Jeane Alves

Jeane Alves
Vitória de G 1 com Equitana

sábado, 21 de abril de 2012

Moroñas - Paparusa vance o Clásico Asociacion de Criadores de S P C


Paparusa uma Brasileira filha de Dubai Dust em La Garufa de Criação e Propriedade do Stud Duplo Oro, conduzida por C A Vigil e treinada por Ivo Pereira foi a vencedora do Clásico Asociacion de Criadores de S P C corrido neste sábado no Hipódromo de Moroñas.

Fausto Durso e Manoel Nunes cabeça a cabeça em Macau


os resultados não poderiam ser melhor para os Brasileiros Fausto Durso e Manoel Nunes cada um venceu 02 carreiras na reunião de hoje em Macau e disparam na liderança das estatisticas
, Durso 46 e Manoel Nunes 43 contra 35 do terceiro colocado

Ricardinho arranca rumo a liderança - Parte 2


Ricardinho 11552 x 11555 Baze

BUENA DICHA VENCE O CLÁSSICO PRES.MARIO RIBEIRO NUNES GALVÃO

Angelo Marcio Souza










com excelente condução de Angelo Marcio Souza, Buena Dicha venceu o Clássico Presidente Mario Ribeiro Nunes Galvão disputado na tarde deste sábado em Cidade Jardim.
Buena Dicha uma filha de First American em Brigit Dawi, criação e propriedade do Haras Ponteio foi apresentada pelo treinador A G S Correa e permanece invicta com duas vitórias.

Viva Rafaela vence com firmeza a Prova Especial Indian Chris



muito bem dirigida por Marcelo Cardoso a potranca Viva Rafaela venceu, em firme atropelada, a Prova Especial Indian Chris destinada a potrancas, inéditas, de 2 anos corrido na distancia de 1500 metros/areia na tarde deste sábado no hipódromo da Gávea.
Viva Rafaela foi apresentada em excelentes condições pelo Campeão Venâncio Nahid, propriedade e criação do Stud TNT, filha do consagrado Know Heights em Linda Rafaela

Licordoce deu show no Clássico Presidente Luiz Nazareno


5o Páreo desta tarde em Cidade Jardim o Clássico Presidente Luiz Nazareno T. de Assumpção apresentou a facílima vitória de Licor Doce com a tranquila direção de J Ventura.
Licor Doce é uma filha de Red Runner em Cat Melody, Criação do Haras J B Barros, treinador P Nickel Filho, propriedade do Stud Basonbul e conquistou sua quarta vitória em atuações.

Harris Teed vencedor do John Porte Stakes - Newbury


Harris Teed com William Haggas vencedor do John Porte Stakes corrido sábado, 21/04, em Newbury






photo http://www.dailymail.co.uk

Lee Shin Young - Treinadora de Cavalos de Corrida - Selangor Turf Club Victor


Até o final do ano, a Coréia pode muito bem ter a sua primeira mulher Presidente. Claro que, a mulher em questão tem tido algumas vantagens. Ela é, afinal, a filha do ditador que presidiu ao longo de quase duas décadas de desenvolvimento econômico extraordinário - e numerosas violações dos direitos humanos. No entanto, se isso acontecer, ele ainda será um momento histórico.


Outro marco: Lee Shin Young (Pic: KRA)
Há uma outra mulher digna de respeito; uma mulher que deve ser atração principal boletins de notícias e dando palestras em universidades superiores da nação. Por mais de dez anos, Lee Shin Young vem conquistando coisas que nenhuma outra mulher jamais antes se aproximam no mundo ultra-predominância masculina de corridas de cavalos coreano. Hoje, ela conseguiu um pouco mais.

Lee Shin Young era apenas a terceira mulher coreana a ganhar uma licença jockey. Ela montou 90 vencedores antes de o ano passado, com a idade de 31, se tornando a primeira mulher coreana para se qualificar como um treinador e abrir seu próprio celeiro. Seria errado dizer que a maioria esperava que ela falhar.

Mesmo aqueles que queriam tê-la a cair em seu rosto - e havia algum - sabia o suficiente sobre Lee para não cometer o erro de subestimar-la. Um personagem formidável e talento, ela estava sempre vai ter sucesso.

Com 15 vencedores de seus primeiros 100 corredores, Lee entrou quatro anos de idade colt Santo Moely (Pillow Nihon Neil) no Turf Clube Selangor Trophy em Seul Race Park hoje. Sob jockey Shin Hyoung Chul - 13 anos Lee sênior, a chance 9-1 levou de porta-a-fio na condução de chuva para gravar uma vitória confortável.

Não foi uma corrida Stakes, mas era de longe a maior vitória da carreira de Lee de formação até à data. Ela tem 17 cavalos sob seus cuidados e mais agora são susceptíveis de vir.

Você nunca vê uma mulher líder-up ou hot-andando a cavalo em Seul ou Busan. No entanto, jockeys jovens, como Kim Hae Sun e Lee Ah Na estão vindo através e agora existem mais mulheres jovens no sistema da KRA de educação. Verifique as suas páginas no Facebook e sem falhas, que lista Lee Shin Young como a pessoa que mais admiro.

Ela é desconhecido fora dos círculos de corrida e ela provavelmente não é nada incomodado por isso. Ela deve ser como o que ela conseguiu merece maior reconhecimento. O que é mais emocionante, porém, está em apenas 32 anos de idade, suas maiores conquistas são, talvez, ainda está por vir.

Por Gyongmaman
foto http://korearacing.wordpress.com

Uvaranas reabre para nunca mais parar


Uvaranas: uma preciosidade do turfe paranaense




Após um longo período sem sediar uma reunião turfística, o Hipódromo de Uvaranas, localizado no Município de Ponta Grossa, no Paraná, reabrirá os portões neste sábado, dia 21 de abril. A partir das 14 horas serão disputados cinco páreos no simpático e tradicional prado. Apenas cavalos alojados no próprio Jockey Club Pontagrossense poderão competir na jornada de reabertura.

Vale destacar que o Hipódromo de Uvaranas não irá tolerar a administração de antiinflamatórios ou quaisquer outras substâncias vetadas pelo Código Nacional de Corridas.

foto Luiz Melão
www.raialeve.com.br

Star Magic defende invencibilidade em Cidade Jardim por Guilherme Genzini


A reunião deste sábado, em Cidade Jardim tem inicio às 14 horas, com 11 provas equilibradas. O Hipódromo da Gávea conta com dez páreos, o primeiro marcado para as 14h15. No turfe paulista, a liderança das potrancas de 3 anos está em jogo no GP Presidente Mario Ribeiro Nunes Galvão (sétimo páreo), em 1.400 metros, grama. A invicta Star Magic (First American) tem grandes possibilidades de chegar à segunda vitória graduada de sua proveitosa campanha. Bela Bisca (Val Royal) mostrou categoria na última e pinta como melhor nome para a dupla. Dawn Surprise (Amigoni) é o tertius.

Na quinta prova, Clássico Presidente Luiz Nazareno T. de Assumpção, para éguas de 3 e mais anos, em 1.600 metros, areia, First Line (Mastro Lorenzo) está madura e só precisa de percurso sem percalços para chegar à terceira vitória. A excelente “arenática” Voglia Buona (Torrential) merece respeito. Licordoce (Red Runner) também não pode ser esquecida.

A seguir, comentários e indicações. Boa sorte!

1º páreo: Por aparentar ser melhor do que a turma, La Fascinante merece o favoritismo. Hilariante Marjory está “voando”. Dança do Ventre sabe mais do que vem mostrando.

2º páreo: A atrasada Quite Cat já merece ganhar. Joyrzaro, melhorando de carreira para carreira, é o principal obstáculo. Orbetello, o terceiro nome.

3º páreo: De volta ao claiming, Gênio pode vencer. Jambo Belo, que já está “encarreirado”, é a diferença. Se Bombardeo voltar correndo o que sabe, é um perigo.

4º páreo: Autoridade pode se impor e chegar à segunda vitória. Indian Bless sabe mais. Depois, Jotaerre.

6º páreo: Liz da Guanabara volta à distância ideal e pode, finalmente, abandonar o páreo de perdedoras. Fabulosa Love, que não correspondeu, e Donzela do Agreste, que agradou, são as melhores opções para a formação da dupla.

8º páreo: Mesmo forçando turma, Curupira deve melhorar com o Lasix e embolar no final. Notung, que melhorou muito, é o grande rival. A espontânea Validitá merece respeito.

9º páreo: Agora “aguerrido”, Fala Nadav tem tudo para melhorar. Cosmic Color está no mesmo caso. Aissim é o que ostenta melhor forma. Carreira equilibrada.

10º páreo: De pouco em pouco, Capitão Time vai voltando ao melhor estado. Vale lembrar que conta com o reforço de Bombardeiro. Luther já correu em turmas mais reforçadas. Valet Park deve ser visto com maior atenção.

11º páreo: Estrela da India, agora “aguerrida”, é nome forte para fechar a reunião. Sweet New deve atropelar com vigor. Barbara Storm vem depois.

Indicações:

1º páreo: La Fascinante (3) – Hilariante Marjory (1) – Dança do Ventre (2)
2º páreo: Quite Cat (4) – Joyrzaro (3) – Orbetello (6)
3º páreo: Gênio (1) – Jambo Belo (4) – Bombardeo (5)
4º páreo: Autoridade (1) – Indian Bless (4) – Jotaerre (3)
5º páreo: First Line (2) – Voglia Buona (6) – Licordoce (4)
6º páreo: Liz da Guanabara (4) – Fabulosa Love (10) – Donzela do Agreste (5)
7º páreo: Star Magic (3) – Bela Bisca (15) – Dawn Surprise (4)
8º páreo: Curupira (9) – Notung (3) – Validitá (7)
9º páreo: Fala Nadav (7) – Cosmic Color (5) – Aissim (1)
10º páreo: Capitão Time/Bombardeiro (2) – Luther (6) – Valet Park (12)
11ºpáreo: Estrela da India (5) – Sweet New (10) – Barbara Storm (2)

por Guilherme Genzini
www.raialeve.com.br
foto - laquaparla.blogger.com.br

Potrancas inéditas se enfrentam em Prova Especial no Rio, por Thiago Fernandes


Dez carreiras formam a reunião deste sábado, 21 de abril, no Hipódromo da Gávea, com início às 14h15. O destaque é a Prova Especial Indian Chris (quinto páreo), para potrancas inéditas de 2 anos, em 1.500 metros, na pista de grama.

Com ótima raça, After Road (Northern Afleet), irmã materna de Quick Road, pode se impor. Mykonos (Nedawi) está comentada e merece respeito. Ardennes (Point Given) e a argentina Energia Ecologica (Johannesburg) também ameaçam. Páreo para ficar de olho no cânter e na pedra.

O simulcasting com o Hipódromo de Cidade Jardim, com 11 páreos, começa às 14 horas.

A seguir, comentários e indicações. Boa sorte!

1º Páreo – Larazanha estreia na Gávea em companhia que não a intimida. Bambina D’Fiore para a dupla. De volta ao claiming, Energia Celestial ameaça.

2º Páreo – Ultra Pepita não está respeitando turma e pode emplacar a quarta consecutiva. Ingrid aguarda briga na primeira parte do percurso para entrar na briga pela vitória. A seguir, Best of Five.

3º Páreo – Landru, aguerrido, é a indicação que se impõe. Our Friend pode encostar aos poucos e formar a dupla. Braga Cigana, bem balizada, é o terceiro nome.

4º Páreo – First-Rate, retrospecto da prova, surge como força. Apesar da redução do percurso, Red Stone é bom nome para a dupla e Vai Nessa para a Trifeta.

6º Páreo – Samba de Roda perdeu carreira incrível na estreia. Mais aguerrido, deve vencer. Glance Son e All At Sea têm a vantagem de já serem corridos.

7º Páreo – De volta à turma, Velvet Success é força. Vem Chegando reaparece, mas tem a favor correr aliviada no peso. Netstream e Gobierno também merecem atenção.

8º Páreo – Laco-Paco vem de boas apresentações (na última, em prova da esfera clássica) e deve vencer. Vitalista ganhou com autoridade e, mesmo reaparecendo, é um perigo. Olympic Francis para a Trifeta.

9º Páreo – É do Sissi e Icone Best devem decidir. Duro entre eles. O atropelador Cache-Nez é combinação bem gasta no Open Betting.

10º Páreo – Desafinado pegou prova mais à feição e pode encerrar a corrida, com Listador na formação da dupla. Nuevo Laredo e Toca-Discos não podem ser desprezados no páreo em que a Quadrifeta tem garantia de R$ 10 mil. Olho no cânter e na pedra.

Indicações:

1º Páreo – Larazanha (1) – Bambina D’Fiore (3) – Energia Celestial (5)
2º Páreo – Ultra Pepita (1) – Ingrid (2) – Best of Five (4)
3º Páreo – Landru (4) – Our Friend (8) – Braga Cigana (1)
4º Páreo – First-Rate (7) – Red Stone (1) – Vai Nessa (4)
5º Páreo – After Road (6) – Mykonos (3) – Energia Ecologica (7)
6º Páreo – Samba de Roda (8) – Glance Son (6) – All At Sea (4)
7º Páreo – Velvet Success (5) – Vem Chegando (4) – Netstream (1)
8º Páreo – Laco-Paco (9) – Vitalista (1) – Olympic Francis (2)
9º Páreo – É do Sissi (3) – Icone Best (1) – Cache-Nez (4)
10º Páreo – Desafinado (2) – Listador (5) – Nuevo Laredo (1)

por Thiago Fernandes
www.raialeve.com.br
foto - peregrinacultural.wordpress.com

Marcelle Martins é atração nas carreiras de hoje



Atração nas carreiras da Gávea a Joqueta Marcelle Martins estará presente em 6 dos 10 páreos deste sábado no Jockey Club Brasileiro.
Num esporte tão carente de atrações Marcelle vem se destacando pela sua pericia na condução dos animais, sempre com muita luta e garra, sua alegria de destaca numa raia quase 100% masculina.
Outro fato que se destaca em Marcelle Martins é a sincera simpatia que transmite e trata aos turfistas coisa rara no mundo das carreiras e isto é uma demonstração de amor ao que faz e a quem faz o espetaculo do Turfe.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

JORGE RICARDO E ALTAIR DOMINGOS, APÓS ESPETACULAR RODADA DUPLA, RESULTARAM ILESOS

Uma dupla rodada, afortunadamente sem maiores conequências ocorreu durante a 14ª prova da jornada de hoje no circo parlemitano, quando a favorita Purely, pela cerca desabou na pista com o astro brasileiro Jorge Ricardo "up", na altura dos 120 metros iniciais do tramite sendo logo "abalroada" por Bandera Angelical, esta sob a monta de Altair Domingos.

A espetacular queda sofriada por "Ricardinho", que projetado de sua montaria deu varios tombos no solo, como pode se observar pela transmissão de TV, provocou a precocupação geral do público presente no Argentino de Palermo, que no entanto, com extrema sorte, ambos profissionais ao serem socorridos pelos médicos do carro ambulância, mostraram perfeitas condições físicas.

Todo A Ganador
Posted by Mário Rozano

Neste final de Semana GP no JC Sertãozinho (Campo Bonito Pr


Todos estão convidados a fazer parte desta linda festa que se inicia dia 20 com grande baile da sociedade de Campo Bonito e apartir de amanhã (21/04) passeio dos animais participantes do GP seguido dos arremates e jantar. Dia (22/04) páreos classificatórios e dia (23/04) o páreo final.
Muitas parcerias alojadas no recinto: a seguir a relação dos possiveis participantes:
Ze Minero – Braganey Pr
Magno – Conciolândia Pr
Lg – Ampere Pr
Pradeiro – Imbituva Pr
Omaggio – Rio Negro e Porto União PR
Pitaça – Vacaria RS


postado por Soretas
http://www.soretas.com.br/

JOCKEY CLUB BRASILIO A. TERRA



GP reservado para animais PSI de todas as gerações

Homenagem a DOMINGOS ZILIO e IRMÃOS ALBERTON

Dias 12, 13 e 14 de Maio de 2012

Distância 500 metros

Inscrição R$ 3.000,00 – Lance de Obrigação R$ 3.000,00

Premiação

Proprietário vencedor recebe o total das inscrições

Treinador vencedor 5% do bolo geral

Demais treinadores 4% do jogo do animal de sua responsabilidade.

Fretes por conta do proprietário;

Permitido uso de agarradeiras nos posteriores;

Chave pagará uma inscrição e meia;

Pesa somente o que vai no lombo.

√ INTERESSADOS EM PARTICIPAR DEVERÃO SOLICITAR PESO AOS ORGANIZADORES.

Informações:

Luciano Silva 55.9909.8022-Adriano Quadros 54.9981.8886 – CanchaReta.com

ANIMAL PESO ANIMAL PESO

Christy Alado 44 Totosão 42

Pé de Pano 44 Vilebrequim 43

Ramon Kids 44 Selo Raro 43

Marimbau 42 Xique Di Duer 40

Tiro Veloz 40 Canarana 40

Yellow Tiger 40 Negrito 38

Ki Butui 38 Rocket Alado 38

Point One 37 Viejo Pancho 35

Melodia do Mig 35 Joe Berger 40

Itaibaté 35 Garota de Ipanema 38

Saint Prospector 35 Comando Box 37

Ardiente Fama 38

APOIO: AGROPECUÁRIA SÃO CARLOS


POSTADO POR http://reidareta.com.br

Super Power, o craque





Neste domingo, 22 de abril, é a vez de Super Power ser homenageado no Jockey Club Brasileiro, através de uma Prova Especial em 1.500 metros, pista de grama, para potros de 2 anos, inéditos.

Criado pelo modelar Haras Santa Ana do Rio Grande, Super Power era filho de Roi Normand e Joy Valley, por Ghadeer, portanto, um irmão inteiro da craque Riboletta, eleita égua do ano de 2000, nos EUA, primeiro animal nacional a conseguir tal feito. Super Power atuou em 13 oportunidades, todas na Gávea, obtendo sete vitórias e quatro colocações. Nos principais êxitos, Juvenal Machado da Silva esteve no dorso do animal preparado no Vale do Cuiabá por Nelson Marinho.

Já ganhador de G1, em 27/06/1999 venceu o GP ABCCC, Super Power começou sua caminhada para a coroa em 27/02/2000 ao conquistar o GP Estado do Rio de Janeiro (G1), na milha derrotando Segram. Hellish Cat, In The Sun e Full Of It fecharam o marcador. Trinta dias após, em 26/03, mostrou força nos 2.000 metros do GP Jockey Club Brasileiro (G1) impondo-se a Beckett's Godot. Segram, Guided Bomb e Cressius completaram o placar. Em 30/04 numa das retas mais eletrizantes de todos os tempos, bateu a Tríplice Coroada das fêmeas, Be Fair, (Fast Gold e Misty Moon, por Baronius) e consagrou-se o 10º cavalo Tríplice Coroado no Hipódromo da Gávea.

Ricardinho 11549 x 11555 Baze


548 X B

Burocracia gratuita persiste no trânsito de animais em Cidade Jardim


Há poucas horas a reportagem do Raia Leve apurou que, três animais, retidos sem qualquer motivo no Jockey Club de São Paulo desde o último fim de semana, puderam, enfim, retornar ao Jockey Club do Paraná. Contudo, após contatos mais minuciosos, em busca de novas informações sobre o tema, chegou ao conhecimento da redação que outros animais treinados em Curitiba seguem “presos” no clube co-irmão paulista.

Também se faz necessário levar à tona o “aviso” que o JCSP vem dando a treinadores radicados no Tarumã, e que possuem inscrições neste fim de semana em Cidade Jardim: os animais só poderão retornar após quarta-feira – no mínimo – para o Tarumã.

Sem qualquer tipo de anúncio prévio, resolução ou nota oficial sobre o assunto, o que se vê são atos notavelemente obscuros sendo praticados em Cidade Jardim. Os cavalos treinados no estado vizinho que todo fim de semana auxiliam a formação de programas no JCSP, agora são tratados desta maneira, no mínimo, estranha. E aos seus proprietários e treinadores, resta a falta de consideração por parte dos dirigentes e funcionários responsáveis, do JCSP.

Como pode uma “regra” de trânsito de animais onde se possa chegar, mas não se possa sair? Como se explica uma proibição que não está justificada, muito menos escrita, em qualquer documento emitido pelo JCSP? É o que os turfistas, não apenas de Paraná e São Paulo, mas do Brasil inteiro, esperam entender. E o mais rápido possível.

www.raialeve.com.br
foto pipocaglobal.com

Ricardinho arranca rumo a liderança - Parte 2


Ricardo 11548 X Baze 11555


Turfe consegue ótimo espaço no jornal O Globo







O novo espaço para a programação turfística no jornal O Globo é mais uma vitória do turfe na tentativa de retomar seu espaço na mídia. Essa é outra conquista que vem junto com a exposição maior que a atividade está conseguindo devido às ações coordenadas da equipe de Marketing do JCB em conjunto com a Assessoria de Imprensa.
Agora, em O Globo, num dos jornais de maior circulação no país, ao invés apenas dos programas, com os páreos chaveados, o jornalista e locutor do Jockey Club Brasileiro, Marco Aurélio Ribeiro conseguiu um espaço bem maior com título, subtítulo, indicações, comentários e forfaits (foto).
Na sexta-feira, no sábado e no domingo aparecerão as indicações de Marco Aurélio e na segunda-feira, como de costume, o destaque para as carreiras clássicas do final de semana.
da Redação

ATUANTE: Vencedor da Primeira Prova da tríplice Coroa Juvenil – Versão Potros



FOTO: FABY MATTOS
FOTO: FABY MATTOS
O potro ATUANTE, venceu com muita facilidade o clássico “Paulo Rosa Wairich” – Primeira Prova da tríplice Coroa Juvenil – Versão Potros. Atuante, que disputou o G.P. TURFE GAÚCHO e antes de sua estréia era de propriedade do turfman Pedro Burtet (Haras Despertador) e fora negociado com o seu atual proprietário Eládio Benevides.
Após a tentativa da Tríplice Coroa existe a possibilidade do ex-penqueiro seguir campanha no Uruguai.
Atuante é treinado por M. Rosa e tem a supervisão de Paulo Scorsatto

reidareta.com.br
foto Faby Mattos

Ricardo: Aceleração de Plenty Of Kicks me lembrou o Much Better








O campeão Jorge Ricardo ainda está empolgado com a conquista no domingo, 15 de abril, no Hipódromo da Gávea, da Tríplice Coroa no dorso de Plenty Of Kicks (Crimson Tide e Pleni Turbo, por Choctaw Ridge), do Stud São Francisco da Serra.
Em 12 de fevereiro, o bridão veio da Argentina para levar Plenty Of Kicks a facílima vitória no GP Estado do Rio de Janeiro (G1). No mês seguinte, em 11 de março, derrotou, em final apertado, Poker Face no GP Francisco Eduardo de Paula Machado (G1). Em 15 de abril deu um olé na parceirada, calando os críticos em facílimo triunfo no GP Cruzeiro do Sul – Derby (G1).
Da Argentina, por telefone, Ricardinho falou da sua admiração pelo castanho treinado por Júlio Cesar Sampaio e contou um pouco do caminho percorrido até a conquista do cobiçado título:
“Na milha foi tudo tranquilo, O Plenty Of Kicks estava na distância em que ele é praticamente imbatível. Só precisei não atrapalhá-lo. Nos 2.000 metros como ele largou por fora e tive que dar “intenção” passei 800 metros tentando amansá-lo porque se ele fosse para frente prematuramente poderia perder o páreo. No Derby ele pulou manso e nos 500 metros finais quando eu dominei o Poker Face sem fazer correr a aceleração dele me lembrou demais a do Much Better. Se ele continuar nesse estado será um nome muito forte no GP Brasil” finalizou animado o recordista sulamericano de vitórias e segundo colocado na estatística mundial de jóqueis.
por Fernando Lopes – Participação – André Cunha – foto: João Cotta

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Udon Thani Park

Udon Thani Park

Petrochinski: preocupação com as inscrições clássicas da semana máxima do turfe paulista


Vencedor de várias provas importantes no turfe brasileiro e no exterior, Estanislau Petrochinski vem se sobressaindo como um dos melhores treinadores brasileiros da atualidade. Grandes craques já passaram por suas mãos e os turfistas já se acostumaram a ver ganhar diversas provas os potros e potrancas por ele preparados. Quem não se lembra dos feitos de Xin Xu Lin e de tantos outros?

Aproveitando a proximidade com a semana máxima paulista, o profissional demonstra sua preocupação com as possibilidades de seus pensionistas. Começando por Take the Money, Estanislau informa: “Take the Money já retornou aos trabalhos matinais e na última semana trabalhou uma milha, mas ainda não está 100%. Como temos apenas cerca de 40 dias até o dia da prova, deve correr diretamente no Clássico Delegações Turfísticas. Infelizmente, não há tempo para inscrevê-lo em uma carreira antes, o que seria o ideal”.

Quanto a Viewfinder, Estanislau esclareceu: “Depois da última apresentação, ele foi acometido de forte gripe. Já voltou aos treinos, mas é outro que, pela premência do tempo, não poderá participar de nenhuma preparatória. Provavelmente, correrá diretamente no GP São Paulo. Até agora, só trabalhou até 2.000 metros, não tem passada alguma nos 2.400 metros, distância da importante carreira. Mesmo assim, acredito que, pela sua categoria, vá correr com muita chance”.

Falando sobre o craque Veraneio, o treinador foi enfático: “É o caso mais complicado. Teve forte gripe e se abalou muito com isso. Era para ter corrido o GP Oswaldo Aranha, mas ainda não está em condições. Pretendo apresentá-lo em uma prova da turma, em 1.800 metros, ainda no final deste mês. Entretanto, além da gripe teve um pequeno problema de casco nos últimos dias, o que está dificultando sua preparação. Se não conseguir correr nesse páreo de turma, não irá ao GP São Paulo. Não está nada fácil”, finalizou Petrochinski, com semblante preocupado.

por Guilherme Genzini


Filha de Blandi , futura Joqueta

A Filha do Jockey Waldomiro Blandi e a nova aluna da escola de Jockeys do Jockey Club de São Paulo

No embalo da 100ª vitória, Marcelle assina 28

Embalada pela 100ª vitória, conquistada na segunda-feira através de Glória Azul, do Stud Chico City II, Marcelle Martins (93), quinta colocada na tabela dos jóqueis no turfe carioca, estará presente em 28 das 38 provas (sexta-feira (20) e segunda-feira (23), 9 páreos, sábado (21) e domingo (22), 10 páreos) programadas para o próximo final de semana no Hipódromo da Gávea. Marcello Cardoso (81), que no histórico domingo, 15 de abril levou Old Tune à Tríplice Coroa, agora é o sexto colocado e montará em 27 carreiras, apenas uma a menos que a jovem joqueta. O líder Vagner Borges (205), suspenso na sexta-feira, terá 25 oportunidades para manter a ponta. O vice-líder e bicampeão Dalto Duarte (187) estará presente em 22 páreos. Henderson Fernandes (141), que começou aproveitando muito bem as oportunidades do novo contrato com o Haras Anderson monta o mesmo número de provas que Borges, 25. O experiente Carlos Lavor (100) assinou apenas 12 montarias. Voltando após uma semana de suspensão, em que atuou apenas em quatro provas clássicas do Meeting do Derby, Valdinei Gil (79) só monta menos que Marcelle e Cardoso, com 26 oportunidades. Ambos montando muito pouco, Ilson Correa (72) e Marcos Mazini (53), atuarão, respectivamente, em apenas nove e onze carreiras. Luan da Silva Machado (47), que também está suspenso na sexta-feira (20), monta 13 em páreos. Entre os alunos da Escola de Profissionais do Turfe, além dos já citados Marcelle e Luan, Henrique Merenciano de Oliveira está suspenso pela Comissão de Corridas do JCB e não atua na semana. Juan Gomes terá apenas duas oportunidades, enquanto Fausto Henrique assumiu 12 compromissos. por Fernando Lopes

Austrália: Black Caviar retorna na última semana de abril

Um dos melhores animais do turfe mundial na atualidade, a “top-sprinter” australiana Black Caviar (Bel Espirit) retomará sua campanha na última semana de abril. O compromisso em questão é o Sporting Bet Sprint (gr.I), programado para o dia 28 de abril, em Morphetville, na Austrália. A pensionista de Peter Moody, que é aguardada como a principal atração do Royal Ascot deste ano (ela será inscrita no Diamond Jubilee Stakes (gr.I)), fará ainda outra apresentação entre os dois páreos citados acima: será no Goodwood Handicap (gr.I), a ser disputado no dia 12 de maio, também em Morphetville. Invicta em dezenove saídas, das quais seis foram produzidas em provas graduadas, e nove delas em grupos I, Black Caviar, em seu mais recente exercício, assinalou pouco menos de 46 segundos para uma passada de 800 metros. por Victor Corrêa

Austrália: Black Caviar retorna na última semana de abril

Austrália: Black Caviar retorna na última semana de abril
18/04/2012 - 15h52min

Ozzie News

Dia 28 marca o retorno da melhor velocista do Planeta

Um dos melhores animais do turfe mundial na atualidade, a “top-sprinter” australiana Black Caviar (Bel Espirit) retomará sua campanha na última semana de abril. O compromisso em questão é o Sporting Bet Sprint (gr.I), programado para o dia 28 de abril, em Morphetville, na Austrália.
A pensionista de Peter Moody, que é aguardada como a principal atração do Royal Ascot deste ano (ela será inscrita no Diamond Jubilee Stakes (gr.I)), fará ainda outra apresentação entre os dois páreos citados acima: será no Goodwood Handicap (gr.I), a ser disputado no dia 12 de maio, também em Morphetville.
Invicta em dezenove saídas, das quais seis foram produzidas em provas graduadas, e nove delas em grupos I, Black Caviar, em seu mais recente exercício, assinalou pouco menos de 46 segundos para uma passada de 800 metros.
por Victor Corrêa

Município de Campos inicia processo de tombamento do Jockey Club


Município de Campos inicia processo de tombamento do Jockey Club campistaFoi publicada no último dia 16 de abril, no Diário Oficial de Campos, em meio a mais de 50 outros imóveis, a informação sobre o início do processo de tombamento do Jockey Club de Campos. A decisão vai garantir o local apenas para a atividade turfística.A notícia deixou animado o presidente do Jockey Club de Campos, Octavio José Ferreira da Silva, que declarou: “Estamos muito contentes com mais essa conquista de nossa administração. O tombamento abrange a totalidade de nossas dependências e instalações, entre elas, sede, cocheiras, Vila Hípica, arquibancadas, pista e benfeitorias em geral”, divulgou o presidente do Jockey campista, que vem lutando para tentar recuperar o importante hipódromo fluminense.

www.raialeve.com.br

Turkish Horse Racing.


Turkish Horse Racing.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Vaga Black com Waldomiro Blandi vencedor da Preva Especial Earp 2011

Seul Hipódromo Park


Dalto Duarte - Papo de Turfe


Ganhador do GP Brasil (G1) 2010 e atual bicampeão da estatística de jóqueis da Gávea, Dalto Duarte é o convidado especial da coluna de entrevistas do site do Jockey Club Brasileiro, Papo de Turfe.

Como entrou para o mundo do turfe?

DD: Através do meu tio, Luiz Duarte que, sem dúvida, foi meu grande incentivador. Deixei minha cidade, Brasília, vim para o Rio de Janeiro e passei seis meses aprendendo com ele no Centro de Treinamento Verde Preto. Tentei entrar na escola de aprendizes do Jockey Club do Paraná, mas não certo, pois ainda não havia completado os 16 anos (idade necessária para entrar no seguro obrigatório para um aluno na escola de jóqueis). Voltei para o Rio junto com o meu tio, que na época havia se radicado novamente no turfe carioca, então, fiquei mais seis meses aprendendo no CT Cuiabá e consegui uma vaga na escola da Gávea.



O que ser um profissional do turfe representa para você?

DD: Tudo, a realização de um sonho. No começo, muitos diziam que eu não iria conseguir, que sofreria muito com o peso, para eu nem ao menos tentar. E hoje consigo provar o meu valor a cada páreo.

Quais são melhores cavalos/éguas que já viu correr?

DD: Mesmo que assistindo pela TV, dois animais me impressionaram bastante em suas conquistas: Glória de Campeão e Zenyatta. E nesse clima de Tríplice Coroa, não ter como não citar o Plenty Of Kicks e a Old Tune, que são animais incríveis.

Cavalo/égua mais bonito que já viu?

DD: Os mais bonitos que já vi sãoOlympic Message e Olympic Better que, graças ao meu contrato com o Haras Regina, tive a oportunidade de montar.



Melhor animal que já montou?

DD: Moryba, Olympic Message e Celtic Princess, que talvez tenha sido a melhor.

Em quais jóqueis você se espelha?

DD: No meu tio, Luiz Duarte. Além de ser um excelente jóquei, que me ajudou muito e me ensinou tudo o que sei, também é uma pessoa fantástica.

Quais os melhores treinadores em sua opinião?

DD: Tenho a oportunidade de trabalhar com ótimos treinadores, dos mais próximos, não tem como não citar o Guignoni, o Venâncio Nahid, o Beto Solanés e o Sampaio que, além de tudo, são grandes amigos.

Seu momento inesquecível no turfe?

DD: Quando venci a minha primeira estatística. No último mês sofri uma fissura e rompi os ligamentos do tornozelo direito. Procurei vários médicos especialistas e todos me recomendaram parar de montar para me recuperar. Então conheci o Dr. Amorin, titular do Stud Vert-Blanc-Rouge, ao qual sou bastante grato. Ele me ajudou bastante e consegui seguir montando até a última reunião da temporada. Foi um momento difícil, pois não podia trabalhar os cavalos e nem correr. Ficava a semana toda com uma bota imobilizadora e manter o peso foi muito difícil. Mas, felizmente, deu tudo certo e consegui levar a estatística de jóqueis 2009/2010.



Algum prova marcante?

DD: O Grande Prêmio Brasil (G1) que venci com o Moryba, do Stud Correas. Não tem como descrever a sensação de vencer uma prova como esta. O hipódromo cheio, o publico aplaudindo, naquele dia, tudo foi perfeito. Outra carreira que me marcou foi a vitória na Milha Internacional com o Olympic Election.

Qual foi sua maior tristeza como jóquei?

DD: A Milha Internacional que perdi para o Jet, em recorde, com a Celtic Princess. Passei um mês tirando peso para montá-la com os 52 quilos e a derrota foi muito dolorosa.

Qual páreo falta vencer?



DD: Faltam alguns, mas só pensarei em outros quando conseguir vencer o Grande Prêmio São Paulo (G1).

Qual é a sua meta profissional?

DD: Tenho o sonho de montar fora do país. Conhecer outros hipódromos, outras culturas, países onde o turfe é mais valorizado.

O que diria para um aluno/aprendiz que está começando?

DD: Primeiro, só insistir na profissão se gostar muito. Se realmente quiser ser jóquei tem que batalhar, trabalhar todos os dias, para todos os treinadores, enfim, ser determinado.









Por Celson Afonso/JCB

terça-feira, 17 de abril de 2012

I Scream com Henderson Fernandes vencedora da Prova Especial indian Chris 2011

Horse Racing in Gonbad-e Qabus, Iran


Joqueta Lee Ah Na - Coréia

Iluminada, Marcelle foi quem mais venceu entre os jóqueis


No final de semana do meeting do Derby, Marcelle Martins, com um total de sete vitórias e o impressionante aproveitamento de 36,84%, foi a profissional que mais pontuou. A joqueta, atual quinta colocada na estatística, chegou a 93 conquistas na temporada.

Grande Páreo da Sorte está suspenso

O Grande Páreo da Sorte, que é realizado no Jockey Club de São Paulo e televisionado pelo SBT, acaba de ser suspenso. Depois de o Ministério da Agricultura (através do Seae) estar investigando o caso, com suspeita de irregularidades, foi anunciada,
oficialmente a suspensão provisória do evento.

O Jockey Club de São Paulo entrou com uma ação judicial para explicar o ocorrido e possíveis erros e comenta-se que, em pouco tempo, haverá a finalização da ocorrência.

por Guilherme Genzini

Moryba entra terceiro em allowance


O brasileiro Moryba (Hard Buck), de criação do Haras São José & Expedictus e propriedade de Correas Thoroughbreds Inc., atuou no sétimo páreo promovido em Keeneland, nos Estados Unidos, no uçtimo domingo. Conduzido por Edgar Prado, o favorito dos apostadores finalizou em terceiro num allowance, com US$ 66 mil de bolsa, disputado por produtos de 4 e mais anos na distância dos 1.600 metros na grama.

O ganhador foi o britânico Forte Dei Marmi (Selkir), que chegou ao disco com um pescoço de vantagem sobre Seruni. Como supracitado, o ganhador do GP Brasil (gr.I) de 2010 foi o terceiro, a 1 corpo e ¼, após emergir do fundo do lote. Tempo de 1:34.97 para a distância.













por Victor Corrêa/www.raialeve.com.br

Nansouk derrota Alcazar e companhia em listed race


foto maroñas entertainment




Após atuação nada chamativa no Clásico Asociacion Latinoamericana de Jockey Clubs e Hipódromos (gr.I), disputado no mês passado em Palermo, na Argentina, o brasileiro Nansouk, 3 anos, filho de Special Nash e Andor Rica (Tandoro Dancer), de criação do Haras Mabruk e propriedade e propriedade do Stud Mangueira, retornou às pistas de Maroñas com vitória.

Foi na reunião de domingo, por ocasião do Clásico Las Piedras (L), em 2.200 metros na areia, para produtos de 3 e mais anos. Sob a batuta de Esteban Lazo, Nansouk emplacou vistosa ação no tiro direto, vencendo firme, por 2 corpos e ½ de vantagem. Bandero foi o segundo colocado, enquanto o favorito e “cavalo do ano” no Uruguai, Alcazar, teve de se contentar com a terceira colocação. Catenaccio foi o quarto, e Cacio o quinto.

Pensionista de Jorge da Luz, Nansouk, que foi exportado na condição de inédito para o Uruguai, obteve a sua quarta vitória em dezesseis apresentações produzidas até aqui.














por Victor Corrêa/www.raialeve.com.br

Marcelle Martins vitória "100"


a joqueta Marcelle Martins deu show nas carreiras de ontem na Gávea conquistando 4 vitórias e dois segundos com suas seis montarias e com isto completou um total de 100
vitórias em sua carreira.

EUA: comissão no Kentucky recua no banimento à medicação em 2013

Todo o imbróglio envolvendo a medicação no dia da corrida (com incidência, principalmente, para a furosemida) nos Estados Unidos, que segundo a regulamentação da Thoroughbred Owners and Breeders Association e do Race-Day Medication Committee, deveria ser proibida a partir do ano que vem – a começar pelos produtos de 2 anos – foi refutada pela comissão representante do Kentucky no caso. O estado seria o primeiro a abrigar o “ban” em todo o país.

A proposta original previa que, a partir de 2013, todos os páreos destinados a produtos de 2 anos não suportariam a administração de medicamentos no dia da corrida, e que de maneira gradativa o quadro alcançaria animais de todas as idades, até 2015. Contudo, o presidente da Breeders’ Cup, Tom Ludt, emendou o projeto neste fim de semana, e tal alteração será votada daqui a 30 dias.

Segundo a emenda de Ludt, esta proibição, em 2013, se limitaria aos stakes destinados aos 2 anos, e não a todos os páreos. Vale lembrar que já este ano – em 2012 – a própria Breeders’ Cup não tolerará, nos páreos destinados aos 2 anos do festival, a administração de furosemida ou quaisquer outros medicamentos afins.

E nesta “guerra”, há argumentos plausíveis dos dois lados. Tanto dos defensores do banimento, que argumentam por uma maior lisura e transparência nas corridas locais, quanto dos opositores, que apontam para um eventual baque na economia relacionada às corridas de cavalo do Kentucky.

por Victor Corrêa/www.raialeva.com.br

LAST TRAIN - PRIX JUIGNÉ 2012 - LONGCHAMP

photo Longchamp





Last Train com Maxime Guyon - Prix Juigné - Longchamp











http://www.zeturf.fr

Arizona Gipsy - Prova Especial Jockey Club do Paraná 2012

foto david oliveira


Arizona Gipsy com M Cardoso - Prova Especial Jockey Club do Paraná













www.jcb.com.br

segunda-feira, 16 de abril de 2012

D. VIEIRA EM NOVA CASA: JOCKEY CLUB PONTAGROSSENSe


O jovem treinador Diego Vieira, oriundo das retas, mas com excelente passagem no tarumã e uma breve temporada no Jockey Club Brasileiro está nessa segunda-feira de mudança para Ponta Grossa.
Segue para o Jockey Club Pontagrossense com inicialmente 10 animais de propriedade dos seguintes studs: STUD RAFAELA, STUD TERTOS, STUD H D ( recentemente comprou o animal clássico ZARCO) e também COUDELARIA COLAÇO.
Diego tem a possibilidade de treinar animais para pencas nesse Jockey Club, além de também poder formar algumas corridas de cancha-reta nesse local.

postado por http://reidareta.com.br

Lonesome Street - Commonwealth Stakes 2012 - Keeneland

photo mark mahan



Lonesome Street com Joel Rosario - Commonwealth Stakes - Grupo II














http://www.bloodhorse.com

Gold Ship - Japanese 2,000 Guineas 2012.

photo Kyodo



Gold Ship com Hiroyuki Uchida - Japanese 2,000 Guineas 2012 - Grupo I














http://www.japantimes.co.jp

Il Mago - Prova Especial Coaraze/Taça Quati 2012

foto david oliveira


Il Mago com Edson Ferreira Filho - Prova Especial Coaraze/Taça Quati 2012











http://www.jcb.com.br








Para encerrar a festa do Meeting do Derby, um domingo mágico no Jockey Club Brasileiro, nada melhor que a vitória de Il Mago na Prova Especial Coaraze – 2ª Etapa da Taça Quati, última carreira do calendário clássico nesse inesquecível 15 de abril, em que Old Tune e Plenty Of Kicks entraram para a história do turfe nacional ao tornarem-se Tríplices Coroados no mesmo dia.

Indo à distância pela 1ª vez e deslocando apenas 52 quilos, Il Mago atuou no meio do pelotão, observando de longe a alternância de Decrire e Fera do Nenem na luta pela ponta. Decrire passou no disco na frente, mas na reta oposta Ricardinho deixou seu conduzido andar e Fera do Nenem foi para a ponta e conseguiu até florear como gosta.

Ao entrarem pela reta final, Fera do Nenem resistiu por 150 metros, mas Olympic Leader, Decrire e Il Mago partiram para cima do defensor do Stud BPM Giants e passaram sem luta. Decrire perdeu terreno e a luta ficou entre Il Mago e Olympic Leader, os dois peso a peso. Em final brigado, disputado e apertado, Il Mago livrou mínima vantagem no disco, deixando Olympic Leader na dupla. Decrire, Tank Boy e Nohar fecharam o marcador.

De criação e propriedade do Haras Doce Vale, Il Mago é um 3 anos, Know Heights e Chez Dauphine, por Round Hill, treinado no CT Vale do Itajara pelo campeoníssimo Venâncio Nahid e teve em seu dorso E. Ferreira Filho. Em 11 saídas, essa foi a 3ª vitória de Il Mago, que assinalou, excelentes, 2min53s23 para os 2.800 metros, pista de grama leve, ficando a apenas 83 centésimos do recorde de Albatroz, que data de 1943.

CLIQUE PARA VER O TRIUNFO DE IL MAGO

OU AQUI PARA VER O PHOTOCHART DA PROVA

por Fernando Lopes – foto: Davi Oliveira