Jeane Alves

Jeane Alves
Vitória de G 1 com Equitana

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Aqueduct, fortes ventos e chuvassuspendem corridas de sábado


A Direção do Hipódromo de Aqueduct se viu obrigadaa suspender as corridas deste sabádo em razão dos fortes ventos e das fortes chuvas que colocavam em risco
os animais,jockeyse funcionários de pista.

HISTÓRIA DO TURFE

EAKINS VENCE EM EXELENTE CONDUÇÃO DE VALMIR ROCHA


EAKINS em exelente direção de VALMIR ROCHA(ganhador do GP Turfe Gaucho com La Passione) foi a grande vencedora do Grande Prêmio Presidentente Hernani de Azevedo Silva - Grupo II - 1600 Metros - Grama Pesada, corrido na tarde deste sábado em Cidade Jardim.
EAKINS é uma filha de Red Runner em Miss Shadeed, propriedade da TBS Ltda, criação de Julio Cezar Garcez Castellano e apresentada "10" por Geraldo Vogado

MANDJULA DEU SHOW NA PROVA ESPECIAL VIRGINIE


MANDJULA deu show na prova especial Virginie corrida esta tarde no Jockey Club Brasileiro na distancia de 2000 Metros , Raia de Grama.
MANDJULA é uma filha de Roi Normand em Sea World, Criação do Haras São José Expedictus, propriedade do Stud Lecca, teve condução 10 de Jorge Leme e foi apresentada em éxelente forma por Cosme Morgado Neto.

ALTA VISTA VENCE GRANDE PREMIO JOÃO CARLOS LEITE PENTEADO


a Invicta Alta Vista filha de Amigoni em Bella Cry, muito bem conduzida por Valmir Rocha, venceu com facilidade o Grande Prêmio Presidente João Carlos Leite Penteado, Grupo III, 1200 Metros - Areia, corrido nesta tarde no Jockey Club de São Paulo.
Alta Vista é de Criação do Haras Cifra, Propriedade do Stud Galope e foi apresentada em magnifica forma por Amiltin Aquino de Farias.

Cavalos, Arte

GIMENES CHAMA AZEVEDO PARA UM DEBATE

ELEIÇÕES NO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO

Sobre críticas que o candidato da oposição, Eduardo da Rocha Azevedo, tem feito às realizações da gestão Novo Jockey, Mário Gimenes propõe um debate para que sejam comparadas as propostas. “Vamos comparar a gestão da qual ele participou e a atual, as realizações, como foi feita a administração financeira do clube, as diferenças de propostas e visões sobre o futuro do turfe brasileiro. Um debate com televisionamento da TV Jockey e a participação da grande mídia”, diz Gimenes

Cachoeira do Arari, no Arquipélago do Marajó

Cachoeira do Arari, no Arquipélago do Marajó, penca atraí 3000 pessoas

Já imaginou se fosse você /

Deputado federal se envolve em acidente na zona sul de SP

Carro do deputado federal Alexandre Leite da Silva bate na região de Interlagos, em São Paulo
Ricardo Valota - O deputado federal Alexandre Leite da Silva, de 21 anos, do DEM, filho do vereador paulistano Milton Leite, se envolveu em um acidente de trânsito, às 3 horas desta madrugada de sábado, dia 19, na região de Interlagos, zona sul da capital paulista.

Segundo policiais militares da 3ª Companhia do 27º Batalhão, o deputado perdeu o controle do veículo, um Chevrolet Captiva preto, e atingiu violentamente um poste na Rua Professor José Ferraz de Arruda Júnior, paralela à Avenida Interlagos, próximo ao autódromo.

Com ferimentos leves, o parlamentar foi encaminhado pela PM para o Hospital Albert Einstein. Após ser abordado pelos policiais, que desconfiaram de uma possível embriaguez, Alexandre Leite, irritado e bem alterado, se recusou a realizar o teste do bafômetro.

Até as 6 horas, os policiais civis do 48º Distrito Policial (DP), de Cidade Dutra, e do 102º DP, do Socorro, não haviam decidido em qual plantão o caso seria registrado.

fonte - Noticias Bol
http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2011/02/19/deputado-federal-se-envolve-em-acidente-na-zona-sul-de-sp.jhtm

Levado Dabréca e André Cruz vencedores do XIX GP Turfe Paranaense

JAEL BARROS X CRESUS CAMARGO


e será que o Cresus vai aceitar debater com o Jael ?
esta é a pergunta que circula nos meios turfisticos paranaense, depois da entrevista que ambos deram ao Raia Leve.
com certeza todos torcem para que saia e para que isto ocorra poderia-se até adiar as eleições

ELEIÇÕES NO JOCKEY CLUB DO PARANÁ

NOVOS FANTASMINHAS?


* Eleições 2011 no Jockey Club do Paraná com o bate-chapa: Jael Barros, oposição, versus Cresus Camargo, situação. Será numa terça, 1º de março.

* Ambos estavam, até há pouco tempo, do mesmo lado situacionista, eleitos em 2009. Jael e outros, porém, saíram inconformados alegando a falta de transparência.

* E com um apoio de peso, como o do ex-presidente Aramys Bertholdi liderando a ala mais tradicional do turfe, Jael candidatou-se pela chapa “Credibilidade”.

* “Credibilidade”, significa a qualidade daquilo que é crível sem discussão, sem contraditórios, sem margens a qualquer dúvida. Ou tem ou não tem.

* O nome da chapa “Credibilidade” é, por si só, a própria filosofia de sua proposta de trabalho, isto é, constituída somente por pessoas criveis, confiáveis e de bem.

* Cresus, criador e proprietário do bem sucedido Haras dos Girassóis e cartorário na vida profissional, encabeça a legenda situacionista: a Chapa “Consagração”.

* “Consagração” significa: ato de consagrar, isto é, separar-se, dedicar-se, santificar-se para Deus, que nos chama à consagração. Definição nada a ver, claro, com a chapa.

* O nome provavelmente visa enaltecer, em causa própria, alguns pontos positivos, como a recuperação financeira com venda patrimonial do JCP e o futuro Shopping.

* Na época, a aprovação da venda de dois terrenos pela Assembléia de 2007, foi quase unânime pelos sócios presentes, mas, infelizmente o quorum foi fraudado.

* E mais: a venda reservada, em 2009, de 250 novos títulos patrimoniais por vis R$ 70,00, registrada em ata, mas sem qualquer divulgação promocional pública.

* Quem não gostaria também de participar dessa “promoção”, ainda mais pela inevitável valorização da ação patrimonial diante do tão apregoado Shopping?

* Descobertas como essas, só aparecem graças a proximidade de eleições com a concorrência sadia de turfistas atentos a eventuais desvios de conduta.

* Enfim, enquanto a oposição se admite com “Credibilidade” a outra, a situação, não esconde que já está “Consagrada”, pela própria história dos seus últimos 4 anos.

* Uma história, inclusive com ameaças, perseguições e suspensões - sem direito a defesa - de sócios e jornalistas.

* Um deles, mesmo com liminar deferida, continua “proibido” com seu nome, ainda, em negrito escancarado nas portarias do hipódromo, num claro descumprimento judicial. Adianta exigir-se responsabilidade para quem não tem?

* E não percam o novo episódio do Gasparzinho, o fantasminha camarada, enfrentando os seus fantasminhas sacanas, o Feioso e o Cheiroso. Para rir ou chorar.

ELEIÇÕES NO JOCKEY CLUB DO PARANÁ

NOVOS FANTASMINHAS?


* Eleições 2011 no Jockey Club do Paraná com o bate-chapa: Jael Barros, oposição, versus Cresus Camargo, situação. Será numa terça, 1º de março.

* Ambos estavam, até há pouco tempo, do mesmo lado situacionista, eleitos em 2009. Jael e outros, porém, saíram inconformados alegando a falta de transparência.

* E com um apoio de peso, como o do ex-presidente Aramys Bertholdi liderando a ala mais tradicional do turfe, Jael candidatou-se pela chapa “Credibilidade”.

* “Credibilidade”, significa a qualidade daquilo que é crível sem discussão, sem contraditórios, sem margens a qualquer dúvida. Ou tem ou não tem.

* O nome da chapa “Credibilidade” é, por si só, a própria filosofia de sua proposta de trabalho, isto é, constituída somente por pessoas criveis, confiáveis e de bem.

* Cresus, criador e proprietário do bem sucedido Haras dos Girassóis e cartorário na vida profissional, encabeça a legenda situacionista: a Chapa “Consagração”.

* “Consagração” significa: ato de consagrar, isto é, separar-se, dedicar-se, santificar-se para Deus, que nos chama à consagração. Definição nada a ver, claro, com a chapa.

* O nome provavelmente visa enaltecer, em causa própria, alguns pontos positivos, como a recuperação financeira com venda patrimonial do JCP e o futuro Shopping.

* Na época, a aprovação da venda de dois terrenos pela Assembléia de 2007, foi quase unânime pelos sócios presentes, mas, infelizmente o quorum foi fraudado.

* E mais: a venda reservada, em 2009, de 250 novos títulos patrimoniais por vis R$ 70,00, registrada em ata, mas sem qualquer divulgação promocional pública.

* Quem não gostaria também de participar dessa “promoção”, ainda mais pela inevitável valorização da ação patrimonial diante do tão apregoado Shopping?

* Descobertas como essas, só aparecem graças a proximidade de eleições com a concorrência sadia de turfistas atentos a eventuais desvios de conduta.

* Enfim, enquanto a oposição se admite com “Credibilidade” a outra, a situação, não esconde que já está “Consagrada”, pela própria história dos seus últimos 4 anos.

* Uma história, inclusive com ameaças, perseguições e suspensões - sem direito a defesa - de sócios e jornalistas.

* Um deles, mesmo com liminar deferida, continua “proibido” com seu nome, ainda, em negrito escancarado nas portarias do hipódromo, num claro descumprimento judicial. Adianta exigir-se responsabilidade para quem não tem?

* E não percam o novo episódio do Gasparzinho, o fantasminha camarada, enfrentando os seus fantasminhas sacanas, o Feioso e o Cheiroso. Para rir ou chorar.

CAVALOS FOTO ESPETACULAR




foto - Ag. Anig

GÁVEA PROVA ESPECIAL VIRGINIE É O DESTAQUE DO SÁBADO

GOROROBA DO IPÊ

contando com a presença de 14 competidoras a Prova Especial Virginie, 2000 Metros - Grama, é a prova de destaque deste sábado no Jockey Club Brasileiro

1 QUE MILIONARIA 420 H Fernandes 59 A Lobo (CT)
2 TUA CARINA 428 W Alencar 51 V Nahid (CT)
3 PAINT OF JOY ) 408 R Salgado 51 A Morales
4 BOA ENERGIA Est B Reis 59 M Ferreira (CT)
5 HOSTELLERIE 464 D Duarte 59 D Guignoni (CT)
6 LA VILLETTE 450 M Almeida 57 C Morgado Neto (CT)
7 XARINHA ) 516 C Lavor 56 L Cury
8 VEGAS 488 V Gil 56 JF Reis
9 MANDJULA 448 J Leme 59 C Morgado Neto
10 MAMA PEREZ 418 A Santana 56 JF Reis
11 HALF STEP 496 F Chaves 51 V Nahid (CT)
12 NOIVA GRACIOSA 462 L Duarte 54 V Nahid (CT)
13 HUG ME BABY 468 E Ferreira Fo. 51 V Nahid (CT)
14 GOROROBA DO IPÊ 456 M Cardoso 59 D Guignoni (CT)

VOGANTE VENCE CLÁSSICO LUIZ GURGEL DO AMARAL VALENTE - 1ª PROVA DA TRÍPLICE COROA



corrido na tarde desta sexta feira, no Tarumã,e contando com o diminuto número de quatro animais o Clássico Luiz Gurgel do Amaral Valente -1ª Prova da Tríplice Coroa Paranaense, apresentou facil vitória de Vogante muito bem conduzido pelo Joqueí Zeferino de Moura Rosa
Vogante é um 3 anos filho de Belo Colony em Nova Londrina, Criado pelo Haras Cifra, defendeu as cores do Haras Rio Iguassu e foi apresentado em exelente forma pelo treinador A B Pereira.
o Vencedor conquistou sua sexta vitória em 13 apresentações.

ELEIÇÕES, ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS A PRESIDENCIA DO JC PARANÁ

7) A negociação dos terrenos ociosos do Jockey Club do Paraná foi um dos temas mais polêmicos de toda a história da entidade. Qual o seu ponto de vista sobre o assunto?

Crésus: Aí não se trata nem de uma questão de ponto de vista: se não fosse possível fazer o que foi feito, eu acredito que hoje o Jockey Club do Paraná não existiria, porque as dívidas existentes na época, com o Estado, Município e União, tornariam a sua existência impossível. E isso sem falar dos credores, de fornecedores, a folha de pagamento atrasada, atraso no pagamento dos profissionais, enfim, tudo isso nós herdamos, lamentavelmente, de gestões anteriores. Portanto, a única solução seria sacrificar aquela parte que foi vendida, para que pudéssemos saldar todos os compromissos em atraso. E foi isso que conseguimos fazer.

Jael: Em primeiro lugar, não são terrenos ociosos coisa nenhuma. Nós estamos conversando aqui, na minha cocheira, que deverá ser demolida. Então, como terrenos ociosos? A primeira parte da negociação foi um terreno ocioso lá no fundo do Jockey Club, porém, agora, trata-se de um terreno super valorizado, aqui de frente para a avenida, cheio de cocheiras, ACPCCP, então foi um absurdo. Porque uma coisa é vender um terreno ocioso. Outra coisa é vender um terreno que hoje é a vida do Jockey. Mas infelizmente está feito, foi feito sem o associado saber como foi feito. Não vimos concorrência, não vimos publicado em lugar algum, e foi vendido, por um preço que também não sabemos quanto foi.

8) Quais são as alternativas que podem ser utilizadas para a captação de receitas pelo Jockey Club do Paraná? Você possui alguma idéia diferenciada para aumentar o MGA, garantindo, assim, um aumento de receita para o clube?

Crésus: Isso é até uma redundância porque, como eu falei anteriormente, o movimento de apostas é relativo, diretamente, à formação dos páreos. E como eu pretendo trazer animais para formar os páreos, de animais de mais idade, eu creio que aí já é um percurso, digamos assim, que estará resolvido. E o aumento dos prêmios para que os potros, os animais de menos idade, possam competir.

Jael: Alternativas existem muitas. Algumas que deverão dar certo, outras que não. Vamos ver os exemplos dos demais hipódromos, mas temos que aumentar, realmente, o MGA. E como que vamos aumentar o MGA? Simplesmente trazendo mais apostadores, mais amantes do turfe, das carreiras, para o Tarumã nos dias de carreira. Para isto deverá ser feito um planejamento muito extenso junto a todos da diretoria, e eu já disse aqui que eu admiro o Márcio Toledo porque o Márcio fez esta parte em São Paulo, puxando gente, pessoas de todas as camadas sociais para aumentar o movimento de pessoas, aumentando assim o MGA.

por Victor Corrêa/Raia Leve

GRANDE PRÊMIO PRESIDENTE HERNANI AZEVEDO SILVA - GRUPO II - É A ATRAÇÃO DESTE SÁBADO EM CIDADE JARDIM



contando com forte campo de 12 concorrentes o Grande Prêmio Presidente Hernani Azevedo Silva, Grupo II, a ser corrido em 1600 Metros, pista de grama, é a grande atração deste sabádo no Jockey Club Brasileiro.

1 URUGUAYA GIPSY 470 R Maia 56 1 M Olguin
2 EAKINS 498 V Rocha (pr) 56 2 G Vogado (pr)
3 ENIGMATTA 502 A Queiroz 60 3 Emerson Garcia (cp)
4 ROYAL HOME 453 Jeane Alves 60 4 V Fornasaro
5 EQUITANA 440 I Santana 56 5 AGS Correa (pf)
6 PARIS-IT 441 F Leandro 56 6 AL Cintra (cp)
7 RENÂNIA 489 V Leal 60 7 WG Tosta (jag)
8 BERNAISE 443 AC Silva 60 8 EP Costa
9 VALE DA LUA 510 J Aparecido 56 9 DL Albres (pf)
10 VIRGO DANCER 430 W Blandi 60 10 Eduardo Garcia
11 VALSINHA 448 NA Santos 56 11 L Esteves (cp)
12 FIRST LOOK 453 S Generoso 60 12 V Nahid (rj)

JOÃO MOREIRA DA SHOW EM KRANJI

Singapoure Club o palco principal de João Moreira


João Moreira vencedo com Matterhorn

POTRANCAS SE ENFRENTAM EM CIDADE JARDIM

Alta Vista uma forte concorrente a vitória

na tarde deste sábado teremos ,em Cidade Jardim, a disputa do Grande Prêmio Presidente João Carlos Leite Penteado, Grupo III, a ser corrido em 1200 metros, pista de Areia, páreo que se apresenta bastante equilibrado e que conta com a inscrição de 06 potrancas de 2 anos.


5º PÁREO
GRANDE PRÊMIO PRES. JOÃO CARLOS LEITE PENTEADO-(GR.III)
1 TANTE LYNCH 389 W Blandi 55 1 A Gulart
2 ALTA VISTA 493 S Generoso 55 2 AA Farias (pr)
3 VAGA BLACK 450 AC Silva 55 3 Emerson Garcia (cp)
4 LUTA DA GUANABARA 454 R Maia 55 4 MG Campos
5 ON STAGE 497 F Leandro 55 5 L Esteves (cp)
6 VAN DAISY 491 V Leal 55 6 M Olguin

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Michael Abick

GIMENES CHAMA AZEVEDO PARA DEBATE

ELEIÇÕES NO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO

Sobre críticas que o candidato da oposição, Eduardo da Rocha Azevedo, tem feito às realizações da gestão Novo Jockey, Mário Gimenes propõe um debate para que sejam comparadas as propostas. “Vamos comparar a gestão da qual ele participou e a atual, as realizações, como foi feita a administração financeira do clube, as diferenças de propostas e visões sobre o futuro do turfe brasileiro. Um debate com televisionamento da TV Jockey e a participação da grande mídia”, diz Gimenes

SANTA ROSA - PIAUÍ

JOÃO MOREIRA GANHA 3 EM KRANJI



João Moreira vencendo com Zac Influence "finishes the best to claim the opener".

GIMENES PROPÕEM DEBATE A AZEVEDO

JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO, ELEIÇÕES 2011

Cancha Reta - La Tocha.(Maverick Thing VM)

La Tocha.(Maverick Thing VM) em Foto do Amigo Fernando Peixoto


LAGES, EUFORIA COM AS CARREIRAS


Lages se prepara para o 1º GP Lages

Diferentemente da edição passada quando dois Grandes Prêmios foram realizados, nesta temporada, o Jockey Club de Lages promoverá cinco eventos.

E o primeiro acontece a partir deste sábado (19) e segue até segunda-feira e trata-se do GP Prêmio Homenagem aos Treinadores de Cavalos de Corrida (450 metros) e vai reunir participantes da região.

O aumento dos eventos em 150% é um dos projetos do novo presidente do Jockey lageano, Newton Borges da Costa, o Tom Costa, de 73 anos que assumiu a entidade mês passado para um mandato de dois anos.

Ele também tem planos para implantar a equoterapia. “Além dos GPs que devem voltar a lotar o Jockey como no passado estamos trabalhando para incluir a equoterapia, uma atividade voltada para crianças e adultos com problemas de saúde”, explica Tom que assume o Jockey pela quarta vez, a última foi em 1979.

E com base nesta vasta experiência que Tom pretende popularizar o esporte na região adotando novas dinâmicas. “Teremos muitas ações que devem aproximar as pessoas do Jockey”, ressalta lembrando que em uma das edições chegou a promover 10 eventos no ano.

Quanto ao primeiro evento do ano disse que a expectativa é que 18 duplas se inscrevam e a arrecadação das apostas passem de R$ 100 mil. No sábado, terá a apresentação dos cavalos após as 16 horas.

o domingo (20) os arremates, apostas e eliminatórias também, a partir das 16 horas, assim como a final na segunda-feira. “Já temos 12 cavalos inscritos”, adianta.

Próxima corrida será em abril e trará melhores da América do Sul

O próximo evento em 10 de abril, o GP Juliano Gimenes Medina (500 metros) vai movimentar Lages pois, reúne os melhores cavalos da América do Sul. Seis cavalos já confirmaram presença.

“Além de Lages, cavalos de Vacaria, Ponta Porã/MS, Caxias do Sul, São Paulo e Argentina estarão no páreo”, antecipa o presidente. Ele conta ainda que a corrida é tão tradicional no mundo do turfe que até desafios pela internet estão ocorrendo.

“Dessa prova participam cavalos da raça inglesa e Quarto de Milha (americano que corre até 500 metros) é bem disputado e pode ser comparado aos “Ronaldos”, ou seja, são cavalos craques na cancha reta no Brasil e no exterior”, explica. Será a primeira vez que Lages vai contar com confrontos de cavalos ingleses e quarto de milha.

Outra corrida que tem data é o GP Cidade de Lages em homenagem ao prefeito Renato Nunes de Oliveira (Renatinho) destinado para potros (nunca correram) e será realizado nos dia 19 e 20 de julho com percurso de 600 metros.

O GP Governador do Estado, Raimundo Colombo, ainda não tem data, mas a previsão é para acontecer no primeiro semestre. O GP Getúlio Pacheco de Esmeralda também está na programação, mas a data ainda não foi definida, a princípio será no mês de maio.

Indicações para a equoterapia
A atividade é indicada para crianças e adultos com problemas relacionados à paralisia cerebral, acidente vascular cerebral (derrame), trauma cranioencefálico, lesões medulares, síndromes, autismo, psicoses, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, deficiência visual, deficiência auditiva, fobias e dentre outros, o estresse.

fonte - Correio Lageano

ELEIÇÕES, ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS A PRESIDENCIA NO JC PARANÁ

5) O Jockey Club do Paraná, hoje em dia, possui aproximadamente 550 animais em sua vila hípica. Deste total, 300 são potros e apenas 250 são cavalos já em campanha. Quais são os seus planos para aumentar a quantidade de animais?

Crésus: Quando eu estive à testa das iniciativas para que isso fosse possível, eu lutei muito para aumentar esse número porque era inviável, até mesmo, a realização de uma única corrida mensal. E hoje a situação é praticamente idêntica à de quando eu me empenhei para que isso fosse uma realidade, ou seja, o aumento dos animais. E promovi o que ficou conhecido como “páreo do caminhão”: comprei 60 animais em carreira, em vários hipódromos, e o nosso Vice-Presidente à época, Henrique Oliva, trouxe através do proprietário Roberto Campos, do Stud Palura, mais uns 40 ou 50 animais, e é claro que com a idade eles ficaram defasados. Mas eu acho que o caminho é esse. Se eu for eleito, lutarei para que isso se torne uma realidade.

Jael: Precisamos de animais para fazer as corridas. Sem animais, não poderá nem haver corrida mensal, quanto mais semanal. Para isto, devemos aumentar o número de animais. E como vamos aumentar o número de animais? Aumentando o interesse do proprietário, mediante o aumento dos prêmios. Se nós aumentarmos os prêmios, é lógico que virão mais animais, que virão mais proprietários de todo o Brasil. E esse aumento dos prêmios é que está dependendo de uma série de fatores que nós vamos ter que ver futuramente, da situação financeira do Jockey Club do Paraná. Mas que tem que haver um aumento de prêmios, tem que haver um aumento de prêmios.

6) Os prêmios no Jockey Club do Paraná são de R$ 1.700,00 ao vencedor, não se fazendo distinção por idade, ou seja, é a mesma premiação para animais de 2 anos, 3, 4, 5 etc. Quais são os seus planos para aumentar os prêmios?

Crésus: Basicamente, a arrecadação, para que se possa premiar com valores que correspondam à realidade. Hoje, isso é praticamente impossível. Mas eu pretendo, a curto prazo, e com a ajuda do empreendimento do shopping, tornar isso uma realidade.

Jael: Nós precisamos ter muito cuidado com isto aí, porque veja, nós precisamos de potros de 2 anos. Se não tivermos potros de 2 anos o suficiente, futuramente não teremos cavalos mais velhos. Então, temos que estudar com muito carinho a premiação de potros e de cavalos de idade, para que os cavalos de idade permaneçam aqui e para que tenham mais potros para formar os páreos de 2 anos. Para isto, creio que a grande solução é dar bônus. Eu creio que o bônus já foi utilizado aqui e em São Paulo, e ele é de uma utilidade tremenda, porque você dá o bônus ao vencedor, e isso não irá incidir nos demais prêmios, não irá incidir nos 10% do criador, então é uma maneira de dar um aumento sem sangrar muito os cofres do Jockey Club.

CAVALOS, CRIAÇÃO - ATIVIDADE BEM COMPLICADA

Naturalmente, boa parte do sucesso dos haras de Bagé/Aceguá se deve à alta qualidade técnica dos veterinários e administradores que cuidam das cerca de 1.350 éguas que formam, com os seus produtos e o bom lote de garanhões, o maior e melhor núcleo da criação brasileira do cavalo de corrida.

É de lá que sai anualmente um terço da produção nacional. Dentre muito os mais experientes e competentes está Walter Nunes Flores, que tive a ventura de conhecer quando ele apresentou o primeiro painel do primeiro congresso nacional do turfe. Um enorme volume de conhecimentos, explicitados por “slides” marcou o início de uma formidável sucessão de apresentações similares apresentadas por gente qualificada, abordando os mais variados assuntos sobre a criação do puro-sangue de corrida, e seguiram-se ao primeiro congresso realizado em São Paulo, um no Paraná e outro no Rio Grande do Sul, inclusive com a honrosa presença de Eduardo Bloussom, secretário geral da OSAF, um advogado argentino do maior prestígio.Com o título “Criar cavalos de corrida é uma atividade bastante complicada”, Walter Nunes Flores publicou na revista Puro-Sangue Inglês, editada pela Associação Brasileira há quase 20 anos, mais um de seus preciosos trabalhos, o qual apresento a seguir:Pode ser tão simples como fazer feijão e arroz ou tão sofisticada como tomar um scotch importado com caviar.É lógico: se tu optares pelo feijão com arroz, o teu índice de erros é bem menor. Quanto mais liberdade podermos dar ao P.S.I., melhor, desde que esta liberdade seja administrada pelo homem.O primeiro passo para criarmos bons cavalos é procurar um local próprio para que os cavalos nasçam, com espaço, para poderem se exercitarem naturalmente.Aliados, o espaço e a topografia levemente ondulada, para que o terreno não seja muito úmido e não muito íngreme. Temos que ter um solo de boa qualidade, onde o pasto nativo e as pastagens cultivadas se desenvolvam muito bem.O clima também é um grande aliado para a criação do cavalo de corridas, zonas temperadas onde predominam temperaturas abaixo de 20ºC são as ideais. Cavalos adoram o frio (não intenso demais), pois na presença deste, diminuem em muito as doenças, principalmente aquelas que afetam os potros recém nascidos.O pasto ou pastagens, devem compor o básico da alimentação dos potros, éguas e garanhões, pois não podemos esquecer que eles são herbívoros. A ração de grãos e suplementos minerais devem ser apenas um complemento na dieta dos mesmos, e devem conter aqueles elementos (macro e micro) que não conseguimos fornecer através das pastagens. O Rio Grande do Sul, lugar em que trabalhamos há mais de 30 anos, é capaz de nos proporcionar tais condições, principalmente na região da fronteira, onde se destaca a zona Bagé/Aceguá, hoje a maior concentração de éguas P.S.I. do Brasil.Os resultados de pistas conseguidos pelos potros criados nesta região do país é cada vez maior, atraindo novos haras - de grande porte -, para que se estabeleçam nestes municípios.Hoje, a cidade de Bagé (nome de maior conceito dentro da criação brasileira) está dividida em outros dois municípios: Aceguá e Hulha Negra. Ficaram em Bagé os Haras Fronteira PAP, TNT, Old Friends, Lorolú Ltda, Simpatia, Bagé Horse etc; em Hulha Negra, Santa Amélia, Agrovin etc; e em Aceguá, Mondesir, Doce Vale, Santa Maria de Araras, Bagé do Sul, Espantoso, Castelo e Santa Ana do Rio Grande.Voltando especificamente a criação do cavalo de corrida, o que queremos é criar o craque, o super craque, mas este infelizmente não tem regra, nem manual para seguirmos um caminho matemático.O que todo criador busca, é criar o bom cavalo, aquele ganhador de preferência de provas clássicas. Por isso temos que dar muita atenção no que se refere ao plantel de éguas, garanhões e principalmente a um manejo muito bom no haras.Não devemos ser o soldado do passo certo, na procura das fórmulas mirabolantes que às vezes dão resultados, mas normalmente atrapalham mais do que ajudam.Depois de o local ser escolhido, o plantel básico ser formado, temos que formar uma boa equipe, para que o manejo dentro do haras seja o mais correto possível, sempre dando “ouvido” ao bom senso.Nesta equipe, cada um deve ter sua função (veterinários, agrônomos, gerentes, cavalariços), todos devem puxar do mesmo lado da corda, para que os resultados sejam obtidos. É fundamental não esquecer que o mais importante de tudo é gostar muito, mas muito de cavalo e do cavalo de corrida.Dentro do haras, a criação depende 70% do manejo - que vai desde a cobertura até a saída do potro para se iniciar na vida nos hipódromos.As pastagens aqui na fronteira do Brasil, onde atuamos (Bagé/Aceguá), são prioritariamente de inverno e primavera, época em que o pasto nativo queima todo, devido às geadas que caem no final do outono e inverno, com temperaturas próximas do zero grau. As pastagens artificiais no verão são pouco usadas, pois esta região apresenta pastos nativos de excelentes qualidades, com muitas variedades de gramíneas e leguminosas.As pastagens artificiais que são plantadas no outono, para que possam ser aproveitadas no inverno e primavera, época em que necessitamos de maior qualidade, pois as éguas estão com potros ao pé e quanto maior produção de leite, melhor será o potro por elas criados.Os primeiros 6 meses de vida são importantíssimos para formação do esqueleto, afinal, 60% do tamanho final do potro é adquirido nesta época.Ao desmame (6 meses) devemos ter potros com média de 280Kg de peso e 1,40m de altura, para obtermos cavalos adultos com 500Kg de peso e 1,65m de altura, em corrida.O manejo com as éguas é essencial, desde que elas chegam do hipódromo para o haras, onde elas não serão mais um atleta, tornando-se, mãe.A adaptação à nova vida tem que ser lenta, para que as mesmas não sofram muito o impacto da cocheira para o campo. Aos poucos vamos trocando, passando elas menos horas presas e mais horas soltas nos potreiros.Como a estação de monta no Brasil começa nos meados de agosto, estas éguas virgens que vieram de corrida, acrescentamos uma ração rica em proteínas e energia. Com este manejo, as éguas vazias ou virgens devem começar a “ciclar” normalmente, como se estivessem na primavera (foto-período).Este manejo é importante, pois teremos um número maior de potros nascidos no início da temporada, isto é, nos meses de julho e agosto. Como cada vez mais procuramos precocidade, animais que disputam e vençam aos 2 anos, quanto mais cedo nascerem os potros, melhor. Outra vantagem na precocidade é que na primeira campanha estão os prêmios mais atrativos.Sob o aspecto físico é muito importante o nascimento no cedo, pois potros bem nascidos tem melhor imunidade e resistência às doenças respiratórias ou digestivas que se instalam no início do verão.Atualmente, cada vez mais estamos numa luta para concentrar os nascimentos nos meses de inverno e início da primavera (julho, agosto e setembro). Com isso conseguimos lotes de potros mais harmônicos e saudáveis.É lógico que o craque, aquele potro que não conhece a regra, é sempre uma exceção na criação, independente da época que nasce. Porém dados estatísticos nos permitem dizer que a maioria dos grandes cavalos nasceram nos meses de julho, agosto e setembro.O desmame é feito aos 6 meses, data em que os melhores resultados são alcançados. Dos 6 meses a 1 ano, o cuidado com os aprumos é importante, época em que aparecem os maiores casos de alterações no eixo de aprumos dos potros em crescimento.A maneira menos traumática de se proceder ao desmame é manter o potro no seu lote, e retirar a égua para um lote distante. Com este método, teremos menos “stress” no potro e um “stress” maior na égua. Os potros no primeiro dia após o desmame, perdem em média 10Kg; e as mães sofrem mais, chegando a perder em média 50Kg.O potro em 5 dias recupera o seu peso de desmame, enquanto a égua leva aproximadamente 30 dias para conseguir o mesmo feito.Potros que estão mamando, começam a receber ração aos 4 meses de idade. A ração de grãos e o feno de alfafa são fornecidos aos potros normalmente duas vezes ao dia, com um controle para que os mesmos não se tornarem obesos ou ao contrário, desnutridos (nem 8 nem 80).Temos ideia que o cavalo gordo é bonito, o que não deixa de ser uma verdade, porém isto não nos assegura que teremos um bom esqueleto (que eu chamo de alicerce) para suportar um peso excessivo, afinal, estamos criando um atleta e não um animal para frigorífico.Próximo dos 18 meses, começamos o período de cuida e doma racional (cuidadosa e paciente) e desta forma estaremos preparando os potrinhos para enfrentar uma nova fase na sua vida, o hipódromo. Sou partidário que esta primeira fase deva ser iniciada no haras, para que o “stress” da doma seja sentido com menor intensidade. Cavalos nos tiram bastante tempo para que possamos observá-los e analisá-los, separando suas individualidades, pois cavalos de corrida são indivíduos e não lotes. A doma sendo feita pelo pessoal que os viu nascer e crescer (que conhecem suas individualidades) tem muito mais chance de dar certo, do que a feita por profissionais que estão tendo os primeiros contatos com os potros e terminam a chamada doma em 30 dias. A equipe deve se manter unida e coesa, desde a confecção do primeiro degrau até o topo da escada, cada um fazendo a sua parte sem romper o elo da corrente. Aos 18 meses, os potros estão com seu esqueleto (alicerce) quase completo, e é aí que se começa a polir o diamante para transformá-lo em brilhante.O complemento alimentar fornecido através dos grãos (aveia é a rainha) e o volumoso (a alfafa é a majestade), nesta ocasião passam a ter fundamental importância na alimentação dos potros. No período de cuida e doma, os potros ficam praticamente presos nas baias (boxes), para serem preparados. Sua maquiagem é feita, crinas são cerdiadas ou aparadas, o pêlo é escovado de duas a três vezes ao dia, banhos com shampoos são administrados, cascos são engraxados e aparados com maior freqüência, tudo em função de uma aparência mais bonita e saudável, para a festa que se aproxima, ou seja, os leilões.Aqueles potros que não vão à venda, podem ser preparados com mais calma e tranqüilidade, sendo preparados mais tarde, todavia, eu pessoalmente não vejo muita vantagem em começar os potros bem criados muito tarde.Os resultados nos mostram que com raras exceções, os melhores cavalos de corrida do Brasil criados nestas últimas décadas foram potros bastante precoces e que participaram com destaque na campanha dos 2 anos. A criação no Brasil melhorou muito, e estamos produzindo potros fisicamente maiores, com um grande número de animais correndo na casa dos 500Kg. Aprumos mais corretos e fortes, cavalos mais rústicos e resistentes, é o que procuramos em cada nova geração que criamos, mas nada disto tem importância se eles não forem corredores. A velocidade é a principal meta desta atividade linda, mas rotineira, e é atrás desta velocidade que estamos sempre em busca para suplantar-mos nossos próprios recordes.


pOR Milton Lodi

THIAGO FERNANDES, GÁVEA, INDICAÇÕES, PARA ESTA SEXTA, 18/02


1º Páreo – Datura Stramonium volta a atuar contra os animais da sua idade, é a mais ligeira do campo e pode vencer de ponta a ponta. Dinda fica com a formação da dupla. A seguir, Rambo Kid.

2º Páreo – Blessed Nugget venceu com grande autoridade, pode encostar aos poucos e repetir por aqui. Drika Gall encontra companhia que não intimida, mas como reaparece, merece atenção no cânter. Quota Famous, a seguir. Prova equilibrada.

4º Páreo – Demolidor Black estréia na Gávea com campanha satisfatória para enturmação, conta com o lasix pela primeira vez e leva nosso voto. Mas que se cuide com Great-Iron, que participou na primeira parte do percurso em prova mais encorpada na sua estréia e deve dar trabalho por aqui. Chick Boom, a seguir.

5º Páreo – Quanto Vale deu um verdadeiro vareio na última e, confirmando, tem boa oportunidade para repetir. Vetíver, reaparecendo, e Viejo Amigo, sempre se chegando, são os principais adversários do nosso indicado.

6º Páreo – River Sun foi desclassificado da segunda colocação por falta de peso na última e, mais aguerrido dessa vez, deve vencer a prova. Índio Claro fica com a formação da dupla. Destacado King, a seguir.

7º Páreo – Old Elliott encara o claiming pela primeira vez e pode voltar a vencer. Super Guardiola, ligeiro e bem balizado, surge como segundo nome na prova. Á Flor da Pele, a seguir.

8º Páreo - Voltando a atuar sem sobrecarga e de lasix pela primeira vez, Tarantela Alegre surge como força da prova. Doviana fica com a formação da dupla. A seguir, Leve e Solta e Oh Carol.

9º Páreo – Regal Charm, mais aguerrido e bem balizado, pode encerrar a reunião. Samba Mestre, mais adaptado à distância, e Doumarin, em baliza desfavorável, são os principais adversários.

Indicações:

1º Páreo: Datura Stramonium (2) – Dinda (5) – Rambo Kid (1)
2º Páreo: Blessed Nugget (6) – Drika Gall (3) – Quota Famous (2)
3º Páreo: Coronopus (2) – Eduardo Fighter (6) – Mimoso (3)
4º Páreo: Demolidor Black (4) – Great-Iron (6) – Chick Boom (2)
5º Páreo: Quanto Vale (4) – Vetíver (2) – Viejo Amigo (6)
6º Páreo: River Sun (8) – Índio Claro (1) – Destacado King (6)
7º Páreo: Old Elliott (3) – Super Guardiola (1) – À Flor da Pele (7)
8º Páreo: Tarantela Alegre (6) – Doviana (8) – Leve e Solta (9)
9º Páreo: Regal Charm (2) – Samba Mestre (1) – Doumarin (11)

por Thiago Fernandes/Raia Leve

TARUMÃ CONCURSOS IMPERDÍVEIS NESTA SEXTA


Betting 5 terá R$ 39 mil de bonificação e Open Betting R$ 4 mil
Nas corridas desta SEXTA-FEIRA, a partir das 16h45, os turfistas terão bons motivos para apostar nas provas do Hipódromo do Tarumã.

Os concursos Betting 5 e Open Betting oferecerão, juntos, bonificação de R$ 43 mil.

O Betting 5, com início na quinta carreira, às 18h50, terá R$ 39 mil de bonificação para quem acertar as cinco últimas duplas exatas. Aposta mínima é R$ 4,00.

Já o Open Betting, a partir do sétimo páreo, às 19h55, terá R$ 4 mil de bonificação para o acerto das três ultimas duplas. Aposta mínima: R$ 2,00.

Lembrando que no caso de acerto dos concursos com o número máximo de pontos, o apostador leva, além da bonificação, o movimento apostado no dia.

Outra modalidade que chama a atenção é o Pick 7, que, mesmo sem a bonificação, proporcionará bom dividendo a quem acertar o maior numero de ganhadores nas sete últimas provas. A inversão custa R$ 0,50 e o início será no terceiro páreo, às 17h45.

NATAN, INDICAÇÕES PARA ESTA SEXTA,18;02, GÁVEA


1º PÁREO: INICIO DO PICK 3. DATURA STRAMONIUM ESTÁ DE VOLTA ‘A PISTA DE AREIA ONDE PERMANECE INVICTA, DEVE CONTINUAR A SERIE. DUPLA COM DINDA. A SEGUIR GO GO GO E PIKE GREGORIANA.



DATURA STRAMONIUM (2) – DINDA (5) – GO GO GO (6) – PIKE GREGORIANA (4)



2º PÁREO: OVERBOLD ATROPELA FORTE E AQUI NÃO VAI SER DIFERENTE. DUPLA COM BLESSED NUGGET. A SEGUIR DRIKA GALL E ELLIS NINA.



OVERBOLD (5) – BLESSED NUGGET (6) – DRIKA GALL (3) – ELLIS NINA (4)



3º PÁREO: INICIO DO PICK 7. CORONOPUS E MIMOSO DEVEM DECIDIR A CARREIRA, DUPLA BOA. AINDA COM CHANCES PHYLLIPOS E MONTFERRAND.



CORONOPUS (2) – MIMOSO (3) – PHYLLIPOS (4) – MONTFERRAND (5)



4º PÁREO: DEMOLIDOR BLACK ESTREIA EM PÁREO DENTRO DE SUAS POSSIBILIDADES. DUPLA COM GREAT IRON. A SEGUIR CHICK BOOM E SOUTHERN ARABIAN.



DEMOLIDOR BLACK (4) – GREAT IRON (6) – CHICK BOOM (2) – SOUTHERN ARABIAN (1)



5º PÁREO: QUANTO VALE VENCEU DISPARADO E DEVE BISAR AQUI. DUPLA COM VETIVER. AINDA COM CHANCES VIEJO AMIGO E NIBELUNGO.



QUANTO VALE (4) – VETIVER (2) – VIEJO AMIGO (6) – NIBELUNGO (5)



6º PÁREO: RIVER SUN FOI DESCLASSIFICADO POR FALTA DE PESO, AGORA DEVE VENCER. DUPLA COM INDIO CLARO. CHANCE AINDA PARA SHE’S LETHAL E TOP FLY.



RIVER SUN (8) – INDIO CLARO (1) – SHE’S LETHAL (3) – TOP FLY (5)



7º PÁREO: INICIO DO OPEN BETTING. OLD ELLIOTT REAPARECE EM PÁREO FRACO, PODE VENCER. DUPLA COM A FLOR DA PELE. A SEGUIR TINTO BLUFF E GRINGO.



OLD ELLIOTT (3) – A FLOR DA PELE (7) – TINTO BLUFF (2) – GRINGO (5)



8º PÁREO: PÁREO EQUILIBRADO, CADA DIA GANHA UMA, FICAMOS COM TARANTELA ALEGRE. DUPLA COM DOVIANA. A SEGUIR LEVE E SOLTA E PERSONAL DREAM.



TARANTELA ALEGRE (6) – DOVIANA (8) – LEVE E SOLTA (9) – PERSONAL DREAM (5)



9º PÁREO: MAIS UM PÁREO EQUILIBRADO PARA FECHAR A REUNIÃO. REGAL CHARM FOI MUITO JOGADO E TIROU TERCEIRO, MAIS AGUERRIDO, PODE SER A SALVAÇÃO DA LAVOURA. DUPLA COM FINISH DAY. A SEGUIR DOUMARIN E SELO ESCARLATE.



REGAL CHARM (2) – FINISH DAY (3) – DOUMARIN (11) – SELO ESCARLATE (7)

CELSO AFONSO, INDICA PARA AS CARREIRAS DESTA SEXTA, 18/02, NA GÁVEA


1° Páreo: Datura Stramonium retorna a pista de areia, volta a encarar animais somente de seis anos e deve emplacar mais uma vitória no início do Pick 3. Sempre por perto, Dinda pinta como segundo nome da carreira. Go Go Go é bom azar para trifeta.

DATURA STRAMONIUM (2) – DINDA (5) – GO GO GO (6)



2° Páreo: Prova mais complicada da reunião, onde, Blessed Nugget, que vem de vitória fácil, sobe de turma com possibilidade. Drika Gall vem encarando turma muito mais forte e pode estourar com rateio alto. Ellis Nina, ameaça.

BLESSED NUGGET (6) – DRIKA GALL (3) – ELLIS NINA (4)



3° Páreo: Já maduro no páreo, Coronopus é boa oportunidade para o líder Henderson Fernandes marcar mais um ponto. Eduardo Fighter, apesar de mais velho, surge como oponente perigoso. Mimoso regula com o defensor do Haras Jugica e é opção viável na abertura do Pick 7.

CORONOPUS (2) – EDUARDO FIGHTER (6) – MIMOSO (3)



4° Páreo: Amparado por campanha animadora do eixo Tarumã/ Cidade Jardim, Demolidor Black encara companhia desfalcada e tem destaque. Great-Iron também corre o claiming pela primeira vez, conta com a eficiência do Stud Palurape e merece atenção. Chick Boom, para trifeta.

DEMOLIDOR BLACK (4) – GREAT-IRON (6) – CHICK BOOM (2)



5° Páreo: Quanto Vale deu um galope de saúde na última e sobe de turma como força destacada. Muito bem preparado, Viejo Amigo é chegada certa. Vetíver tem carreira para brigar pelos primeiros postos, mas, como não corre desde julho do ano passado, merece cautela.

QUANTO VALE (4) – VIEJO AMIGO (6) – VETÍVER (2)



6° Páreo: Mais aguerrido, River Sun tem ótima chance para emplacar a primeira por aqui. Limit-Off vem de boa atuação em São Vicente e fica na expectativa de fracasso do defensor do Stud Cafelândia. Índio Claro, vindo de dois segundos, a seguir.

RIVER SUN (8) – LIMIT-OFF (7) – ÍNDIO CLARO (1)



7° Páreo: No claiming pela primeira vez, Old Elliott pode voltar a correr bem e fazer as pazes com o vencedor. Super Guariola, ligeiro e bem balizado, e Tinto Bluff, com Dalto Duarte, são combinações bem gastas no Open Betting.

OLD ELLIOT (3) – SUPER GUARDIOLA (1) – TINTO BLUFF (2)



8° Páreo: Tarantela Alegre possui três vitórias neste páreo, conta com o Lasix pela primeira vez e pode perfeitamente se reabilitar. Leve e Solta e Doviana regulam bastante, estão sempre nos primeiros posto e hoje não deve ser diferente.

TARANTELA ALEGRE (6) – LEVE E SOLTA (9) – DOVIANA (8)



9° Páreo: Mais aguerrido e aclimatado por aqui, Regal Charm pode fechar a reunião com vitória. Doumarin está tinindo e promete vender caro a derrota. Samba Mestre e To The Limit surgem como melhores nomes para quadrifeta.

REGAL CHARM (2) – DOUMARIN (11) – SAMBA MESTRE (1)





Por Celson Afonso - Foto: Davi Oliveira

IRATI TEM SENSACIONAL GRANDE PRÊMIO NESTE FINAL DE SEMANA

CASCAVEL TEM I GP DE VELOCISTAS NESTE FINAL DE SEMANA

GIMENES CHAMA AZEVEDO AO DEBATE

Sobre críticas que o candidato da oposição, Eduardo da Rocha Azevedo, tem feito às realizações da gestão Novo Jockey, Mário Gimenes propõe um debate para que sejam comparadas as propostas. “Vamos comparar a gestão da qual ele participou e a atual, as realizações, como foi feita a administração financeira do clube, as diferenças de propostas e visões sobre o futuro do turfe brasileiro. Um debate com televisionamento da TV Jockey e a participação da grande mídia”, diz Gimenes

FARDA VENCEDORA TEM NOVO TREINADOR


Eduardo Garcia assume a tropa do Farda Vencedora !

Encerrou-se na tarde desta quinta-feira, o ciclo de Nilson Lima como treinador responsável pelos animais do Stud Farda Vencedora, dos irmão Marcos e Mauro Ribeiro Simon.

De forma amigável, o acordo entre as duas partes, que teve início em abril de 2007 e rendeu muitas e importantes vitórias, foi rompido e, a partir de amanhã, Eduardo Garcia já estará na raia trabalhando a tropa da consagrada coudelaria.

O popular Edu também estará à frente dos animais do Stud Farda Amiga ( uma parceria formada pelo Farda Vencedora & Old Friends ), que estavam aos cuidados de Nilson Lima.

Marcos Ribeiro Simon fez questão de ressaltar à reportagem do Raia Leve seus votos à Nilson Lima : " Desejo que ele continue a ter todo sucesso que teve comigo, com seus atuais e futuros proprietários ; trata-se de uma pessoa honesta e íntegra pela qual nutro muita admiração e amizade ".

por Jair Balla/Raia Leve
foto Gerson Martins

GÁVEA, PROVAS ESPECIAIS PARA ESTE FINAL DE SEMANA


Duas Provas Especiais dão um tempero a mais na programação deste final de semana no Hipódromo da Gávea. Quarenta páreos ao todo serão disputados, sendo nove na sexta e na segunda e 11 em cada dia do final de semana.

No sábado, o prado carioca se presta honrarias a rainha Virginie, com a prova em seu nome, na distância de 2.000 metros, pista de grama. As competidoras são: Que Milionaria - H.Fernandes (59-1), Tua Carina (P1) - W.Alencar (51-2), Paint Of Joy - R.Salgado (51-3), Boa Energia - B.Reis (59-4), Hostellerie - D.Duarte (59-5), La Villette - M.Almeida (57-6), Xarinha - C.Lavor (56-7), Vegas (P2) - V.Gil (56-8), Mandjula - J.Leme (59-9), Mama Perez (P2) - A.Santana (56-10), Half Step (P3) - F.Chaves (51-11), Noiva Graciosa (P1) - L.Duarte (54-12), Hug Me Baby (P3) - E.Ferreira Filho (51-13) e Gororoba do Ipê - M.Cardoso (59-14). Esta largada está prevista para as 18h40.

No domingo, a homenagem será para o excepcional Falcon Jet, no oitavo páreo da programação. Talento - H.Fernandes (59-1), Ten Above - M.Almeida (56-2), A Sangue Frio - C.Lavor (59-3), Timeo - M.Mazini (59-4), Olympic For Fun(ARG) - D.Duarte (56-5), Estupendo Nizo - E.Ferreira Filho (51-6), Top Art - M.Cardoso (57-7), Zeuss Cometa - B.Reis (56-8) e River Tiete - L.Duarte (59-9). O páreo acontece nos dois quilômetros do gramado.


por Danielle Franca

HISTÓRIA DO TURFE



TARUMÃ, FAVORITOS DA CRONICA PARA ESTA SEXTA , 18/02

FAVORITOS DA CRONICA TURFISTICA PARANAENSE PARA ESTA SEXTA FEIRA

1º Páreo: LADY COAX - 5 (6) DON LORENZO - 2 (1) NOBRE DODGE - 4 (1)

2º Páreo: LADY ROUGE - 1 (8)

3º Páreo: FOREWARD - 1 (5) MY BEST WAY - 3 (3)

4º Páreo: VOGANTE - 5 (6) CITADEL ROC - 1 (2)

5º Páreo: BLASY DI REDATORE - 3 (4) VOLTAGEM ALTA - 8 (3) BRAVIA DI DODGE - 4 (1)

6º Páreo: PREGA FOFO - 7 (5) ELLYSYO - 4 (2) QUADRIALADO - 2 (1)

7º Páreo: GLÓRIA AZUL - 1 (6) OPPORTUNITY KNOCKS - 6 (2)

8º Páreo: SCOUTE FAVOURITE - 1 (4) DESTAKE BOY - 6 (3) PERFECT LARK - 3 (1)

9º Páreo: TRUCK FAST - 7 (3) DILIGÊNCIA - 2 (2) TSOTSI - 6 (2) OUR SMILE - 4 (1)

Orquidea 10

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Cavalos, Foto


LAGES, PENCA NESTE FINAL DE SEMANA, 19,20 E 21/02

O presidente do Jockey Clube de Lages, Tom Costa, está entusiasmado com o a promoção deste sábado, domingo e segunda-feira, um GP de Turfe em homenagem aos treinados de cavalos, classe valorizada perante o turfe lageano. Até mesmo pela procura de vagas, são doze animais já confirmados. A cancha reta de Lages é a mais famosa do Brasil, e tem um histórico de grandes prêmios aqui na cidade


fonte - Ag. Anig

CAVALOS, ARTE




JOCKEY, MINISTÉRIO AJUIZA AÇÃO CONTRA O JOCKEY CLUB DE CAMPO GRANDE


O Ministério Público do Trabalho ajuizou ação civil pública contra o Jockey Club de Campo Grande (MS), o hipódromo Aguiar Pereira de Souza, por usar mão de obra infantil. Segundo a ação, dez adolescentes com idades entre 12 e 17 anos trabalhavam no local limpando cavalos, em condições insalubres.
O caso chegou à Procuradoria após denúncia anônima, que pediu fiscalização à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego. A vistoria, realizada nos dias 6 e 7 de janeiro, constatou que os jovens cuidavam de baias e cavalos em currais e estábulos, sem condições adequadas de higiene, sob pretexto de aprenderem a montar, segundo a ação.
"[As fiscais] constataram trabalho de menores, em condições insalubres, perigosas, o que é totalmente vedado pela Constituição Federal e pela Convenção 182 da Organização Internacional do Trabalho, que proíbe as piores formas de trabalho infantil", afirmou o procurador do Trabalho em Mato Grosso do Sul Cícero Rufino Pereira.
De acordo com a Procuradoria, dois dos adolescentes dormiam no local "em alojamento precário, sem as mínimas condições de higiene", sem documentos dos pais ou responsáveis autorizando o pernoite.
Um dos garotos disse não estar matriculado em nenhuma escola e não saber qual seria sua remuneração pelo trabalho. Os outros nove recebem R$ 300 mensais.
A ação pede que a Justiça do Trabalho condene o clube a pagar R$ 300 mil de indenização por dano moral coletivo, R$ 10 mil para cada jovem prejudicado e R$ 10 mil para cada reincidência de infrações encontradas, além de pagar direitos trabalhistas.
Durante a fiscalização, o Jockey Club foi autuado por manter trabalhador menor de 16 anos e por manter empregado com idade abaixo de 18 anos em locais e serviços insalubres ou perigosos. Foi também expedido um Termo de Afastamento do Trabalho dos jovens e dado prazo para quitação de direitos trabalhistas.
OUTRO LADO
O presidente do Jockey Club de Campo Grande, Antônio Trindade Neto, disse que o clube não pode ser responsabilizado, pois o local é aberto e cada cocheira tem seu próprio dono.
"Cada proprietário tem seus empregados, seu treinador. Cada cocheira tem seu quarto, sua cozinha e seu banheiro. E cada um fica com sua cocheira. Agora, se eles limpam, não cuidam, o problema é deles", afirmou Trindade.
O advogado afirmou ainda que, dos dez garotos que a fiscalização do trabalho disse ter encontrado, três eram alunos de montaria e os outros sete eram filhos de instrutores ou amigos dos outros garotos.
Trindade Neto também afirmou que a ação é motivada por interesse de empresas no terreno do clube.

JÉCA ESTA FORA DO LATINO


Indicado pelo JCSP para o XXVII Gran Premio Asociación Latinoamericana de Jockey Clubes e Hipódromos (gr. I), do próximo dia 12 de Março, em San Isidro, o 3 anos Jéca, por Inexplicable e Volition (Ghadeer), de criação do Haras J.B.Barros e propriedade do Haras Rio Iguassú, não mais embarcará para a Argentina e está fora do compromisso internacional.

O motivo do impedimento foi o resultado positivo do seu exame em relação à piroplasmose, realizado em São Paulo. No entanto, o Dr.Maurício Pontarolo, responsável pela assistência veterinária prestada aos animais do Haras Rio Iguassú, explicou à reportagem do Raia Leve que Jéca não está necessariamente infectado.

“O resultado do exame de piroplasmose acusou positivo, e isso, infelizmente, impede a sua viagem e a sua consequente participação no Latino Americano. Contudo, seria bom esclarecer que este resultado não indica necessariamente que ele está portando a doença, uma vez que um simples contato com o agente patológico, a Babesia caballi, já pode ter motivado a criação de anticorpos, e estes, por sua vez, podem ter sido os responsáveis pelo resultado positivo”, explica Pontarolo.

O profissional endossou que, apesar da impossibilidade do animal participar do páreo em San Isidro, o quadro não preocupa, e Jéca sequer será retirado de treinamento.

“Se de fato as nossas expectativas se confirmarem, a causa disso tudo foi mesmo uma formação de anticorpos decorrente de um contato com a Babesia caballi. Vale ressaltar também que a Babesia caballi é um agente bem menos agressivo do que a Babesia equi, e, em face disto, um eventual tratamento irá requerer procedimentos bem mais simples do que se o agente em questão fosse a Babesia equi. Vamos aguardar os próximos dias, mas acredito que o animal sequer será retirado de treinamento. Agora sem o ‘Latino’ na programação, ele deverá voltar a competir no GP Oswaldo Aranha (gr.III) ou em alguma outra preparatória do GP São Paulo (gr.I) que volta a ser o principal foco de sua campanha”, concluiu o profissional.

por Victor Corrêa

LA PASSIONE "TRITUROU" NO 43o GP TURFE GAÚCHO



TIGER HART

LA PASSIONE NA CONDUÇÃO ,DO AGORA TRICAMPEÃO DO TURFE GAUCHO, VALMIR ROCHA, VENCEU COM MUITA FACILIDADE O 43o GRANDE PRÊMIO TURFE GÁUCHO, DISPUTADO NA TARDE DE HOJE NO HIPÓDROMO DO CRISTAL.
A CAMPEÃ É UMA FILHA DE TIGER HART EM DAMA DA MADRUGADA, CRIADA PELO SUPER CAMPEÃO HARAS SANTARÉM, PROPRIEDADE , DO HARAS CAMBAY E FOI APRESENTADA EM EXEPECIONAL ESTADO PELO CAMPEÃO E AGORA BICAMPEÃO DO TURFE GAUCHO J. GONÇALVES.
TEMPO PARA OS 700 METROS FOI DE 38.8

fonte - Ag, Anig

ELEIÇÕES, CHAPA JOCKEY FORTE

Mário Gimenes propõe fazer um debate com Rocha Azevedo

Cerca de 400 pessoas, a grande maioria de sócios do Jockey Club de São Paulo, prestigiaram o lançamento da candidatura de Mário Gimenes e sua Chapa Jockey Forte, para presidência do clube paulista. O evento foi realizado na quinta-feira da semana passada, no amplo comitê montado na esquina da rua Chile com avenida Nove de Julho, no Jardim América, SP. No concorrido encontro, capitaneado por Mário Gimenes e pelo presidente Márcio Toledo, foram anunciadas algumas medidas da plataforma do candidato. Uma das principais, a garantia de pagamento dos prêmios das provas de Grupo e Listed Races conforme reza a ABCPCC e a Federação Internacional de Autoridades Hípicas, “o que não foi feito antes porque passamos a atual administração pagando contas do passado”, ressalta Gimenes.
Essa medida e outras não menos importantes são elencadas pelo candidato da Chapa Jockey Forte em entrevista exclusiva nesta edição do Jornal do Turfe. Na conversa, Gimenes afirma que o Estatuto Social suprimiu dos sócios jubilados o direito de votar e ser votado. “Vamos encaminhar para uma Assembléia Geral a votação sobre a recuperação deste direito, assim como acontece em qualquer clube do Brasil em que as administrações em geral privilegiam seus mais experientes quadros”.
Sobre críticas que o candidato da oposição, Eduardo da Rocha Azevedo, tem feito às realizações da gestão Novo Jockey, Mário Gimenes propõe um debate para que sejam comparadas as propostas. “Vamos comparar a gestão da qual ele participou e a atual, as realizações, como foi feita a administração financeira do clube, as diferenças de propostas e visões sobre o futuro do turfe brasileiro. Um debate com televisionamento da TV Jockey e a participação da grande mídia”, diz Gimenes

HISTÓRIA DO TURFE

Cavalo, desabafo de um Cavalo

Desabafo de um Cavalo


Dono meu, treinador meu, cavalariço meu, jóquei meu:
- Dá-me frenquentemente de comer e de beber, e quando tenhas terminado de trabalhar-me, dá-me uma ducha e uma cama onde eu possa descansar comodamente;
- Examina todos os dias os meus pés e limpa o meu pelo com escova;
- Quando eu recusar a ração, examina os meus dentes e minha boca, porque bem pode ser que eu tenha uma travagem que me impeça de comer;
- Fala-me, tua voz é sempre mais eficaz e mais convicente pra mim, que chicote e que as rédeas;
- Acaricia-me frequentemente, para que eu possa compreender-te, querer-te e servir-te da melhor maneira e de acordo com os teus desejos;
-Não cortes o meu rabo muito curto, privando-me do melhor meio que tenho para espantar as moscas e insetos;
- Não me batas violentamente e nem dês golpe violentos nas rédeas, se não obedeço como queres, é porque ou não te compreendo, ou porque estou mal encilhado, com o bridão mal colocado, com alguma coisa nos meus pés ou meu lombo que me causa alguma dor;
- Se eu me assustar, não deves bater-me e nem me dê chasco com o cabresto sem saber a causa disso, pois bem pode ser o defeito de minha vista ou um providencial aviso para ti;
- Não me obrigues a andar muito depressa nesta vila hípica emburacada;
- Não permaneças montado sem necessidade, pois prefiro caminhar, do que ficar parado com uma sobrecarga sobre o dorso;
- Quando cair, tenhas paciência comigo e ajuda-me a levantar, pois faço quanto posso para não cair e não causar-te desgosto algum;
- Se tropeçar não deves por a culpa em cima de mim , aumentando a minha dor e a impressão de perigo com tuas chicotadas; isso só servirá para aumentar meu medo e minha má vontade, pois você sabe que a raia tem buracos;
- Procura defender-me da tortura do bridão, não no trabalho, mas quando esteja em descanso, e cobre-me com a manta ou com uma capa apropriada;
- Quando por qualquer motivo eu me bater no boxe de largada, peças aos veterinários que me retire da corrida, porque tenho pena dos meus apostadores;
- Enfim meu dono, quando a velhice me tornar inútil, não esqueças o serviço que te prestei, nem as corridas que eu ganhei, obrigando-me a morrer de dor e privações sobre o jugo de um dono cruel ou nos varais de uma carroça; se não puderes manter-me, ou mandar-me para um haras, mata-me com tuas próprias mãos sem me fazeres sofrer;
- Eis tudo que te peço, em nome daquele que quis nascer numa cocheira, minha morada, e não num palácio, tua casa.



por Crenaldo Queiroz

GIMENES CHAMA AZEVEDO PARA O DEBATE

ELEIÇÕES NO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO

Sobre críticas que o candidato da oposição, Eduardo da Rocha Azevedo, tem feito às realizações da gestão Novo Jockey, Mário Gimenes propõe um debate para que sejam comparadas as propostas. “Vamos comparar a gestão da qual ele participou e a atual, as realizações, como foi feita a administração financeira do clube, as diferenças de propostas e visões sobre o futuro do turfe brasileiro. Um debate com televisionamento da TV Jockey e a participação da grande mídia”, diz Gimenes

CRISTAL, COMENTÁRIOS E INDICAÇÕES PARA ESTA QUINTA, 17/02

Comentários e Indicações para as corridas do dia 17 de fevereiro de 2011

1º Páreo - Viola de Prata foi a que mais impressionou nas eliminatórias e será a nossa indicada para vencer o G.P. Turfe Gaúcho. La Passione, Noite Sulina e Tirano Fly também venceram de maneira incontestável e se vencerem não será surpresa alguma. Sweet Christine pelo tempo que marcou terá que melhorar muito para almejar o 1º lugar.
VIOLA DE PRATA - LA PASSIONE (5-1)- NOITE SULINA - TIRANO FLY

2º Páreo - Quake Fingers e Silver Kiss surgem como fortes candidatas a vitória. Luz das Estrela e Hija Charrua são inimigas temíveis.
QUACKE FINGERS - SILVER KISS (2-4) - LUZ DAS ESTRELAS - HIJA CHARRUA

3º Páreo - Em pista de grama, Tabouret dificilmente será derrotado. Setembro Neva é outro que aprecia o gramado e que pode vencer. Pride Runner venceu em marca pouco recomendável, mas ainda assim poderá se juntar na briga pela vitória. Olho vivo em Gallardo que ainda não confirmou suas atuações do interior do Estado, e com Carlo Garrido que se largar junto pode vencer. Baita Renda pode lutar pela formação da dupla.
TABOURET - SETEMBRO NEVA (7-3) - PRIDE RUNNER - GALLARDO

4º Páreo - Norma Legal tem ótimos trabalhos e deverá vender caro a derrota. Vision Negra conta com a vantagem do aguerrimento e por isso é outro nome forte na carreira. Huellas de Arena é mais uma pupila de Flávio Matos que começa amparada de ótimos floreios. Impossible Star e Sweet Trick não devem ser desprezadas. Estrelaholmeister terá que melhorar muito no gramado para lutar por uma colocação.
NORMA LEGAL - VISION NEGRA (1-4) - HUELLAS DE ARENA - IMPOSSIBLE STAR

5º Páreo - Mesmo deslocando "61 kg" no lombo, é difícil marcar contra Uniboy Di Job que corre demais no tapete verde. Public School na grama costuma render o máximo e surge como forte rival. Tcheckow, Alpicino Di Job e Queen Away podem surpreender os favoritos.
UNIBOY DI JOB - PUBLIC SCHOOL (1-5) - TCHECKOW - ALPICINO DI JOB

6º Páreo - Urucum, Touched e Fuco nos parecem os mais categorizados para este tipo de distância e nesta ordem serão os nossos indicados. Boy Cott e Columério não podem ser descartados.
URUCUM - TOUCHED (2-3) - FUCO - BOY COTT

7º Páreo - Carla Ayala despencou de turma e aqui não deve perder. Primeira Itaquere na última foi muito prejudicada e ainda deu impressão de vitória. Go Golden vem de ótima atuação e tem que ser respeitada. Bella Cosa se acertar a partida, pode ser a bomba da reunião.
CARLA AYALA - PRIMEIRA ITAQUERE (1-5) - GO GOLDEN - BELLA COSA

8º Páreo - Na grama, Canta Pra Mim é indicação obrigatória. Diatibaia e Uchakan chegam ao Cristal com ótima ficha e podem desbancar a favorita. Las Guitarras alcançou o melhor de sua forma atlética e deve ser encarada como uma das candidatas ao topo do placar. Muita atenção com Feitiço do Sul, que se vencer não será surpresa. Homing Missile pode "estufar" uma trifeta. CANTA PRA MIM - DIATIBAIA (4-9) - UCHAKAN - LAS GUITARRAS

9º Páreo - Gongo deixou ótima impressão quando atuou no gramado e surge como forte concorrente ao primeiro lugar. Sack Two é tido em alta conta e pode vencer novamente. Donxiza é confirmador e pode degolar os favoritos. Alvignac tem raça de grama e sua vitória não pode ser desconsiderada. Use It vai se agradar do aumento da distância e pode se misturar no final. Dom Axe e Quioza Dutchman só para as trifetas.
GONGO - SACK TWO (6-5) - DONXIZA - ALVIGNAC

10º Páreo - Complicado o páreo de encerramento, Elenor, Aranel, Xwife, Vidia e Cibalena tem ligeiro destaque. Olho vivo em Gata Cintilante que desta feita pode parar só depois do disco. Run From Police e Estrêla Marcia podem explodir os concursos.
ELENOR - ARANEL (1-5) - XWIFE - VIDIA

fonte - JCRS

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

ELEIÇÕES, ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS A PRESIDENCIA DO JOCKEY CLUB DO PARANÁ

3) Em relação à pedra única, qual a sua opinião e posição?

Crésus: A pedra única é uma aspiração antiga, pela qual eu lutei muito para que se tornasse realidade. Não sei como está hoje, mas se depender de mim será uma realidade.

Jael: Não poderia ser contrário, jamais. A pedra única talvez seja a salvação da lavoura no turfe brasileiro. Eu já vejo com muito bons olhos as discussões que hoje se fazem a respeito da pedra única. E, você veja uma coisa, eu já disse aqui que sou favorável ao Márcio Toledo: o Márcio foi o primeiro, presidindo o Jockey Club de São Paulo, a não dar corridas no dia do Grande Prêmio Paraná. Isto para mim foi um ponto inicial fabuloso, porque é por aí que se inicia a pedra única. Então, eu sou francamente favorável.

4) Como você vê a realização de corridas semanais no Jockey Club do Paraná? Se acredita na possibilidade de isso acontecer, como pretende viabilizá-las?

Crésus: Eu vejo com muita simpatia, e acho que o público turfista tem necessidade disso. Para viabilizá-las, seria aumentando o número de animais na vila hípica.

Jael: É claro que o ideal seria dar corridas semanais no Tarumã. Para viabilizá-las, terá que haver um Jockey Club do Paraná forte, com uma situação financeira muito bem definida. Para isto eu vou precisar ver como eu vou receber o caixa do Jockey Club do Paraná, a parte da tesouraria, porque eu não sei: eles não dizem para ninguém, não deixam ninguém saber como é que nós estamos hoje, se temos dinheiro, se não temos. Então, é lógico que pretendemos realizar corridas semanais, dependendo, no entanto, de como está o nosso caixa. Ou então, se devemos melhorar primeiro o caixa.

VAQUEIJADA PEGA DO BOI



Alegrete



JARUGARI, GRANDE PRÊMIO DIAS 19, 20 e 21/02



É dias 19, 20 e 21 o GRANDE PRÊMIO CIDADE DE JARUGARI-RS.

Turfistas, Divulguem-me os nome

Caros Sergio Figueira e Miguel Jorge Boabaid e outros,
Esses relatos, embora já esperados, são igualmente terríveis. Sócios-efetivos sendo listados em chapas do clube para se locupletarem dele; para se fartarem de benefícios; para fazerem uso de seus ativos. Pessoas que confundem dever com privilégio; uma gente, que sem qualquer vocação para administração ou para o cavalo de corrida, pensam apenas em engrossar a folha de despesas do JCB, dando a descarga na nossa água.
Essa é a diferença histórica que vem dilacerando o MGA do Jockey Club Brasileiro desde a saída da gestão Fragoso Pires: A saída de gente interessada em multiplicar em confronto com a entrada de pessoas cujo único interesse é dividir; uns do passado que somavam e outros do presente que diminuem. Não há adjetivos para qualificá-los.
Gostaria de nomes. Divulguem-me os nomes, porque vamos desmoralizá-los junto ao quadro social, para que nunca mais consigam chupar o sangue dos cavalos de corrida.
Não tenham medo de divulgar os nomes, pois essa é a hora de união em torno do objetivo de limpar as trincheiras do JCB, de esvaziar o clube desses parasitas, para que restem apenas aqueles interessados em levar o turfe adiante.
Vamos afastar o “presidente” e desmoralizar as pessoas que mereçam a desmoralização, pois nesses onze anos, posso garantir aos senhores que sócios ruins dessa entidade fizeram com que uma fortuna fosse jogada fora, um número arrepiante que beira ao bilhão de reais (acreditem os senhores) foram para a lata do lixo. Quando o JCB se livrar dos inimigos do cavalo, o MGA pula no dia seguinte pra dois milhões, e para três milhões em poucos meses, e assim por diante.
Somos a única instituição privada autorizada a explorar o jogo, até que se abrisse o portão do clube para a fúria da contravenção. Até então não tínhamos concorrentes, e ainda é tempo de vencer. Não podemos perder um páreo em que corremos sozinhos, onde o nosso cavalo é o único competidor.
Foi assim na época do Fragoso Pires. Não pensam que éramos melhores do que ninguém. Não éramos não. É que éramos interessados no clube, colocávamos a alma e o nosso coração à frente de tudo, não tínhamos vaidades e muito menos interesses paralelos.
Não pensávamos em beneficiar bookmakers; em vender áreas preciosas; em destruir cocheiras e hospitais; em concentrar o poder; em ceder cargos para amigos; em utilizar o clube como escritório particular; em demitir os empregados; em fechar o armazém e as duchas do cavalo; em destruir as pistas de treinamento., porque essas coisas sempre foram sagradas para nós, portanto não pensávamos em nada disso.
Pensávamos apenas nos cavalos de corrida. Estes sempre nos bastaram.



por Luis Fernando Dannemann

LEANDRO MANCUSO - NOS BASTIDORES DA GÁVEA

- Chegaram neste final de semana na Gávea:

ROSE OF WAR - para B.PIOVESAN

MENSALÃO ALADO – para J.C.OLIVEIRA

BEST QUICK - para D.GUIGNONI

INDIVIDUO – para R.MARQUES

ESTRELA SOIT – para C.RODRIGUES

MARUBI LARK - para A.R.SILVA

LIMIT OFF - para J.B.NOGUEIRA

EDUARDO FIGHTER - para J.B.NOGUEIRA

TRICK SIX - para J.B.NOGUEIRA

2 - O cavalo Too Friendly (Haras Santa Maria de Araras) está tinindo e deverá reaparecer em breve nos programas. Segundo informações seguras, deve correr na turma, pois retorna de parado.

3 - O cavalo Saberete, hoje treinado por D.Guignoni, para quem não sabe, foi dito por muitos como inutilizado para corridas, porém, ficou em recuperação no Haras Praça XV, na supervisão do treinador Edson Ricardo, retornou às pistas após longa ausência e deverá correr uma prova na milha no final do mês. Curiosidade: Saberete foi um dos poucos cavalos que ficou no Haras Santa Maria de Araras, mesmo não sendo de propriedade de Julio Bozzano. Na volta, com certeza venderá caro a derrota.

4 - Estiveram no Rio de Janeiro o treinador do Rio Grande do Sul e ex-joquei Clovis Dutra, os proprietários Prof. Rogerio e Dr.Krieger (ambos a passeio e em busca de compras de cavalos para o Cristal).

5 - O cavalo Ausone retornou aos galopes matinais após um contratempo, está bem bonito e sendo bem preparado por J.A.Lopes, no CT Bela Vista, e deverá correr no proximo mês.

6 - Falando em CT Bella Vista, J.C.Coutinho está treinando alguns animais do Stud Mesqueu, Haras The Best, entre outros, com a supervião de C.H.Coutinho.

7 - Esteve na Gávea prestigiando as corridas um dos titulares do Stud F.B.L., Sr. Claudio, que viu sua Sound Of Thunder perder páreo incrível, porém, tem um potro em São Paulo chamado Mario Bross que poderá correr a segunda ou terceira provas dos potros aqui na Gávea. Esse bom cavalo tem o preparo de S.Dornelles.

8 - Olympic Message é uma égua de exceção, realmente diferenciada, possui um sprint final de encher os olhos de todos que amam o turfe, ganhou aos esbarros, mostrando que deverá ser a tríplice coroada. Parabéns para todos da equipe do Haras Regina, entre eles o amigo A.Santana.

9 - Último Furo, pilotado por M.Mazini, substituindo Ilson Correa, ganhou aos esbarros e em boa lei, está em franca evolução esse crioulo do Haras Anderson. Hoje, sem sombra de dúvidas, é o cavalo a ser batido na 2ª Prova da Tríplice Coroa.

10 - O jóquei M.Mazini está com novo agente de montarias, Luizinho, que já trabalhou com R.D.L.Santos e R.Salgado. Boa sorte na nova empreitada.

11 - O aprendiz gaúcho L.S.Machado, que chegou recentemente na Gávea, já esta trabalhando e inclusive já tem como agente de montarias Rodrigo Lopes. O promissor aprendiz começará como de terceira categoria, pois possui 14 vitórias no Hipódromo do Cristal.

JABURÚ VIP É SACRIFICADO


Em razão de um quadro bastante desenvolvido de laminite, o alazão Jaburú Vip, 3 anos, filho de Inexplicable e Daflan (Burooj), de criação do Haras J.B.Barros e propriedade do Stud Malta, foi sacrificado na tarde de ontem, no Uruguai.O ganhador do Grande Prêmio Paraná 2010, que havia sido embarcado para Maroñas a fim de competir no GP José Pedro Ramírez deste ano, acabou não sendo apresentado na competição frente a um problema de casco. E mesmo com o acompanhamento do treinador Ricardo Colombo e do veterinário Marlon Siqueira, que na semana passada viajou até o Uruguai para analisar o caso, a lesão se agravou, atingindo o estágio da laminite. Por fim, a complicação “passou” para a outra “mão” do animal, se tornando, desta maneira, quase que impossível a sua recuperação.Em apenas 5 apresentações, Jaburú Vip venceu uma eliminatória na sua estréia, em Curitiba, para depois secundar Nebbione no GP Presidente Carlos Paes de Barros (gr.II) em Cidade Jardim. Apenas 19 dias depois de fracassar no GP Ipiranga (gr.I), Jaburú Vip venceu o GP Paraná (gr.I). A última apresentação do então pupilo de Edgar Araújo foi um nono lugar no GP Derby Paulista (gr.I), vencido por Xin Xu Lin. por Victor Corrêa

JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO AUMENTA PRÊMIOS

Conforme resolução da Comissão de Turfe divulgada esta semana, o Jockey Club de São Paulo anuncia o aumento dos prêmios das provas de grupo e listed races, conforme indicado pela Federação Internacional de Autoridades Hípicas e pela Associação Brasileira de Criadores e Proprietários de Cavalo de Corrida. As dotações, que passam a vigorar com efeito retroativo a partir de 2 de janeiro passado, atingem aumentos que variam de 21,57% até 34,44%, certamente trarão um novo impulso ao turfe paulista, que cada vez mais procura se revitalizar e modernizar na gestão do presidente Márcio Toledo. Confira no quadro:

Dotações do Hipódromo Paulistano

Atual Majorado
GRUPO I R$ 27.000,00 + 34,44 % = R$ 36.300,00
GRUPO II R$ 22.000,00 + 32.00% = R$ 29.040,00
GRUPO III R$ 17.000,00 + 28,12 % = R$ 21.780,00
LISTED R$ 10.200,00 + 21,57% = R$ 12.400,00

Fonte: Jockey Club de São Paulo

QUARTO DE MILHA NO BRASIL

Caracolito primeiro QM a ser registrado na ABQM

Tudo começou em 1955, quando a Swift-King Ranch (SKR) importou seis animais dos Estados Unidos para o Brasil, vindos de sua matriz norte-americana, a famosa King Ranch, no Texas, a maior fazenda dos EUA. À medida que vários pecuaristas, banqueiros e homens de negócios tiveram a oportunidade de conhecer os animais Quarto de Milha, começaram a pressionar a SKR para que lhes vendessem alguns exemplares. A companhia atendeu a poucos criadores, vendendo um número reduzido de potros. Em 15 de agosto de 1969, foi fundada a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), no Parque da Água Branca, em São Paulo, onde se encontra atualmente.
Hoje, o plantel brasileiro é composto, segundo dados fornecidos pelo Stud Book da ABQM, atualizados até 16/2/2011 , por 308627 mil animais registrados (vivos), com 61415 mil criadores e proprietários e cadastrados, espalhados por todos os estados brasileiros.




fonte - ABQM

Quarto de Milha, origem da Raça

Wimpy, o cavalo americano precursor da raça





A raça Quarto de Milha foi a primeira a ser desenvolvida na América. Ela surgiu nos Estados Unidos por volta do ano de 1600. Os primeiros animais que a originaram foram trazidos da Arábia e Turquia à América do Norte pelos exploradores e comerciantes espanhóis.
Os garanhões escolhidos eram cruzados com égüas que vieram da Inglaterra, em 1611. O cruzamento produziu cavalos compactos, com músculos fortes, podendo correr distâncias curtas mais rapidamente do que nenhuma outra raça.
Com a lida no campo, na desbravação do Oeste Norte-americano, o cavalo foi se especializando no trabalho com o gado. Nos finais de semana, os colonizadores divertiam-se, promovendo corridas nas ruas das vilas e pelas estradas dos campos, perto das plantações, com distância de um quarto de milha (402 metros), originando o nome do cavalo.
Foi fundada em 15 de março de 1940 a American Quarter Horse Association (AQHA), em College Station, Texas. Em 1946, a AQHA se transferiu para Amarillo, Texas, onde se encontra até hoje, tornando-se a maior associação de criadores do mundo, com cerca de 400 mil sócios e mais de 5 milhões de cavalos registrados, divididos em 43 países, representando 52% dos eqüinos em todo o mundo (dados até 31/12/2008).




fonte ABQM

CAVALOS, CRUELDADE EM NOME DA DIVERSÃO



Uma corrida de cavalos, aproximadamente 80 km. Partiram às 08hs da manhã. Não vi a largada, só vi motos competindo com os cavalos. Cada motoqueiro querendo acompanhar a corrida, pois o seu cavalo, ou o do seu amigo,estava competindo.
Questionei: Por que a corrida agora nesta terrível seca? Por quê? Os cavalos envolvidos na poeira, as motos, jogando mais pó…
Meio – dia, sol a pino, os animais exauridos, já sem forças, sendo estimulados pelos cavaleiros através do chicote.
E vão caindo… sem atingir o ponto de chegada. Carentes, até mesmo de acompanhamento de um médico veterinário. Mas, os pseudo – veterinários, já com a medicação pronta, injetam o que eles acham que será a droga certa.
E assim, morrem alguns animais, sem o mínimo respeito. Antes, estes animais lutavam pela vida, buscando o que comer, lutando com o verão. No entanto, não podem lutar contra amantes das corridas, que, não entendem o olhar de súplica de um animal, pedindo socorro, pedindo clemência, pedindo para viver, para ser amado. Ele também sente dor, está estafado.
O vaqueiro marajoara, acostumado a lidar com os animais, sabe quando deve parar. Os amantes das corridas, querem vencer…
Sente-se o cheiro da morte.
Porém existem leis que protegem esses animais e o artigo 32 da lei federal no. 9605, de 12.02.1998, diz que: “Praticar ato de abuso, maus tratos contra os animais é crime.”A pena é detenção de 03 meses a 01 ano e multa. Se ocorrer morte apena é aumentada de 1/6 a 1/3. Há mais de 500 anos, já dizia o famoso pintor italiano Leonardo da Vinci:
“Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais, e nesse dia, um crime contra um animal, será um crime contra a hum”nidade.”
Dra Eva AbufaiadMed. Veterinária e Eng. Agrônoma
Dr Alacid da Silva NunesMédico Veterinário


Pres. Do Sindicato dos Produtores Rurais de Soure

ASK ME NOT, EXIBIÇÃO DE GALA NO GP CIDADE DE RIO GRANDE



A Cidade de Rio Grande, no ano de seus 274 anos, recebeu a homenagem do Jockey Club de Pelotas, com a realização do Grande Prêmio Cidade de Rio Grande. Acontecimento que marcou presença maciça de turfistas rio-grandinos e da Zona Sul. Tarde festiva, congraçamento entre pelotenses e rio-grandinos, bem como turfistas de todos os pontos do interior do Estado. Representando sua cidade o prefeito Fábio Branco e sua comitiva prestigiaram o grande acontecimento. Carlos Moreira Mazza e Selma (Pintuca) Mazza, bem como demais dirigentes - presidente do Conselho Deliberativo doutor Gines Antunes, doutor Aires Vieiras Martins, ex-presidentes Jayme Power, entre outros. Tarde feita sob medida para um acontecimento marcante. Salientando ainda a presença do deputado Federal Fernando Marroni e esposa deputada estadual Míriam Marroni e mais autoridades.Corrida O grande vencedor da edição 2011 do GP Cidade de Rio Grande, ficou com Ask Me Not, que venceu com uma exibição de gala premiando a farda vitoriosa “azul, frente e costa círculo branco, mangas - do turfista e grande colaborador do JC de Pelotas, Antonio César Santos, que foi pequeno para os muitos abraços pelo grande feito de seu guapo defensor. A vitória foi fácil e na boa marca de 128” para os 2.000m. A direção foi do eficiente Miguel Barreto e a apresentação do “colored” João Rodrigues. Assim, mais uma edição festiva que vai para a história da entidade master do turfe gaúcho e também para os anais da cidade de Rio Grande.Desfile Antes do canter, três cavaleiros fizeram uma homenagem ao Jockey Club de Pelotas, cidade de Rio Grande e Cidade de Pelotas, desfilando com as bandeiras das cidades e do JC de Pelotas. Muitos aplausos e comentários elogiosos para esta apresentação. Apostas excelentes cujo movimento não foi fornecido mas deve ter passado dos R$ 40 mil.




por Jarbas Plíno de Mello

ZARKAVA, NASCE O SEGUNDO PRODUTO




No último dia 11, a fantástica Zarkava, uma das maiores éguas de todos os tempos, deu à luz um potro pelo maravilhoso Sea The Stars. Uma filiação que dispensa apresentações pelos dois nomes citados.Ele nasceu no Haras de Bonneval, do Aga Khan, na França. A informação é que se trata de um potrinho muito correto que lembra muito seu pai.Assim, a invicta campeã do Arco do Triunfo de 2008 (foto) deu, em suas duas primeiras fornadas, dois potros igualmente por ganhadores do Arco. O produto nascido no ano passado tem como pai Dalakhani, primeiro na grande prova de outubro, em 2003. A lembrar que Sea The Stars, ganhou a mesma prova em 2009.

Fonte: JCB

Foto: ESPN

ELEIÇÕES, JOCKEY CLUB DO PARANÁ, ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS

1) Como você enxerga o Jockey Club do Paraná atualmente?

Crésus:
Eu enxergo o Jockey Club do Paraná atualmente quase que recuperado totalmente, mas em fase de franca recuperação. E eu espero que continue assim.

Jael:
Num momento muito perigoso. Digo isso porque nós estamos substituindo tudo que se relaciona ao cavalo, ao amor ao cavalo e às corridas de cavalo, estamos substituindo isso por transações imobiliárias, tendo mais em mente o lucro imobiliário. E isso é muito perigoso para o turfe

por Victor Correia /Raia Leve
entrevista completa - http://www.raialeve.com.br/conteudo/index.php?cod_cont=37330&&cod_secao=3&&mes=02&&ano=2011