na ocasião, o ministro e Podval não quiseram revelar quem havia pago a hospedagem.

Ministro do STF viaja para a Itália a convite de advogado
Entidades defendem Toffoli sobre ida à Itália

Podval, no entanto, confirmou em entrevista publicada na terça-feira (26) no jornal "O Estado de S. Paulo" que pagou pela estadia de Toffoli.

Folhapress

Advogado confirmou ter pago estadia de duas noites na Ilha de Capri, na Itália, para o ministro do STF José Antonio Dias Toffoli
"Não paguei apenas para ele, mas para outros 200 amigos que convidei. A única coisa que paguei foi o hotel. Todo mundo, não apenas o ministro, teve direito a dois dias de hotel", disse o advogado ao jornal.

Procurado pela Folha, Podval não quis se pronunciar. A assessoria de Toffoli informou que ele "não tem mais nada a acrescentar".

O Código de Ética da Magistratura Nacional, criado por uma resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) em 2008, diz que é dever de todo juiz brasileiro recusar o recebimento de qualquer benefício ou vantagem que possa comprometer sua independência funcional.

A resolução afirma que todo magistrado "deve comportar-se na vida privada de modo a dignificar a função", já que "o exercício da atividade jurisdicional impõe restrições e exigências pessoais distintas das acometidas aos cidadãos em geral".

Juridicamente, esse código não se aplica aos ministros do STF, pois eles não estão submetidos ao crivo do CNJ. Um ministro ouvido na terça-feira (26), porém, avalia reservadamente que o texto tem "caráter simbólico muito forte", já que se trata de uma orientação que deve ser seguida por toda a magistratura.

O especialista em direito público Carlos Ari Sundfeld, da Fundação Getulio Vargas, disse que Toffoli "errou" ao aceitar cortesia do advogado.

Para Sundfeld, não é o caso de punir o ministro, mas seria melhor se ele deixasse de julgar processos nos quais o criminalista atua.

Segundo o professor, as regras de conduta para o STF devem ser ainda mais rígidas do que as aplicadas a juízes de outras instâncias, uma vez que não há órgão judicial superior ao Supremo.

"É preciso que a interpretação seja a mais restritiva, ainda que haja a íntima convicção que isso não afeta sua independência. O problema é o constrangimento causado a toda a instituição."

Strong Suit vence o Lennox Stakes em Glorious Goodwood



Os 1.400m do Lennox Stakes (G2), para produtos de três anos e mais idade, foram vencidos pelo três anos (foto Racing Post) Strong Suit (Rahy e Helwa, por Silver Hawk), dirigido por Richard Hughes e preparado por Richar Hannon. No ano passado, ele foi segundo para Dream Ahead (Diktat e Land of Dreams, por Cadeaux Généraux) nos também 1.400m do Middle Park Stakes (G1).

Um corpo e meio atrás, o segundo foi o quatro anos Red Jazz (Johannesburg e Now That's Jazz, por Sword Dancer), conduzido por Michael Hills e preparado por B. Hills, vindo de quarto no Summer Mile Stakes 9G2), em Ascot.

Beacon Lodge (Clodovil e e Royal House, por Royal Academy), de seis anos, foi o terceiro, a uma cabeça de diferença. Adam Kirby foi o seu jóquei e Clive Cox é o seu treinador. Ele vinha de terceiro no John Sunley Memorial Criterion Stakes (G3), em Newmarket, páreo vencido pelo três anos Libranno (Librettist e Annabelle Ja, por Singspiel), hoje o quarto colocado.

Antonio "Toinho" Francisco Mattos passa a aprendiz de 1ª categoria

O aprendiz Antônio Francisco Mattos, uma das boas revelações da excelente safra de aprendizes revelada pela Escola de Aprendizes do JCB, passa para a a 1ª categoria no próximo dia 29 de julho.

Com isso, Mattos estará apto para participar das provas do Meeting do GP Brasil e liberado, inclusive, para participar das provas de Grupo, Clássicos e Provas Especiais.

Sétimo colocado na estatísca passada com 77 vitórias, Mattos espera conseguir boas montarias para a semana máxima do turfe carioca e deixar feliz seus familiares que estarão visitando o Hipódromo da Gávea.

Por Fernando Lopes

Operação resgata 42 em situação análoga à escravidão no AM

Operação resgata 42 em situação análoga à escravidão no AM

O Ministério Público do Trabalho no Amazonas informou nesta terça-feira que 42 trabalhadores rurais, incluindo seis adolescentes, foram resgatados em situação análoga a de escravos em duas fazendas de Boca do Acre (1.028 km de Manaus em linha reta).

O resgate aconteceu entre os dias 12 e 22 deste mês, durante operação conjunta da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e a Polícia Rodoviária Federal. Outros 48 empregados das duas fazendas foram encontrados trabalhando de forma irregular, sem carteiras assinadas. Eles, no entanto, permaneceram no local.

Segundo a Procuradoria do Trabalho, as condições dos trabalhadores resgatados eram extremamente precárias. Não havia alimentação nem alojamento adequados. "Os trabalhadores usavam um igarapé para se banharem e a mata para fazerem suas necessidades fisiológicas", disse a procuradora do Trabalho, Alzira Melo Costa.

Os nomes dos proprietários das duas fazendas não foram divulgados pelo Procuradoria do Trabalho. Os fazendeiros, segundo o órgão, pagaram cerca de R$ 250 mil referentes a verbas rescisórias e danos morais individuais. Os trabalhadores resgatados foram encaminhados às suas residências em Boca do Acre (AM).

por KÁTIA BRASIL

Uma matéria “paga” com péssimo conteúdo

O presidente do JCSP conseguiu apresentar um texto completamente equivocado, onde não consegue formular um só quesito que suporte a sua própria saída em defesa da sua “classe” de presidentes. De Luis Eduardo da Costa Carvalho, as pessoas podiam esperar qualquer coisa, pois não conhece realmente nada do ofício, agora essas explicações oferecidas e assinadas por Eduardo da Rocha Azevedo, vindas de um criador e proprietário de cavalos de corrida, não são admissíveis sob nenhum ponto de vista.

Primeiro as associações envolvidas nos assuntos do JCB, não concederiam a ele qualquer direito de resposta, tão pouco o seu texto estampado no site do clube é apropriado, como descabido seria o “presidente” Luis Eduardo postar Editoriais no site paulista sobre assuntos de uma sociedade que não lhe diz qualquer respeito.

“Os Jockeys Clubs vivem hoje, ainda com algumas pessoas que freqüentam um passado muito glorioso, quando os JCs tinham muitos recursos, recursos suficientes para dar benesses aos funcionários e profissionais.”

Penso que Eduardo tentou nesse parágrafo criar uma doutrina ao caos, uma espécie de tributo a incompetência. Eu leio esse parágrafo de outra forma.

Tradução correta: Eduardo quis na verdade dizer que quando os JCs eram bem administrados, eles podiam repartir os louros disso com aqueles que ajudaram a proporcionar o espetáculo. Como agora são muito mal administrados, não podem proporcionar mais nada.

Por outro lado, desse parágrafo extraio uma anotação bastante infeliz de Eduardo, ao falar em “benesses”. O que Eduardo talvez não saiba, e deveria ter tentado aprender quando aceitou assinar essa “matéria”, é que não existiu qualquer tipo de “benesse” quando o JCB trocou o direito de imagem dos jóqueis pelo Plano de Saúde coletivo; quando estes só aceitaram a troca se o mesmo fosse estendido aos treinadores.

“A grande verdade, porém é que hoje, ou os JCs passam a ser administrados da forma como o Presidente Luis Eduardo da Costa Carvalho vem fazendo de uma forma profissional, e que, aliás, é a nossa proposta aqui em SP, ou os JCs não têm futuro. Esse modelo de administração que nós temos está falido há 20 anos. Pelo menos.”

Será que a forma “profissional” a qual se refere Eduardo, está ligada aos Perdões da Dívida; à falta de Concorrência para alienação de ativos; à Canibalização do MGA, à aceitação de Notas Fiscais sem origem; à destruição das pistas de treinamento; a demolição das Vilas Hípicas; à enxurrada de processos trabalhistas?

Será que administrar bem para Eduardo é utilizar milhões de reais do caixa do clube para pagamento de honorários advocatícios? Ou será que para Eduardo o futuro do clube está também nas máquinas caça-níqueis?

Qual modelo de administração falido há 20 anos se refere Eduardo: Ao modelo de José Carlos Fragoso Pires? Será que ele conhece mesmo alguma coisa do modelo adotado até o ano 2.000 no Rio de Janeiro para poder julgá-lo como ultrapassado?

“As propostas que estão sendo feitas pelo Luis Eduardo, na minha opinião, são corretas. O que me deixa mais preocupado é que esse movimento passou a ser um movimento político. E não se pode misturar a área profissional com a política senão não vamos chegar a lugar algum.”

Baseado em quais conceitos Eduardo consegue enxergar “movimento político” numa ação legítima de uma Associação de profissionais em busca de seus direitos? De que matéria fática extrai tal afirmação há 400 quilômetros de distância sem ter testemunhado qualquer negociação dos profissionais com o JCB?

Em qual enciclopédia resta escrito que a área profissional de qualquer atividade não pode ser suficientemente politizada para definir suas estratégias? Será que Eduardo está tentando criticar a oposição com isso? Será que ele conseguiu esquecer que durante anos foi oposição no JCSP?

“Os problemas daqui em termos de administração são maiores do que os do Rio pelo fato de que já há algum tempo o clube vem sendo administrado de forma profissional o que não acontecia aqui em São Paulo. Afinal estamos somente há quatro meses. Tudo que for benesse vai ter que ser retirada. A atividade tem que funcionar pelos seus próprios meios e não com subsídios dos JCs que não aguentam mais dá-los.”

Pelo que entendi Eduardo estaria atribuindo a Luis Eduardo, o fato de o JCB ter um MGA maior do que o de São Paulo. Eduardo deveria conhecer melhor o MGA da era LECCA, assim saberia que foi o pior dos últimos 20 anos. O tal “profissionalismo” que se refere Eduardo, apenas se materializa na contratação de pessoas inexperientes com salários exorbitantes.

“Com relação às cocheiras, o sistema aqui também é de comodato. Mas não igual ao do JCB. E estamos mexendo no mesmo, pois existem muitas coisas e muitos problemas para serem resolvidos. A cocheira aqui é do comodatário e os empregados também são deles, comodatários, ou dos treinadores. O JCSP não tem nada a ver com estas relações e, além disso, aqui nós cobramos aluguel dos boxes há cinco anos.”

As ponderações que Eduardo utiliza nesse parágrafo, em nada se assemelham com as reivindicações da classe dos profissionais que estão vendo as cocheiras serem retomadas e seus comodatários/profissionais despejados sem nenhum plano de ocupação. Quanto aos proprietários, cabe dizer a Eduardo, que os mesmos se ressentem de ações objetivas que possam recuperar as vilas e não transformá-las num grande IPO em benefício do capitalismo.

Talvez Eduardo não tenha refletido que a falta de animais, e o conseqüente esvaziamento das cocheiras, não pode ser atribuído e tão pouco cobrado dos profissionais e comodatários. O Clube tem obrigação de prover a atividade com meios promocionais que possibilitem a renovação da atividade. A ineficácia, a inércia e o deserto de valores que emanam das atuais administrações, são a mola mestra do atual desastre institucional, que levam tribunas e cocheiras ao mais completo abandono.

“Quanto à greve, repito, ela é ridícula. Como a nossa atividade é uma atividade que dá prejuízo, querendo ou não, esta é a primeira vez que vi fazerem greve para ajudar “patrão”. Afinal se não abrirmos, os JCs não têm despesa. Os únicos prejudicados são os profissionais e proprietários.”

Eduardo deveria ter percebido que não existe qualquer “greve” em curso, posto que nenhum profissional é empregado do clube. O que progride é um Protesto contra a quebra de compromisso com conseqüências desumanas, situação essa que Eduardo não pode medir porque não conhece os detalhes que envolvem esse “contrato”, portanto não existe “patrão” nenhum nessa história.

Ridículo mesmo é o presidente de um clube hípico como o de São Paulo vir ao público para afirmar que a paralisação das corridas é um bem que os profissionais fazem para com o clube, e que isso estaria “ajudando” aos clubes a não terem despesa.

Alguém precisa dizer ao ouvido de Eduardo que a paralisação das corridas é o maior prejuízo que um clube pode ter; a maior desmoralização que um mandato pode conseguir almejar; a maior prova de que o Rio de Janeiro está naufragado institucionalmente.

A “parceria” de Eduardo nessa “matéria paga”, com as infelizes colocações que faz a respeito de turfe, me dá a nítida sensação de que São Paulo padecerá de um mal ainda maior do que o Rio de Janeiro padece.

Não me surpreenderia também, a partir dessa intromissão desastrosa, que os jóqueis do Rio de Janeiro passem a exigir ao JCSP uma parcela sobre a venda de apostas que utiliza a imagem deles, tema que imagino vá ilustrar a próxima reunião dos profissionais, se bem conheço a “politização” da classe, e a determinação em defender os seus direitos.

Qualquer sociedade seja ela familiar institucional ou aquilo que seja, precisa cuidar dos seus idosos e doentes, enterrando com decência os seus mortos, caso contrário seria muito fácil. Rasgar as obrigações previdenciárias tornaria rica qualquer nação, mas isso não é possível.

O que precisa saber Eduardo é que será preciso arregaçar as mangas (sem nenhuma demagogia barata) e procurar alavancar a atividade com ações corretas, independente de falsos “profissionalismos”, para que se torne “glorioso” (como o passado) tanto o presente como o futuro do turfe brasileiro.

Luiz Fernando Dannemann
Sócio, criador e proprietário